Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Empreendimento de Economia Solidária

COPAVI Empreendimento de Economia Solidária

Tela cheia

Noticias - Artigos - Videos

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1265 vezes

Copavi: em Paranacity o MST dá certo

No terceiro planalto paranaense, a 438 m de altitude, pela Pr-464, a 500 m do município de Paranacity (Noroeste do estado), se localiza a Cooperativa de Pro-dução Agropecuária Vitória (Copavi). Os 96 alqueires (256,52 ha) abrigam 25 famílias, 32 homens e 32 mu-lheres.Abaixo de 12 anos, há 11 meninos e 8 meninas, de acordo com levantamento realizado pela cooperativa há quatro meses.
Conduzidos pelo pensamento “é melhor errar com a maioria do que acertar sozinho” , o trabalho coletivo converge com a cidadania ar-ticulada, que concilia o bem comum ao particular. A maioria dos cooperados tem uma opção ideológica clara: o socialismo, que fortalece o processo de produção e tomadas de decisões conjuntas.
A luta, antes pela terra, agora é direcionada a um projeto de coletividade produtiva, gestada dentro do capitalismo. As relações de trabalho e pessoais são diferentes: “somos uma verdadeira empresa, que não é capitalista no sentido da exploração de mão de obra, de obtenção de ‘mais valia’. Somos uma empresa de cunho socialista, cujo esforço é centrado nas pessoas que a compõem”, explica o responsável pela assistência agronômica, Elson Borges dos Santos, 35, o “Zumbi”.
Coletividade A assembléia é o órgão máximo deliberativo da Cooperativa. Com o objetivo de fortalecer as decisões coletivas e prestar contas, é realizada mensalmente. Essa periodicidade, no entanto, é flexível. Como o almoço também é coletivo, “se for preciso resolver questões polêmicas urgentes, chamam-se todos para a discussão. A gente põe o garfo no prato e vamos decidir”, ilustra o responsável pela contabilidade da cooperativa, Valmir Strozake, 25, no MST, há 15 anos.
O Conselho Deliberativo, formado por um coordenador de cada setor, um coordenador de cada núcleo e uma pessoa da diretoria, avalia e enca-minha atividades. Há ainda o Conselho Fiscal, que acompanha o setor financeiro e fiscaliza a atuação no trabalho de cada sócio, composto por três membros efetivos e três suplentes, eleitos em assembléia com man-dato de três anos.
As bases administrativas da Copavi são divididas em três setores: produção, apoio e comércio. A base da organização política são os quatro núcleos, divididos pela localização em fileiras na agrovila. Eles avaliam o andamento da cooperativa, com debates, buscando uma visão do conjunto da cooperativa por parte dos trabalhadores

COPAVI AGROECOLOGIA


Categorias

Paraná