Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia

Blog

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Código da desertificação

5 de Junho de 2011, 21:00, por Alex Fernandes Reis - 0sem comentários ainda

Análise
Insatisfeitos com os danos que já causaram, querem mudar a lei para destruir ainda mais



03/06/2011



Roberto Malvezzi (Gogó)



A desertificação avança no mundo inteiro, inclusive no Brasil. Aqui na região Nordeste temos manchas de desertificação no Piauí, Pernambuco e Ceará. Esses dias novas notícias dizem que o norte de Minas pode transformar-se num deserto em 20 anos.

As perspectivas do aquecimento global para a região semiárida projetam a inviabilização de toda a região para a agricultura até o final do século, caso a temperatura da Terra suba entre dois e sete graus. O cálculo é que, para cada grau de aumento da temperatura, há uma perda de 10% na produção de certos produtos. Dessa forma, fala-se que o Ceará pode perder até 70% de sua fertilidade caso a temperatura suba mesmo sete graus.

Cenário tão terrível como esse é também pintado para a região amazônica, na já rotineira afirmação que a região pode transformar-se de uma floresta tropical em uma rala savana.

Some-se a esses cenários o macabro legado do agronegócio no Brasil, que deixou por onde passou cerca de 80 milhões de hectares inviabilizados para qualquer produção. Alguns falam em recuperar essas áreas, mas os que cometeram o crime querem desmatar ainda mais.

Talvez seja esse o ângulo mais cruel do código da desertificação proposto agora pelos ruralistas. Insatisfeitos com os danos que já causaram, querem mudar a lei para destruir ainda mais. Mas, agora querem fazê-lo legalmente, dentro da lei.

Certamente o planeta Terra vai saber distinguir entre seus danos legais e ilegais. Afinal, na cabeça desse povo, se a queimada e o desmatamento forem legais, certamente não contribuirão para o efeito estufa, não degradarão os solos, não eliminarão os mananciais, não comprometerão a galinha dos ovos de ouro.

Parece que os ruralistas estão encontrando um osso duro de roer chamado Dilma. A presidenta já garantiu que, se o código da desertificação for aprovado, ela veta. Não parece que esteja brincando. Mas, brasileiros que somos, só acreditaremos vendo.

Mas, vamos dar um crédito a essa postura. Afinal, está na hora de alguém pensar mais no país que nesses parceiros eleitorais de terceira categoria.



Roberto Malvezzi (Gogó) é assessor da Comissão Pastoral da Terra



1º Seminário Regional de Apoio a Fundos Rotativos Solidários - Centro Oeste

25 de Maio de 2011, 21:00, por Alex Fernandes Reis - 0sem comentários ainda

Começou hoje em Brasília, na Casa de Retiros Assunção, o 1º Seminário Regional de Apoio a Fundos Solidários Centro Oeste que é parte do Projeto Nacional de Apoio às Finanças Solidárias com Base na Organização de Fundos Solidários.

Esta iniciativa visa fortalecer a prática dos fundos Solidários no País.

Temos cerca de 50  representantes dos estados de GO, DF, MT e MS ligados à empreendimentos, entidades de apoio e ao movimento de economia solidária em geral,  preparando-se para ir a campo desenvolver um trabalho de grande importância para o fomento às financas solidárias.

Eis ai uma mostra do que esta acontecendo em fotos tiradas hoje cedo:mistica de aberturaInicio da manhãTrabalhos da manhã



BIG BROTHER BRASIL UM PROGRAMA IMBECIL.

2 de Maio de 2011, 21:00, por Alex Fernandes Reis - 0sem comentários ainda

Autor: Antonio Barreto, Cordelista natural de Santa Bárbara-BA, residente em Salvador.

Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.

Há muito tempo não vejo
Um programa tão 'fuleiro'
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.

Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, 'zé-ninguém'
Um escravo da ilusão.

Em frente à televisão
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme 'armadilha'.

Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.

O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.

Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.

Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação.

Respeite, Pedro Bienal
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Da muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.

Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social

Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério - não banal.

Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.

A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os "heróis" protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.

Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.

Talvez haja objetivo
"professor", Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.

Isso é um desserviço
Mal exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.

É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos "belos" na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.

Se a intenção da Globo
É de nos "emburrecer"
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.

A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.

E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.

E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.

E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados

Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.

A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.

Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.

Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?

Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal.
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal.

FIM



Pisada na bola

28 de Abril de 2011, 21:00, por Alex Fernandes Reis - 0sem comentários ainda

 

No dia de hoje, 29-04-2011, em uma reunião do setorial do PT, realizada na sede do PT -DF às 19:00 hs o assim chamado, "sub-secretário de economia solidária do DF" Sr. Afonso Magalhães deu mais uma pisada na bola. Depois de andar por ai dizendo que cada um tem uma economia solidária na cabeça, que nosso movimento não tem força política, que o SENAES foi um fracasso e que deveríamos ficar satisfeito por sermos absorvidos pela "tal secretária especial de micro e pequenas empresas" ele simplesmente liderou uma votação que decidiu por maioria apoiar a PL-865/11.

É digno de nota, que o único presente nesta reunião que realmente entendia de Economia Solidária, o Sr. Paulo Henrique de Moraes, militante amplamente conhecido e respeitado pelo movimento, coordenador do FBES e do Fórum distrital de Economia Solidária, foi contra.

Presisamos estar atentos para saber quem é realmente a nosso favor nesta luta. Quem luta somente pelos seus próprios interesses e quem nem sabe pelo que se esta lutando...



Meu Blog

25 de Abril de 2011, 21:00, por Alex Fernandes Reis - 0sem comentários ainda

Gente quem puder dê uma olhada no meu blog, e quem quiser siga! http://alexfreis-reflexoes.blogspot.com/



Alex

Atividades em ECOSOL

Fórum de ECOSOL do Distrito Federal e Entorno reunido.
(D--->E) Almeida,Natalicia e Fátima.
Reunião de planejamento. (D-->E) Valnei, airy e paulo.
Reunião de planejmento, com os cooperados e o companheiro Jaime do secretariado Nacional da Cáritas Brasileira.
Intercâmbio de fundos solidários do Centro Oeste e Nordeste. Fevereiro de 2012
Pintura no Sagão de entrada da CNBB em Cuiabá MT.
Pátio interno da CNBB em Cuiabá. Encontro de Cáritas do Centroo Oeste. Março de 2012
Companheiras do MT De pé(E-->D): Cida e Lurdes Sentadas:(E-->D) Ivone e Elenir
"Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, eles estão errados... Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar, aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore." Machado de Assis
(E-->D) João de Jesus e Vitélio Pasa do Secretariado Nacional da Cáritas Brasileira durante Encontro de Cáritas do Centro Oeste em Cuiabá MT - Março de 2012
Companheiro
Atividade no auditório 01 da CNBB de Cuiabá MT durante o encontro de Cáritas do Centro Oeste.
Representantes do Centro Oeste durante apresentação de trabalho de grupo.
Representantes dos empreendimentos da Rede.
Companheiros do Fórum de ECOSOL do Distrito Federal e Entorno durante audiência com o Senador Rodrigo Rollemberg.
Eliane e Alex na campanha de coleta de assinaturas em Brasília DF.
O fórum de ECOSOL do Distrito Federal e Entorno é recebido pelo senador em seu gabinete.
Rede de Empreendimentos Solidários do Distrito Federal e Entorno, reunidos em assembléia para construção do regimento interno do Fundo rotativo solidário da rede.