Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

I Espaço de Vivência em Agroecologia

23 de Setembro de 2014, 15:18 , por Guandu - Rede de consumo - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 307 vezes


No dia 18 de setembro participamos do primeiro Espaço de Vivência em Agroecologia (EVA), no Centro de Vivências da ESALQ – USP.

Sobre o evento

O objetivo do EVA é promover a troca de saberes sobre a agroecologia, além de ser aberto para exposição de produtos agroecológicos.
Nessa primeira edição, a programação englobou a exposição fotográfica “Diálogos da luta pela Terra: Brasil – Portugal”, a exposição  de alimentos produzidos por grupos do Núcleo de Agroecologia Nheengatu (do qual o grupo gestor da Rede Guandu faz parte), do sítio Refazenda e de outros produtores da região.
Também ocorreu uma roda de conversa com o tema “Agroecologia e Ecologia de Saberes”, puxada pela Luciana Jacob, pesquisadora do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra.

Aos interessados em participar , o evento ocorrerá mensalmente – com divulgação na nossa página do facebook:

https://www.facebook.com/terramater.instituto?fref=ts

Agroecologia

A agroecologia é uma concepção da agricultura que surge como alternativa para enfrentar mazelas geradas pelo modelo da agricultura convencional industrial pós revolução verde.

Pode ser entendida como o manejo ecológico de recursos naturais, através de formas coletivas de ação social e com propostas de desenvolvimento participativo desde a produção até a comercialização alternativa, estabelecendo relações entre campo e cidade.

O conceito é amplo e busca a transversalidade entre áreas do saber, possuindo diversas formas de conceituação.

Aos que tiverem interesse na área, os Espaços de Vivência são bons momentos para trocas de experiências e ideias.

Grupos envolvidos

Os grupos envolvidos na organização do I EVA foram: Núcleo de Agroecologia Nheengatu (ESALQ-USP), Rede Guandu, PET-ECOLOGIA (ESALQ-USP), sítio Refazenda e alguns colaboradores autônomo e produtores da região.


Fonte: http://terramater.org.br/guandu/?p=906

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar