Перейти к контенту
Показать корзину Спрятать корзину
Full screen
Dsc 0082

Blog

января 12, 2009 22:00 , by Unknown - | 1 person following this article.

Dialogando em Lyon/França 2014

июля 16, 2014 12:59, by Débora Nunes - 0no comments yet

Mais uma vez uma multidão de pessoas e de organizações estiveram discutindo e experimentando, em Lyon/França, o mundo de amanhã, nos dias 4/5 e 6 de julho 2014. Na lógica de Gandhi "seja você o mundo que quer ver", os Diálogos estão mostrando, além de Lyon, em Bangalore/India, Salvador/Brasil e em cidades de todos os continentes, que é possível ser otimista.

Este Movimento Diálogos em humanidades quer agora, em parceria com outras redes de ativistas do mundo, construir uma carta de governança cívica para o planeta. Em outras palavras, identificar tudo aquilo que pode unificar ambientalistas, movimento da economia solidária, cultura livre, entre outros muitos, com metas mínimas de dignidade humana para uma nova governança global.

Segue abaixo um primeiro esboço como ponto de partida que é obra coletiva da rede Diálogos nos últimos anos.

"Prioridades:

  • Renda Mínima Universal de Dignidade Humana;
  • Alfabetização para todos, funcionando como impulso também à "conscientização" proposta por Paulo Freire;
  • Cuidados básicos de saúde com ênfase na prevenção (utilização de ervas medicinais e tecnologias de saneamento ecológico – biorremediação);
  • Plantio de árvores para reflorestamento e estímulo àprodução de alimentos baseados em agroflorestais e técnicas agroecológicas em áreas públicas e privadas);
  • Novas formas de apropriação coletiva da terra rural e urbana;
  • Direito à água limpa para todas a sociedade, investindo em tecnologias livres;
  •  Apoio à cultura das populações mais fragilizadas;

Critérios de governança:

  • Autogestão; 
  • Participação popular;
  • Maioria de mulheres, idosos e jovens no comitê de governança;
  • Justiça (aos mais frágeis, maior apoio)
  • Justeza (ação adequada a cada contexto) 
  • Ouvir as crianças 
  • Tomada de decisão deve considerar os impactos sócio-ambientais até a 3ª geração.

Fontes de recursos:

  • Taxa Tobin (espécie de CPMF que taxaria todas as transações do mercado financeiro mundial)
  • Imposto sobre grandes forturas
  • Recursos inesgotáveis da energia amorosa humana e da mãe natureza...
  • Viver a abundância preferencialmente com arte
  • Políticas e ações de anticorrupção local e global
  • Capacidade de cuidar o espaço humano 

O documento final, que será co-construído e será propriedade coletiva, tem por objetivo ser divulgado amplamente nas redes sociais e apresentado na Conferência do Clima de Paris em dezembro de 2015.

Dentro deste quadro, fica a pergunta: Porque foi tão difícil construir até aqui consensos sobre coisas tão politicamente unânimes entre aqueles/as que querem construir um outro mundo? 



Programa Diálogos em humanidade Lyon Julho 2014

июня 18, 2014 14:08, by Débora Nunes - 0no comments yet

 Dialogues en humanité: http://dialoguesenhumanite.org

O evento francês Dialogues en humanité realiza-se  anualmente desde 2002 e  possibilita ao público a discussão e vivência de "práticas do futuro emergente" - inovações na sociedade para fazer face aos desafios econômicos, sociais, ambientais e espirituais da humanidade. Este processo vem se descentralizando, buscando parcerias com eventos afins em várias cidades do mundo e sendo realizado também em Berlim/Alemanha, Bangalore/India, Riad/Marrocos, entre outras. O Brechó Eco Solidário é uma das expressões brasileiras da rede internacional Dialogues en humanité

 Programme_Dialogues_en_humanite_2014.pdf

 



Télécharger "La citoyenneté à travers la participation"

июня 18, 2014 13:06, by Débora Nunes - 0no comments yet

 la-citoyennete-a-travers-la-participation.pdf



Baixe o livro "Pedagogia da participação"

июня 18, 2014 12:28, by Débora Nunes - 0no comments yet

O livro "Pedagogia da participação - Trabalhando com comunidades" é a versão brasileira do livro "La citoyenneté à travers la participation", lançado em francês pela UNESCO, que teve origem na minha tese de doutorado de 1998, defendido na Université Paris XII.

pedagogia_da_participacao.pdf



Novas fotos do lançamento

июня 18, 2014 12:06, by Débora Nunes - 0no comments yet



Como foi o lançamento do livro?

июня 13, 2014 17:37, by Débora Nunes - 0no comments yet
Aconteceu no dia 10 de junho de 2014 na Casa Oxumaré, o lançamento do livro de Débora Nunes e Ivan Maltcheff intitulado “Os Novos Coletivos Cidadãos”. A Casa de Oxumaré é um dos mais antigos e tradicionais terreiros de candomblé da Bahia, e além de desenvolver atividades religiosas, é ativamente engajada em projetos sociais e culturais, que contribuem para o desenvolvimento e inclusão das comunidades do seu entorno.

O evento contou com o professor Ordep Serra como mestre de cerimônia, presença da escritora Débora e mensagem de Ivan Maltcheff através de vídeo, e outros convidados. O momento de fala possibilitou o público a sentir um pouco como se deu o processo de produção, pesquisa e criação do livro, feito em conjunto majoritariamente por Skype entre Ivan, na França e Débora, no Brasil, além de entender um pouco mais sobre o tema abordado.

Débora Nunes, professora e pesquisadora e autora de livros das áreas de economia solidária, governança participativa e consumo consciente, e Ivan Maltcheff, consultor para grupos de cidadãos engajados e trabalhadores de empresas em momentos de mudança, juntos contribuem para a compreensão do papel político da sociedade civil na atualidade. O tema abordado aponta para a esperança na ação organizada por um mundo mais justo, solidário e sustentável, principalmente num contexto de desencantamento com a política tradicional.



Lançamento livro "Os novos coletivos cidadãos"

июня 4, 2014 13:44, by Débora Nunes - 0no comments yet
Convite livro big
июня 9, 2014 21:00 Casa de Oxumaré - Salvador/Bahia

O trabalho  de Débora Nunes e Ivan Maltcheff tenta contribuir para a compreensão do papel político da sociedade civil na atualidade. Em tempos de desencanto com a política tradicional, continuamos acreditando na ação organizada por um mundo mais justo, solidário e sustentável.