Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

IMS

Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Chá, Café e Prosa debate o combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

31 de Maio de 2016, 11:43 , por Instituto Marista de Solidariedade » Notícias - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 51 vezes

Sem título1

“Proteção Integral: Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”. Esse foi o tema da edição do Chá, Café, Prosa e Direitos Humanos em Pauta realizada no dia 30 de maio, no Centro Cultural de Brasília (CCB). O evento foi promovido pelo Instituto Marista de Solidariedade (IMS) e o Instituto Marista de Assistência Social (IMAS), em parceria com os jesuítas.

Para essa edição, foram convidadas como palestrantes a deputada federal Érika Kokay (PT-DF) e a assistente social Karina Figueiredo, docente da Universidade Católica de Brasília. O debate foi voltado à problematização da proteção dos direitos das crianças e adolescentes e o diálogo das convidadas com os participantes sobre a importância de a sociedade zelar para que os direitos desses jovens sejam respeitados.

Sem título2

A deputada Érika Kokay afirmou que os direitos das crianças e adolescentes têm sido negados, conforme observado nos casos de violência sexual. Na visão dela, os projetos que tramitam no Congresso Nacional – como a diminuição da maioridade laboral, por exemplo, não contribuem para a reversão do cenário. “Como podemos fugir dessa realidade? Denunciando e rompendo com a impunidade. Quando é feita a denúncia, a sociedade se sente responsável pelo o que acontece com as meninas e meninos. E devemos romper com a impunidade, que naturaliza o crime e culpabiliza a vítima”.

Já a assistente social Karina Figueiredo partilhou com o público que o Brasil avançou relativamente nos direitos das crianças, com o enfrentamento à violência sexual. “Mas por outro lado, há uma dificuldade de enxergar a criança e o adolescente como sujeitos de direito, e respeitá-los como pessoa”, alegou Karina.

Uma solução encontrada diante do debate foi que as escolas devem participar desse combate, a partir da discussão sobre sexualidade e investimento na mudança de olhar para o problema. A pedagoga Eliana Veras, participante do evento, contribui para o diálogo contando um pouco da sua experiência. “A escola é um grande espaço para trabalhar esse tema, que deve começar na prevenção dessa violência e exploração, trazendo as famílias para o ambiente escolar e conscientizando-as sobre o assunto”, finalizou.


Fonte: http://marista.edu.br/ims/2016/05/31/cha-cafe-e-prosa-debate-o-combate-ao-abuso-e-a-exploracao-sexual-de-criancas-e-adolescentes/

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar

    IMS