Go to the content
Show basket Hide basket
Full screen Suggest an article

Notícias

January 12, 2009 22:00 , by Unknown - | 1 person following this article.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

CAPES aprova mestrado de Arqueologia e Patrimônio Cultural da UFRB

September 6, 2018 12:38, by UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0no comments yet

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) aprovou a proposta de criação do mestrado em Arqueologia e Patrimônio Cultural da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

O curso de pós-graduação em nível de mestrado acadêmico será ofertado no Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL), situado nas cidades de Cachoeira e São Félix.

Serão oferecidas vinte vagas. A matriz curricular aprovada tem duas áreas de concentração: Arqueologia e Patrimônio Cultural, sendo dez vagas para cada área.

O curso de mestrado foi proposto por uma equipe de docentes da UFRB liderada pelo museólogo Carlos Alberto Santos Costa, doutor em Arqueologia e professor do CAHL.

A divulgação da lista com o resultado da Avaliação de Propostas de Cursos Novos para calendários 2017 e 2018 aconteceu na última quarta-feira, dia 5, na sede da CAPES, em Brasília e encontra-se disponível no portal da instituição.

O mestrado em Arqueologia e Patrimônio Cultural tem por objetivo geral desenvolver os campos da arqueologia e do patrimônio cultural de forma integrada, promovendo a formação de excelência e introdução de conhecimento no nível de pós-graduação (mestrado), capacitando profissionais para atuar autonomamente em diferentes ambientes (institucionais, empresariais e sociais), de docência, de pesquisa e das atividades técnicas, sendo capazes de refletir, planejar e agir sobre todo o processo de formação dos acervos arqueológicos e dos demais patrimônios culturais, de sua concepção aos processos de patromonialização.

O pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação, Criação e Inovação (PPGCI), Carlos Alfredo Lopes de Carvalho considera que a autorização do mestrado em Arqueologia e Patrimônio Cultural vai “abrir uma nova história na UFRB e no CAHL”. “Estamos apostando muito que este curso vai crescer e trazer novas perspectivas na arqueologia para o Estado e o País”.

Contextualizando com a história atual, Carlos Alfredo disse que a aprovação do curso “até é um momento de alento considerando o que aconteceu com o Museu Nacional”, quando se perderam, por conta de um incêndio, mais de 20 milhões de itens de acervos importantes, dentre eles, coleções de geologia, paleontologia, botânica, zoologia, antropologia biológica, arqueologia e etnologia essenciais para o conhecimento científico e da história da humanidade. “A criação desse curso é uma resposta da importância da área para o País e para o mundo”.

CAHL fortalecido

Para o pró-reitor, a aprovação do mestrado mostra a evolução do Centro Acadêmico do CAHL e do seu corpo docente, que começa a ter um amadurecimento importante. “Temos a perspectiva forte de ser criado o Mestrado em Serviço Social e isso vai fazer com que, rapidamente, o CAHL consiga criar e implantar o primeiro curso de doutorado fora de Cruz das Almas, sede administrativa da UFRB, o que nos deixa muito animados”.

Segundo Carlos Alfredo, o desdobramento que a criação do mestrado em Arqueologia é inimaginável: “vai fazer um diferencial importante tanto pela questão da história de Cachoeira como do próprio Recôncavo da Bahia”.

Atualmente o CAHL oferece os cursos de mestrado em Ciências Sociais; em Comunicação e o Mestrado Profissional em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas.

Para os alunos

Carlos Alfredo disse que a criação do mestrado é mais uma oportunidade de complementação de formação de alto nível, após a conclusão da graduação.  “Abre-se perspectivas para as pessoas que querem se especializar e avançar no estudo mais aprofundado da Arqueologia e Patrimônio Cultural em uma pós-graduação Stricto Sensu”.

Das vinte vagas oferecidas para alunos do mestrado, duas vagas serão reservadas para técnicos administrativos da UFRB, conforme resolução do Conselho Universitário nº 02/2009, além de vagas destinadas a ampliar a inclusão e permanência de negros, quilombolas, indígenas, pessoas trans (transgêneros, transexuais e travestis), conforme resolução do Conselho Universitário nº 017/2018.

Desde 2006, o CAHL oferece o curso de graduação em Museologia, no qual funciona há dez anos o Laboratório de Documentação e Arqueologia (LADA) e há oito anos o Grupo de Pesquisa Recôncavo Arqueológico. 

Mais sobre o processo de avaliação aqui.



