Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Para saber um pouco mais da RETS

30 de Setembro de 2013, 15:57 , por Rosana Kirsch - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

RETS: uma rede em construção

30 de Setembro de 2013, 16:52, por Rosana Kirsch - 0sem comentários ainda

 

 

A Rede de Trocas Solidárias do Rio Grande do Sul é resultado da união de pessoas que estabeleceram intercâmbio utilizando uma moeda social local. Constituiu-se num espaço de discussão para o fortalecimento de clubes de trocas locais no contexto da Economia Popular Solidária. Apesar de sua recente trajetória, as redes de trocas com moeda social vem se expandindo no mundo inteiro e são um meio eficiente para promover o Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável, ao mesmo tempo em que são capazes de gerar renda complementar para seus participantes, e, em alguns casos, permitem até mesmo a manutenção econômica com as atividades que nelas se realizam.

Constituída pela articulação entre integrantes de clubes, grupos de trocas e entidades de apoio e assessoria, a Rede Estadual de Trocas Solidárias do Rio Grande do Sul (RETS/RS), foi criada em novembro de 2004 como um espaço de fortalecimento e articulação dos clubes gaúchos, sem fins lucrativos. Atualmente, conta com a atuação de mais de 10 entidades de apoio e 20 clubes de trocas localizados na região sul, metropolitana, Vale dos Sinos e Santa Maria. Os clubes ou grupos são espaços onde as pessoas se reúnem para trocar produtos, serviços e saberes entre si, de forma solidária, utilizando uma moeda social local, criada pelo próprio grupo, como instrumento para facilitar as trocas solidárias.

Bolsa reutilizável das trocas solidárias

 

O primeiro clube de trocas do Rio Grande do Sul foi criado no bairro Guajuviras, no município de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre/RS no ano de 2001, e tem a moeda social chamada “guajuviras”. Posteriormente a essa experiência do bairro guajuviras, multiplicaram-se a criação de Clubes de Trocas em diversos municípios do Rio Grande do Sul (Porto Alegre, Rio Grande, Alvorada, Cachoeirinha, Alegrete, Bagé, Novo Hamburgo).

Em outubro de 2005 foi realizado o 1° Encontro Estadual de Trocas Solidárias do Rio Grande do Sul (Entrosa), no município de São Leopoldo – Vale dos Sinos, com a participação de 6 representantes de cada Clube de Troca do RS, empreendimentos da Economia Popular Solidária, o Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST), organizações não-governamentais e universidades através das Incubadoras de EPS.

Moeda Mate

Em Junho de 2007, ocorreu  a 1ª CONAES – Conferência Nacional de Economia Solidária em Brasília com participação de 5 delegados dos Clubes de Trocas Solidárias, dialogando e construindo propostas e bandeiras de lutas em torno da Economia Solidária no Brasil. Um dos pontos fortes da participação do grupo foi garantir espaço legítimo nas feiras Nacionais, estaduais, regionais e locais para a realização do MTS.

 



Rede Estadual de Trocas Solidárias - RS

Rio Grande do Sul - Brazil