Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | 1 pessoa seguindo este artigo.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

UFRB manifesta profundo pesar pelo falecimento de Baga de Bagaceira

11 de Julho de 2020, 17:25, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) vem a público manifestar profundo pesar pelo falecimento prematuro de Baga de Bagaceira Souza Campos, ocorrido na madrugada de 10 de julho.

Baga de Bagaceira, pesquisadora, drag performer, militante na luta pelos direitos LGBTQIA+ na Bahia, era jornalista pelo curso de Comunicação Social e mestre em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação - Mídia e Formatos Narrativos, ambos desta Universidade. Foi membro do Comitê de Políticas Afirmativas e Acesso a Reserva de Cotas (COPARC) entre os anos de 2017 e 2019, tendo atuado em várias bancas de heteroidentificação, bem como participou ativamente dos debates sobre políticas afirmativas em nossa Instituição. Atualmente, cursava doutorado no Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade da UFBA.

Ao registrarmos nossas condolências, manifestamos apoio e solidariedade aos(às) amigos(as) e familiares.



UFRB discute rede de cooperação acadêmica entre instituições superiores da Bahia

11 de Julho de 2020, 12:08, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) participou, no último dia 07 de julho de 2020, de uma reunião envolvendo os(a) dirigentes das instituições públicas de ensino superior com sede na Bahia, realizada com o objetivo de iniciar uma rede de cooperação envolvendo as universidades federais (UFBA, UFRB, UFSB e UFOB), estaduais (UNEB, UEFS, UESB e UESC) e os institutos federais (IFBA e IFBaiano).

Na reunião, realizada por videoconferência, foi apresentada a situação de cada universidade e cada instituto no contexto da pandemia da Covid-19 e discutida a possibilidade de constituição de uma rede estadual de cooperação acadêmica. Um dos resultados da reunião foi a produção do “Manifesto da Educação Superior Pública de qualidade no estado da Bahia”, que reafirma princípios e compromissos norteadores da cooperação a ser construída e dá ciência, à sociedade baiana, do propósito de constituição de uma rede estadual de cooperação acadêmica.

Novas reuniões serão realizadas para dar prosseguimento à iniciativa.

Confira:

Manifesto da Educação Superior Pública de qualidade no estado da Bahia

A pandemia desafia a sociedade brasileira. A segurança de nosso povo se vê ameaçada, bem como nossas instituições. Por um lado, a crise sanitária evidencia nossa extrema desigualdade e, por exemplo, nos faz lamentar investimentos que não foram feitos ao longo dos anos, visando ao bem comum. Por outro lado, ela nos solicita soluções e compromissos e, avivando nossa missão, nos convida à afirmação decidida de nossos valores mais elevados, dedicados que estamos à vida, à ciência e à cultura. Às ameaças autoritárias, temos reagido com espírito democrático, assim como reagimos ao obscurantismo com ciência, cultura e arte.

As universidades e institutos da educação pública superior no Estado da Bahia compreendem bem o atual desafio. Desde o primeiro momento da pandemia, nosso gesto foi o de procurar soluções solidárias – que, de resto, podem ser bem mais eficazes. Cada uma de nossas instituições, ademais, com suas características próprias, com seu modo singular de organizar sua competência própria e realizar ensino, pesquisa e extensão, tem reagido à crise com conhecimento e solidariedade. O desafio, porém, é extraordinário. Assim, para além de nossa diversidade, que é decerto nossa riqueza, compreendemos ser nosso dever procurar fortalecer ainda mais nossa unidade na ação.

Reunidos, então, no dia 07 de julho de 2020, os dirigentes das instituições públicas de ensino superior com sede na Bahia discutiram a situação diversa de cada universidade e cada instituto, apresentaram as decisões das respectivas comunidades, mas também reafirmaram princípios e compromissos. Nesse sentido, damos agora ciência à sociedade baiana de nosso propósito de constituição de uma rede estadual de cooperação acadêmica.

Com efeito, no enfrentamento da crise, respeitando a autonomia de cada instituição, constituiremos protocolos formais e informais de cooperação que, sobretudo, favoreçam o acolhimento e a proteção de nossa comunidade de estudantes, docentes, técnicos e terceirizados. Avançamos, pois, no sentido de compartilhar recursos de capacitação, conteúdos acadêmicos e mesmo espaços físicos, sempre respeitando, de maneira estrita, as mais consistentes orientações sanitárias. Nosso histórico de parceria é bastante consistente, mas cabe ampliar, por exemplo, protocolos de mobilidade acadêmica entre as instituições, além de coordenarmos nossa mobilização política e institucional para garantir, junto às diversas instâncias da sociedade, o investimento necessário à elevada tarefa da educação superior.

Medidas concretas serão detalhadas e divulgadas oportunamente, mas alguns princípios nos unem, sendo inegociáveis. Em primeiro lugar, a defesa da vida, que não se precifica nem pode se tornar objeto de mero cálculo. Em segundo lugar, a exigência de acesso equânime às condições de formação acadêmica, presencial ou não presencial. E, enfim, nossa obrigação de garantir e preservar, em qualquer ambiente e por todas as formas, a qualidade de nosso ensino, pesquisa e extensão. A educação é, afinal, um projeto de longa duração. É a maior aposta de uma sociedade democrática em seu futuro, devendo ser nosso melhor legado às gerações vindouras. E, por maior que seja o desafio, os que têm a educação pública e a democracia no coração não deixarão de vencer.

Faça o download do Manifesto.



Editora da UFRB disponibiliza três novos livros eletrônicos para download gratuito

9 de Julho de 2020, 20:30, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Editora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (EDUFRB) anuncia o lançamento de três obras inéditas. As novas publicações no formato e-book estão disponíveis para leitura online e download gratuito na página da EDUFRB ufrb.edu.br/editora.

Os títulos são “Língua inglesa em foco: experiências de aprendizagem e ensino"; organizado pelo professor Flávius Almeida dos Anjos; Práticas pedagógicas inovadoras no ensino superior: a experiência do CETENS/UFRB"; organizado pelos professores: Susana Couto Pimentel, Nelma de Cássia Silva Sandes Galvão e Odair Vieira dos Santos, e “Entre a praça e a internet: outros imaginários políticos possíveis na Praia da Estação”, de autoria de Milene Migliano.

A obra “Língua inglesa em foco: experiências de aprendizagem e ensino" apresenta narrativas confessionais, de professores de língua inglesa. Já o livro "Práticas pedagógicas inovadoras no ensino superior: a experiência do CETENS/UFRB", reúne experiências pedagógicas consideradas inovadoras desenvolvidas por docentes do Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (CETENS), buscando fomentar reflexões sobre pedagogia universitária e incentivar novos saberes e fazeres na Educação Superior. Por fim, a obra “Entre a praça e a internet: outros imaginários políticos possíveis na Praia da Estação” busca compreender como e se haveria superação da contenção dos imaginários políticos na cidade, a partir dos usos e apropriações das novas tecnologias de informação e comunicação (ntic’s) associadas à internet e às redes de sociabilidades urbanas.

Mais informações: ufrb.edu.br/editora.

ebooks 3



UFRB presta homenagem aos 120 anos do educador Anísio Teixeira

9 de Julho de 2020, 16:29, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Neste domingo, 12 de julho, é celebrado os 120 anos de nascimento do educador baiano Anísio Spínola Teixeira. A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) promove uma programação especial de atividades em sua homenagem, com a interlocução nacional de diversos parceiros públicos e privados. A iniciativa visa promover a difusão do pensamento e da obra de Anísio Teixeira, junto aos educadores brasileiros e a reflexão sobre a sua contribuição para a Educação. 

O presidente do Conselho de Educação da Bahia (CEE-BA), Paulo Gabriel Nacif, lembra que o pensamento de Anísio Teixeira é base do FUNDEB e destaca a importância das atividades em homenagem ao educador Anísio Teixeira. “Por meio de um grupo de estudos que envolveu universidades, conselho e fórum de Educação, Academia Baiana de Letras e secretarias de Educação municipais, dedicamos o ano de 2020 a homenagear o grande educador baiano e brasileiro Anísio Teixeira pela sua enorme contribuição, que consolidou políticas como a Educação em Tempo Integral e o Sistema Nacional de Educação. Realizamos uma caravana por todo o Estado da Bahia discutindo o legado do educador", conta. 

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a iniciativa da secretaria. "Anísio Teixeira era muito conhecido fora do país por ser um visionário. Foi ele quem constituiu dois grandes movimentos para a gente. O primeiro foi a Educação em Tempo Integral e integrada em diversas áreas. Ele defendeu e apresentou um programa que os estudantes aprenderiam mais se permanecessem um tempo a mais na escola. E a outra inovação dele, que a gente tanto usa até hoje, é o regime de colaboração, pois não se faz educação de qualidade em nenhum país se não tivermos a aproximação da União, do Estado, dos municípios e da sociedade. E neste momento que o Brasil atravessa, reviver o pensamento de Anísio Teixeira é um sopro de esperança e um convite ao fortalecimento das diversas esferas institucionais para pensar com responsabilidade a cidadania brasileira", afirmou. 