UFRB realiza comercialização de lotes de troncos de eucaliptos para interessados

September 6, 2018 8:49, by UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0no comments yet

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio de sua Coordenadoria de Infraestrutura e Meio Ambiente (CIMAM), torna pública a comercialização de troncos de eucaliptos oriundos do Bosque Eucaliptal, localizado no campus Cruz das Almas.

Os troncos estão divididos em lotes com diferentes possibilidades para os interessados:  carvoaria, panificadora, serralheria e segmentos da construção civil. É o segundo lote do produto, este ano, que a UFRB comercializa.

Os troncos estão classificados em três categorias: troncos em inicio de deterioração ou oriundos da queimada destinados para carvoaria; lenhas em cortes de um metro com diâmetros entre 7 a 20cm oriundo das extremidades dos eucaliptos, destinado a  carvoaria ou panificadora; e os que são eucaliptos com características apropriadas para serralheria de boa qualidade e apropriada para estruturas.

Estes últimos troncos são de espécimes mortos e que apresentavam riscos à segurança de transeuntes e da rede de fornecimento de energia elétrica do campus, tendo sido retirados e depositados no local. Foi catalogado um total de 40 m3 de troncos de eucaliptos, classificados madeira de boa qualidade, muito utilizada em construção civil e serralheria.

O material encontra-se disponível para comercialização. Os interessados devem entrar em contato com o Núcleo de Meio Ambiente da CIMAM para informar a quantidade do material de interesse. O pagamento deverá ser efetuado por Guia de Recolhimento da União (GRU), conforme orientação da CIMAM.           

Entre em contato com o Núcleo de Meio Ambiente pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (75) 3673-0520 / (75) 99955-4533 (Tratar com Cláudia Souza).



Centros de Ensino divulgam edital de monitoria remunerada e voluntária 2018.2

September 5, 2018 17:10, by UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0no comments yet

O Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL), o Centro de Ciências da Saúde (CCS) e Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) divulgam que estão abertas as inscrições para a seleção de discentes para o programa de monitoria remunerada e voluntária do segundo período letivo de 2018.

 Neste semestre, o CAHL oferta 08 (dez) bolsas referente ao Programa de Monitoria Remunerada. As inscrições podem ser feitas no período até 10 de setembro e o formulário da ficha de inscrição se encontra disponível no site do centro. 

Já o CCS segue com inscrições abertas até 18 de setembro, no horário de 07:30h  às 18:30h, ou online. São ofertadas 12 bolsas de monitoria remunerada no valor de R$ 400 e com carga horária de 12 horas semanais. As inscrições são reservadas aos discentes regularmente matriculados em cursos de graduação do CCS que comprovem aprovação igual ou superior a 6,0 (seis) no componente curricular de referência ao qual queiram se candidatar. Os candidatos podem se inscrever em mais de um componente curricular, mas só podem assumir a monitoria de um componente, caso sejam selecionados.

Para o CECULT, são 7 bolsas para os componentes curriculares indicados no Edital. As inscrições podem ser feitas nos dias 24 a 25 de setembro de 2018, das 8h às 12h e das 13h às 19h, no NUGTEAC do CECULT.

Confira os Editais:

Edital Interno CCS Nº 02/2018 – Programa Monitoria 2018.2

Edital Interno CAHL Nº 04/2018 – Programa Monitoria 2018.2

Edital Interno CECULT Nº 02/2018 – Programa de Monitoria 2018.2

Mais informações:

www.ufrb.edu.br/cahl

www.ufrb.edu.br/ccs

www.ufrb.edu.br/cecult

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Andifes divulga nota pública sobre o incêndio no Museu Nacional

September 3, 2018 17:29, by UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0no comments yet

Os reitores e reitoras das universidades federais, por meio da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior – Andifes lamentam profundamente o incêndio que destruiu completamente o Museu Nacional, um dos maiores patrimônios culturais do país, vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde estavam abrigadas mais de 20 milhões de peças que faziam parte de um acervo de valor inestimável para a história e para a cultura do Brasil e do mundo.

A Andifes, mais uma vez, conclama a urgente necessidade de políticas públicas de estado que valorizem e resguardem a cultura e a história do nosso País. Essa tragédia havia sido prenunciada, outras estão sendo encubadas, em função da insuficiência de recursos para preservar instalações físicas e acervos.

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior se solidariza com a comunidade da UFRJ e com todos os brasileiros e brasileiras por essa perda de valor inestimável e irreparável.

Os governantes sabem que decisões econômicas têm consequências sociais. Por sua vez, a sociedade deve entender que a escolha de prioridades, ideias e valores definem o mundo em que queremos viver. Que tão logo seja superado o luto pela perda do passado, a sociedade exija dos governantes o compromisso com o futuro.

Com informações da Andifes.



Categories

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres