Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Segredos públicos
Tela cheia

CIGL Esch-sur-Alzette

12 de Maio de 2010, 21:00 , por rosana kirsch - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1238 vezes

Esch-sur-Alzette é a segunda maior cidade de Luxemburgo, com 28mil habitantes, sendo 45% de estrangeiros-as e onde o há maior desemprego (confirmar).

O Centro de Iniciativa e Gestão Local de Esch-sur-Alzette iniciou suas atividades em 1997, contando atualmente com 60 trabalhadores-as (salaries). A "célula" de coordenação conta com dois agentes de desenvolvimento e um agente técnico e o Conselho Administrativo é formado por treze pessoas representantes da comuna.

Sandrina e Nicolas apresentaram a estrutura e o trabalho do Centro que oferece 10 serviços para a comunidade:

  • Äre vëlo, eise vëlo: aluguel de bicicletas. O sistema foi todo informatizado. O-a usuário-a pode retirar a bicicleta num ponto e devolver noutro estacionamento. As bicicletas são produzidas por uma empresa familiar alemã.

2010_05132010avrilrio0072

Oficina de manutenção das bicicletas:  5 trabalhadores estão neste serviço.

  • Multimediastuff: junto do prédio do CIGL, no andar térreo, há um espaço de acesso à internet e são oferecidos cursos. Desde março/2010 há curso com programas software livre e foi lançado um CD Free Flex, com programas livres para Windows e Mac. A inclusão do software livre nas atividades do CIGL foi uma proposta apresentada pelos trabalhadores-as (salaries). Acesse aqui a página do Free Flex!
  • Serviço de proximidade
  • Konschtkëst: divulgação de vídeos de artistas locais em "caixas" com televisores espalhadas pela cidade. Veja aqui alguns vídeos deste serviço. São oferecidos cursos sobre criação e montagem de vídeos.
  • Garderie d'Heemelmaus: local onde as crianças de 2 a 8 anos podem ficar por curtos períodos. As pessoas que trabalham neste local estão fazendo curso superior para educadora na Bélgica (em Lux há somente uma universidade e com poucas vagas - confirmar). O pagamento do serviço de Garderie é feito com um cheque (benefício) oferecido pelo governo para mães-pais.
  • Governanta: serviço domésticos e de apoio à pessoas com mais de 60 anos ou com deficiência.
  • Serviços técnicos: há uma equipe para manutenção de uma estrada da comuna; outra para manutenção de espaços verdes públicos; uma terceira equipe para a manutenção do parque Terres Rouges.
  • Maison Rosati: o CIGL é responsável por uma casa no parque ... Esta casa está disponível para passar "uma noite na floresta". A casa é uma construção antiga que foi recuperada pelo CIGL. Junto da casa tem duas obras de arte e pelo parque, nos caminhos, encontra-se outras. A conservação das obras e do parque também é de responsabilidade do CIGL.

2010_05132010avrilrio0081

2010_05132010avrilrio0075

Arte na floresta: uma cobra....

Na conversa com o CIGL Esch-sur-Alzette foi apresentado o dado de que 49% das saídas do CIGL (demissão) estão relacionadas com o emprego em outro local (arrumar outro patrão).

Para entender

No CIGL de Esch conheci a Sandrina, o João e o Reko que falam português, o que possibilitou as conversas e descobertas sobre o trabalho que realizam.

Sandrina e João chegaram no CIGL quando estavam desempregados. Ambos estão na equipe fixa do Centro; Sandrina trabalha como agente administrativa e João é o responsável pelo Clik. Foi João que me apresentou todo o CD do Free Flex e para quem mostrei um pouquinho do Cirandas. O trabalho com software livre (SL) iniciou, na Rede OPE, a partir deste CIGL. A aceitação pelo SL tem sido avançado, sendo que o serviço de jardinagem já aderiu... mas na administração da OPE ainda não. O trabalho na área de informática do Centro também está fazendo um programa para a biblioteca em SL. Conheci também o Hugo Gonçalves que trabalha na oficina de bicicletas e está no período de inserção. Ele disse que o trabalho no CIGL tem sido importante para aprender como atender clientes e o trabalho específico de manutenção e recuperação de vëlos, assim está adquirindo conhecimentos para outros trabalhos.

Reko trabalha trabalha há anos no CIGL. Ele é o responsável técnico dos serviços. Ele que me levou para conhecer a Maison Rosati, contou como é o trabalho na Vëlo, na floresta, na Maison, além de ter escolhido um restaurante português para o almoço (para eu entender o que estava comendo, segundo ele!).

2010_05132010avrilrio0076

Reko

 

 

 

 

 

 

Fiz a foto da direita, a da esquerda é da página do CIGL Esch, onde o Reko aparece melhor.


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar