Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Fórum Brasileiro de Economia Solidária

Voltar a Oportunidades
Tela cheia Sugerir um artigo

Aberta chamada pública para apoio a projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão

5 de Setembro de 2014, 10:30 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 174 vezes

Fonte: http://www.ifpb.edu.br/

A Pró Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós Graduação em conjunto com a Pró Reitoria de Extensão do IFPB divulgaram o lançamento do Edital da Setec/MEC de apoio a projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. O anúncio foi feito ontem (01) na reunião do Colégio de Dirigentes.

Ambas as pró-reitorias já estão dialogando com os seus respectivos coordenadores de pesquisa e extensão para a divulgação e assessoramento aos interessados em participar da chamada pública. O objetivo do edital é selecionar e financiar projetos de pesquisa que contribuam para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação, por meio do estímulo à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação e Extensão Tecnológica nas Instituições da Rede Federal. Visa ainda estimular a participação dos estudantes em competições nacionais e internacionais.

As propostas selecionadas terão 24 meses de duração e o investimento global é de R$ 40 milhões, distribuídos em parcelas em 2014, 2015 e 2016. A iniciativa, que envolve o MEC, com a atuação da Setec, e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, com o CNPq, integra a política de inovação e educação tecnológica da rede federal para o fomento da formação de recursos humanos qualificados.

O apoio governamental é destinado a quatro linhas de pesquisa. A primeira foca em pesquisa aplicada, desenvolvimento e inovação que visem à solução de problemas do setor produtivo; a segunda, em melhoria contínua e no aumento da competitividade de empresas, associações e cooperativas. No caso desses dois itens, as empresas beneficiárias devem contribuir com, no mínimo, 10% do valor da verba pública empregada.

A terceira linha é a preparação de estudantes da educação profissional dos institutos federais para competições de conhecimento e competências técnicas de abrangência regional, nacional e internacional, e a última, de projetos elaborados e executados por professores com a participação obrigatória de alunos de cursos técnicos, com foco na solução de problemas de natureza institucional, empresarial ou comunitária.

Para orientar a elaboração de propostas, a chamada pública relaciona 27 áreas de interesse, entre as quais, aeroespacial e defesa, alimentos, biotecnologia, energias renováveis, gastronomia, mineração, indústria naval, construção civil, energia, tecnologias para o etnodesenvolvimento em terras indígenas.

Exigências - Para apresentar projeto, o candidato deve cumprir uma série de requisitos, tais como: ter o currículo cadastrado na Plataforma Lattes e atualizado; ser professor, pesquisador, servidor técnico, desde que vinculado a um dos 38 institutos federais de educação profissional e tecnológica presentes em todos os estados e no Distrito Federal. No caso de servidor aposentado, o profissional precisa comprovar na Plataforma Lattes que mantém atividade acadêmico-científica e apresentar declaração da instituição executora do projeto concordando com sua participação. As propostas podem ser apresentadas até 23 de outubro deste ano.

Financiamento - Os recursos desta chamada pública se destinam ao custeio, capital e bolsas. O custeio compreende itens como material de consumo, serviços de terceiros, passagens e diárias; a verba para capital é destinada a equipamentos, material permanente e bibliográfico. As bolsas têm quatro modalidades: desenvolvimento tecnológico e industrial (DTI), extensão no país (EXP), apoio técnico em extensão no país (ATP) e iniciação tecnológica e industrial (ITI).

Ações do documento

Enviar Imprimir

02/09/2014 às 11h36 Aberta chamada pública para apoio a projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica - registrado em: destaque-principal Aberta chamada pública para apoio a projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica

A Pró Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós Graduação em conjunto com a Pró Reitoria de Extensão do IFPB divulgaram o lançamento do Edital da Setec/MEC de apoio a projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica. O anúncio foi feito ontem (01) na reunião do Colégio de Dirigentes.

Ambas as pró-reitorias já estão dialogando com os seus respectivos coordenadores de pesquisa e extensão para a divulgação e assessoramento aos interessados em participar da chamada pública. O objetivo do edital é selecionar e financiar projetos de pesquisa que contribuam para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação, por meio do estímulo à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação e Extensão Tecnológica nas Instituições da Rede Federal. Visa ainda estimular a participação dos estudantes em competições nacionais e internacionais.

As propostas selecionadas terão 24 meses de duração e o investimento global é de R$ 40 milhões, distribuídos em parcelas em 2014, 2015 e 2016. A iniciativa, que envolve o MEC, com a atuação da Setec, e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, com o CNPq, integra a política de inovação e educação tecnológica da rede federal para o fomento da formação de recursos humanos qualificados.

O apoio governamental é destinado a quatro linhas de pesquisa. A primeira foca em pesquisa aplicada, desenvolvimento e inovação que visem à solução de problemas do setor produtivo; a segunda, em melhoria contínua e no aumento da competitividade de empresas, associações e cooperativas. No caso desses dois itens, as empresas beneficiárias devem contribuir com, no mínimo, 10% do valor da verba pública empregada.

A terceira linha é a preparação de estudantes da educação profissional dos institutos federais para competições de conhecimento e competências técnicas de abrangência regional, nacional e internacional, e a última, de projetos elaborados e executados por professores com a participação obrigatória de alunos de cursos técnicos, com foco na solução de problemas de natureza institucional, empresarial ou comunitária.

Para orientar a elaboração de propostas, a chamada pública relaciona 27 áreas de interesse, entre as quais, aeroespacial e defesa, alimentos, biotecnologia, energias renováveis, gastronomia, mineração, indústria naval, construção civil, energia, tecnologias para o etnodesenvolvimento em terras indígenas.

Exigências - Para apresentar projeto, o candidato deve cumprir uma série de requisitos, tais como: ter o currículo cadastrado na Plataforma Lattes e atualizado; ser professor, pesquisador, servidor técnico, desde que vinculado a um dos 38 institutos federais de educação profissional e tecnológica presentes em todos os estados e no Distrito Federal. No caso de servidor aposentado, o profissional precisa comprovar na Plataforma Lattes que mantém atividade acadêmico-científica e apresentar declaração da instituição executora do projeto concordando com sua participação. As propostas podem ser apresentadas até 23 de outubro deste ano.

Financiamento - Os recursos desta chamada pública se destinam ao custeio, capital e bolsas. O custeio compreende itens como material de consumo, serviços de terceiros, passagens e diárias; a verba para capital é destinada a equipamentos, material permanente e bibliográfico. As bolsas têm quatro modalidades: desenvolvimento tecnológico e industrial (DTI), extensão no país (EXP), apoio técnico em extensão no país (ATP) e iniciação tecnológica e industrial (ITI).

Acesse aqui a chamada pública no. 17/2014 da Setec/MEC e CNPq: http://www.ifpb.edu.br/reitoria/pro-reitorias/prpipg/editais/editais-2014/CHAMADA%20PUBLICA%2017-2014%20FINAL.pdf/view


Fonte: http://www.fbes.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=8460&Itemid=62

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar

    FBES - Fórum Brasileiro de Economia Solidária

    Brazil