Na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), o professor e filósofo da educação, Ricardo Henrique Andrade, é um dos pesquisadores sobre o pensamento de Anísio Teixeira. "Anísio se interessou pela democratização da sociedade brasileira e apostou na escola como uma fábrica de democracia, sempre capaz de renovar-se diante dos desafios. Como discípulo de Dewey, era um entusiasta da “experiência na educação”, e acreditava que o aprendizado real destina-se à vida. Desse modo, a filosofia deveria conceber um programa de ação que visasse superar os problemas concretos não apenas de maneira teórica, mas, sobretudo, prática", relata Ricardo, que foi ainda Diretor de Formação e Experimentação Educacional do Instituto Anísio Teixeira (2007-2010).

PROGRAMAÇÃO

Um dos marcos das ações desenvolvidas para celebrar os 120 anos de Anísio será a assinatura do Projeto de Lei enviado pelo governador Rui Costa à Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), que designa Anísio Teixeira como Patrono da Educação da Bahia. Está prevista, ainda, uma sessão solene no Congresso Nacional. 

Lives - A Secretaria da Educação do Estado (SEC), o Instituto Anísio Teixeira (IAT), que faz parte da estrutura organizacional da SEC, e o Conselho Estadual de Educação do Estado da Bahia (CEE-BA) celebram, neste domingo (12), às 10h, os 120 anos de nascimento do educador baiano Anísio Teixeira. A cerimônia, que será transmitida no YouTube, nos canais (https://www.youtube.com/educacaobahia1) e (https://www.youtube.com/ceebahia), faz parte de uma programação especial de atividades desenvolvidas pelo Governo da Bahia, com o objetivo de difundir o pensamento e a obra de Anísio Teixeira, além de promover uma reflexão sobre a sua contribuição para a educação. 

Na abertura, haverá a apresentação de um vídeo sobre o livro infantil "Menino movimento", a saudação do presidente do CEE-BA, Paulo Gabriel Nacif, e, na sequência, o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, fará um pronunciamento em torno do tema "Um diálogo com as crianças da Bahia, do Brasil e do mundo".

Em seguida, o professor Naomar de Almeida Filho, da Universidade de São Paulo (USP), abordará o tema "O olhar sobre a vida de Anísio Teixeira", e ex-estudantes da Escola Parque farão uma apresentação literomusical. Os reitores João Carlos Sales e Luiz Otávio de Magalhães, respectivamente, da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), discutirão o tema "O pensar de Anísio Teixeira".

O evento virtual contará, ainda, com um mosaico de depoimentos de educadores e especialistas; apresentação do "Cordel Anísio Teixeira"; exibição do documentário da SEC acerca da vida de Anísio Teixeira; e declamação da poesia "Esperança", de Mário Quintana. A programação será encerrada com o Hino ao 2 de Julho e com a exibição de vídeo da Caminhada Virtual, realizada na celebração do 2 de Julho deste ano. 

Já na próxima segunda-feira (13), o Conselho Estadual de Educação da Bahia (CEE) realiza, às 14h, uma sessão especial em comemoração aos 120 anos de Anísio Teixeira. Já às 15h, a Escola Parque promove a live "120 Anos de Anísio Teixeira." Ainda este mês, será lançada a nova versão da Plataforma Anísio Teixeira, com data a definir.

Ao longo do ano, também estão programados atividades e eventos como: Prêmio Anísio Teixeira de Gestão Escolar; Aula Magna na Escola Parque Carneiro Ribeiro, em Salvador, e na Escola Parque 308 Sul de Brasília; denominação do prédio da SEC como "Casa Anísio Teixeira" e exposição comemorativa na SEC e nos NTEs; lançamento da Biblioteca Anísio Teixeira com a publicação de obras do educador; e a realização de seminários virtuais com instituições de Ensino Superior públicas.



UFRB lamenta falecimento da funcionária terceirizada Angélica Boaventura

9 de Julho de 2020, 13:08, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento da funcionária terceirizada Angélica da Conceição Vieira Boaventura, ocorrido nesta quinta-feira, 09 de julho. Dona Angélica, como era chamada, fazia parte da equipe de limpeza do Prédio de Solos, Campus Cruz das Almas. 

Ao registrarmos nossas condolências, manifestamos apoio e solidariedade aos amigos e familiares.



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres