Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Fórum Brasileiro de Economia Solidária

Tela cheia

Acessibilidade universal

6 de Agosto de 2015, 8:52 , por Miro - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 60 vezes
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

Acessibilidade universal aos bens indispensáveis à vida e ao pleno desenvolvimento dos seres sencientes. Entre os humanos, significa a substituição da propriedade e, portanto, da acumulação, pelo compartilhamento.


Ninguém precisa possuir um automóvel, mas todos precisamos ter acesso a meios de transportes eficientes e suficientemente confortáveis. Como diz a canção de Rita Lee: "Não quero luxo, nem lixo..." Porém não precisamos apenas de veículos de transporte em massa; em determinadas (raras) situações precisamos ter acesso a veículos pequenos que nos permitam transportar pessoas e objetos, livremente — uma mudança, por exemplo. Estacionamentos públicos, com veículos gratuitamente disponíveis a todos, poderiam atender a eventuais demandas individuais especiais, emprestando veículos para transporte privado, semelhantemente aos sistemas de bicicletas compartilhadas que já existem em várias cidades do Brasil e do exterior.


Algo similar pode ser desenvolvido para atender cada uma das necessidades humanas, das mais básicas às complementares, sem tentar uniformizar as pessoas, limitando-as a migalhas padronizadas, pois atualmente existem tecnologias que permitem a personalização (customização) de quase tudo e também há técnicas de produção modular que, aplicadas a tudo, garantiriam a liberdade de adaptar e recriar cada produto industrial; isso daria, inclusive, liberdade estética a todos.

 

Não existindo propriedades, inexistiria a obsolescência programada, essa prática antiética e ambientalmente insustentável. Tudo seria produzido com a máxima eficiência e durabilidade ou com materiais biodegradáveis.


A acessibilidade universal seria um dos principais aspectos de uma nova civilização, sustentável no sentido amplo, isto é, o da sustentabilidade socioambiental. Essa civilização ecológica, essa ecocivilização, seria a resultante do progresso além da chamada economia colaborativa ou economia do compartilhamento.


Recomendo conhecer:

Jeremy Rifkin, "Sociedade Com Custo Marginal Zero" e "A Era Do Acesso"

Thomas Piketty, "O Capital No Século XXI"

Fritjof Capra, "O Ponto De Mutação"

Edgar Morin (vários livros)

Jacque Fresco (Projeto Vênus).

Leia: http://cirandas.net/ecocivilizacao


Fonte: Ecocivilização

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar

    FBES - Fórum Brasileiro de Economia Solidária

    Brazil