Aller au contenu
Show basket Hide basket
Retour à Blog
Plein écran

Leve a internet até a roça!

March 27, 2013 21:00 , par Inconnu - 1Un commentaire | 1 person following this article.
Viewed 1716 times

Depois de quatro meses de luta a internet finalmente chegou ao Campo Redondo, Chapada Diamantina, partindo de Ibicoara. Faço este post para todos e todas que querem levar a internet até a zona rural, mesmo passando por obstáculos :)

O caso é o seguinte: de Ibicoara ao Campo Redondo pela estrada é uns 9km, e no meio há uma linda montanha, a Serra Bocaina, que impede o sinal de passar diretamente. Por sorte, há um vale que tem vista tanto para a cidade quanto para a roça, onde é possível instalar antenas intermediárias, chamadas de repetidoras. As antenas para transmissão de sinal sem fio todas precisam que o sinal percorra o longo caminho sem obstáculos. Então como fazer? Daí surge a necessidade da repetição do sinal. Portanto, se este é o caso, reflita sobre qual(is) o(s) ponto(s) intermediário(s) deve(m) usado(s) até que o sinal alcançe seu destino final.

Pensado nisso, agora é colocar a mão no bolso, veja os equipamentos que utilizei:

  1. 1 roteador Asus RT-N12 (firmware Tomato Shibby) ligado a Internet;
  2. 1 antena Aquario grade 25dbi conector N com Ubiquiti Bullet 100mW conectado por cabo de rede ao Asus RT-N12;
  3. 2 antenas Aquario grade 25dbi conector SMA conectadas  TP-Link TL-WR941ND (firmware DD-WRT). Foi usado um abaixador de tensão de 12v para 9v (feito pela loja de eletrônica local) para conectar o roteador diretamente a bateria;
  4. 1 placa Solar dobrável Brunton 26w e 1 bateria usada Tudor 12v 60Ah;
  5. 1 roteador Buffalo WHR-G300N (com DD-WRT).

Os equipamentos ficaram assim distribuídos:

  • Casa na cidade com internet: equipamentos 1 e 2
  • Serra da Bocaina: equipamentos 3 e 4
  • Casa na roça: equipamento 5

No lugar de 5, poderia ser usado um outro roteador com antena SMA ou uma antena USB. No caso o sinal chega bem em casa sem necessidade da antena.

Porque não usar apenas roteadores

Perdi muito tempo tentando usar apenas roteadores com firmwares livres (Tomato e DD-WRT) e cabos SMA para distribuir o sinal. Mas infelizmente eles possuem um grande problema: ou não tem configuração de potência de sinal (chipsets Atheros) ou tem uma limitação de hardware baixa (chipsets Broadcom). Daí surgiu a necessidade de usar um sistema proprietário, o Ubiquiti Bullet: o modelo mais simples fornece 100mW de potência que é muito maior que a maioria dos roteadores pode fornecer.

Não vi nenhuma outra vantagem forte em usar o Bullet. Alias ele não é capaz de criar várias redes sem fio como o DD-WRT e vários outros recursos como o QoS do Tomato.

Onde comprar

O Bullet e as antenas podem ser compradas no MercadoLivre e pequenas lojas. Já os roteadores que suportam Tomato e DD-WRT podem ser comprados no Ebay. A placa solar pode ser comprada no MercadoLivre ou no Ebay. A bateria usada numa loja de autopeças.

QoS

Algo muito importante foi lidar com a quantidade de banda. Em cidades do interior normalmente a oferta de banda é pequena.

De qualquer maneira uma configuração QoS é essencial para priorizar o que é importante (skype, dns, http, etc) e não deixar outras coisas detonar a internet (download e/ou upload pesados, torrent, etc).

No meu caso a banda é de apenas 1mbps, mas o QoS realmente faz milagre. Com ele bem configurado é possível tranquilamente fazer um upload pesado, um download pesado e fazer uma conferência Skype.

E QoS descente só com Tomato! Segue abaixo a configuração usada neste incrível firmware livre:

wifi-roca1   wifi-roca3 wifi-roca2

Atualizado com o uso do fantástico Tomato Shibby!

WDS

WDS significa Wireless Distribution System e é a melhor maneira de distribuir wireless. Vários roteadores compartilham, par-a-par, o nome SSID, canal (frequência) e encriptação (senha). Todos eles usam a mesma rede LAN, e por conta disso apenas um dos roteadores fornece o servidor DHCP, nos outros ele é desabilitado.

Quando um cliente se distancia de um ponto de acesso WDS e se aproxima de outro WDS da mesma rede ele automaticamente troca de um para o outro. Isto dá a impressão de ubiquidade para o usuário da rede wifi. Chega de ficar criando um monte de redes wifis diferentes!

Um detalhe importante é que para um conectar um roteador WDS a outro, é necessário que tenham o mesmo chipset. O WDS do Atheros não funciona com o WDS da Broadcom. Neste caso, os roteadores e o Bullet usam chipset Atheros.

wifi-roca4

O roteador conectado a internet tem o IP 192.168.1.1 (1). O Bullet 192.168.1.2 (2). O da montanha tem o ip 192.168.1.3 (3) e o de casa 192.168.1.4 (4). O servidor DHCP só é habilitado em (1). (2) é um WDS AP. (3) e (4) são um WDS Station. (3) também possui um WDS AP para repetir o sinal. Veja imagem ao lado.

ACK

Algo muito importante na transmissão de longa distância é aumentar o tempo de ACK, ou o roteador descartará pacotes antes que eles cheguem. No início a conexão ficou super lenta por conta disso…

No Ubiquiti Bullet o controle do tempo de ACK é controlado automaticamente. No DD-WRT você deve colocar a distância de uma antena a outra em metros e o DD-WRT calcula o tempo equivalente. Acesse as opções avançadas do Wireless.

Um problema ainda não resolvido completamente é em relação a múltiplos clientes conectados a um roteador/antena com distâncias radicalmente diferentes. Neste caso, no Ubiquiti Bullet altere para não ajustar automaticamente o ACK. Coloque então o tempo de ACK do cliente mais longe. O melhor é fugir desta situação e deixar a antena da cidade dedicada a antena distante.

O problema da energia

Atualmente o esquema funciona bem, durante o dia, chegando a noite a bateria descarrega o pouco excedente de energia que a placa solar pode carregar. Ouvi de uma pessoa que teve de usar duas placas solares de 45W e duas baterias 12v de 60Ah.

Para resolver o problema vou puxar 500m de cabo de energia da casa próxima a serra. As placas solares acabam saindo mais caro do que o cabeamento… Devo conectar o cabo da energia a um carregador de bateria 12V, assim a bateria segura os equipamentos por algum tempo numa queda de energia.

Perspectivas

Será colocada uma antena setorial para dividir o sinal com outras pessoas e provavelmente trocarei o roteador da montanha por um Bullet e outro roteador mais simples. O Bullet deve diminuir o tempo de resposta com um sinal mais forte.

Conclusão

A zona rural é definitivamente o lugar para o homem morar e se desenvolver. Os alimentos são mais saboros e nutritivos e há muito menos elementos anti-sociais do que na cidade.

A internet é uma bela fonte de pesquisa, comunicação e trabalho que nos conecta com muitos outros lugares.

Espero ter ajudado nesta luta por viver no campo!


Source : http://blog.brauliobo.org/wordpress/2013/03/28/leve-a-internet-ate-a-roca/

1Un commentaire

  • E4b018e3879fa3478b9138e7f5afbe7e?only path=false&size=50&d=identiconMarcela
    April 11, 2014 9:44

    internet em AK

    Olha preciso da sua ajuda, entendi apenas 505 DO TEXTO, MAS VC PODIA FAZER UM ESTUDO PRA TERMOS INTERNET AQUI E MAIS... QUANTO ISSO CUSTOU? QUANTA CUSTARIA PARA TERMOS PARA VÁRIAS CASAS NA FAZENDA...
    ME PASSA UMA IDEIA
    MAINJURII


Poster un commentaire

Les champs sont obligatoires.

Si vous vous êtes déjà enregistré(e) comme utilisateur, vous pouvez vous connecter pour être reconnu(e) automatiquement.

Annuler