Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | 1 pessoa seguindo este artigo.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

14 de Junho: Santo Amaro será sede administrativa da UFRB por um dia

16 de Junho de 2017, 16:43, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

O reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Silvio Soglia, participou da sessão solene no Salão do Poder Legislativo Municipal de Santo Amaro, na noite da última quinta-feira, 14 de junho. A data marca a participação histórica do município do recôncavo baiano no movimento de emancipação política do país. Cumprindo uma tradição secular, os santamarenses comemoram a Ata da Vereação de 14 de junho de 1822, que exigiu das Cortes de Lisboa a Independência do Brasil.

Na oportunidade, o diretor do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT), Danillo Barata foi homenageado com o título de cidadão santamarense. Por ocasião dos festejos deste ano, além da solenidade cívica e da entrega do título de cidadão santamarense ao professor Danillo, o reitor da UFRB foi convidado a proferir palestra alusiva ao 14 de junho de 1822.  “Esse ato expressa ciclo que tem para nós, homens e mulheres de hoje, do recôncavo e de Santo amaro, especificamente, a digital da vanguarda, por retomar um sonho, um desejo, uma necessidade e um reconhecimento secular, de ter o direito a uma universidade federal no território do recôncavo”, avalia Soglia.  

Pela manhã do dia 14, em reunião do Conselho Universitário (Consuni), os conselheiros aprovaram uma solicitação do legislativo santoamarense de promover a transferência administrativa da sede da UFRB para Santo Amaro em cada  dia 14 do mês de junho, uma homenagem à história do município que simboliza a implantação do campus da UFRB naquele município. O reitor destacou ainda a presença da UFRB como uma expressão do projeto político da instituição. “Este ato aqui hoje, rememora o que somos, fizemos, implica em dialogar com os que aqui estiveram e que retornam hoje a estar conosco, na memória e no  reconhecimento dos seus feitos. Celebra o nosso lugar na história desse país, a grandeza das nossas lutas e conquistas. E reafirma a aliança necessária entre a ciência, as artes, a filosofia e a política, como bases imprescindíveis na edificação da consciência nacional”, finaliza.



UFRB aprova transferência simbólica da sede para Santo Amaro em 14 de junho

16 de Junho de 2017, 16:43, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

O reitor da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Silvio Soglia, participou da sessão solene no Salão do Poder Legislativo Municipal de Santo Amaro, na noite da última quinta-feira, 14 de junho. A data marca a participação histórica do município do recôncavo baiano no movimento de emancipação política do país. Cumprindo uma tradição secular, os santamarenses comemoram a Ata da Vereação de 14 de junho de 1822, que exigiu das Cortes de Lisboa a Independência do Brasil.

Na oportunidade, o diretor do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT), Danillo Barata foi homenageado com o título de cidadão santamarense. Por ocasião dos festejos deste ano, além da solenidade cívica e da entrega do título de cidadão santamarense ao professor Danillo, o reitor da UFRB foi convidado a proferir palestra alusiva ao 14 de junho de 1822.  “Esse ato expressa ciclo que tem para nós, homens e mulheres de hoje, do recôncavo e de Santo amaro, especificamente, a digital da vanguarda, por retomar um sonho, um desejo, uma necessidade e um reconhecimento secular, de ter o direito a uma universidade federal no território do recôncavo”, avalia Soglia.  

Pela manhã do dia 14, em reunião do Conselho Universitário (Consuni), os conselheiros aprovaram uma solicitação do legislativo santoamarense de promover a transferência administrativa da sede da UFRB para Santo Amaro em cada  dia 14 do mês de junho, uma homenagem à história do município que simboliza a implantação do campus da UFRB naquele município. O reitor destacou ainda a presença da UFRB como uma expressão do projeto político da instituição. “Este ato aqui hoje, rememora o que somos, fizemos, implica em dialogar com os que aqui estiveram e que retornam hoje a estar conosco, na memória e no  reconhecimento dos seus feitos. Celebra o nosso lugar na história desse país, a grandeza das nossas lutas e conquistas. E reafirma a aliança necessária entre a ciência, as artes, a filosofia e a política, como bases imprescindíveis na edificação da consciência nacional”, finaliza.



CECULT abre inscrições da seleção para monitoria remunerada

16 de Junho de 2017, 15:37, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

O Núcleo de Gestão de Ensino e o Comitê de Monitoria do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) tornam público que estão abertas as inscrições para o processo de monitoria remunerada. As inscrições acontecem no período de 19 a 27 de junho, no Núcleo de Gestão Técnico Acadêmico (NUGTEAC).

São ofertadas três bolsas no valor de R$ 400,00. A  carga horária é de 12 horas semanais. As inscrições são reservadas aos discentes regularmente matriculados em cursos de graduação do CECULT que comprovem aprovação igual ou superior a 7,0 (sete) no componente curricular de referência ao qual queiram se candidatar. O resultado será divulgado na sede e na página do CECULT na internet.

Confira o EDITAL nº 01/2017

Mais informações: www.ufrb.edu.br/cecult.



UFRB promove ensino a distância em 14 municípios da Bahia

16 de Junho de 2017, 15:20, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Educação a Distância (EaD) promovida pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) atingiu a marca de 14 polos no interior da Bahia. A universidade ingressou no sistema EaD em 2015 com a oferta do curso de Licenciatura em Matemática em sete pólos credenciados ao Sistema da Universidade Aberta do Brasil (UAB). Quatro desses pólos foram induzidos pela própria universidade nos municípios de Ipirá, Rio Real, Teodoro Sampaio e Sapeaçu através da Superintendência de Educação a Distância (SEAD), setor responsável pelo suporte e apoio às unidades que visam a oferecer cursos na modalidade EaD.

Agora em 2017, a UFRB ofertou os cursos de especialização Mineração e Meio Ambiente e Gestão em Saúde, oferecendo 500 vagas em 11 polos espalhados pelos territórios da Bahia.  Os cursos são vinculados ao Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB) e ao Centro de Ciências da Saúde, respectivamente.

Segundo o professor Ariston Cardoso, superintendente da SEAD, a UFRB já dispõe de mais de mil matrículas de discentes na modalidade EaD, representando 10% do total de matrículas efetuadas na instituição. “Os números são o resultado de um esforço da UFRB em garantir a expansão da oferta dos cursos e a interiorização de programas de educação superior no país através do uso das tecnologias educacionais. Para a UFRB é fundamental essa expansão uma vez que nos localizamos no interior da Bahia e temos esse compromisso de promover a interiorização do ensino superior gratuito e de qualidade nos territórios da Bahia”, disse.

Como metas para 2017, ele acrescenta a possibilidade da oferta de pelo menos um curso de pós-graduação na modalidade EaD por cada um dos Centros de Ensino da UFRB. “Contamos com uma equipe multidisciplinar com representante de cada centro e temos no horizonte a previsão de mais um Edital nacional voltado para a formação de professores e administração pública no qual buscaremos ser contemplados”, comenta.  Ainda segundo Ariston, a participação da UFRB no Fórum de Instituições Públicas de Ensino Superior da Bahia, representadas pelo consórcio Universidade Virtual da Bahia (UVB), permitirá elaboração de estratégia de mobilidade estudantil, além da reoferta de disciplinas, compartilhamento de videoaulas, dentre outras possibilidades.

As turmas de pós-graduação tiveram início no fim de março por meio da internet, com encontros presenciais mensais para discussões, orientações e avaliações nos pólos. No último dia 10, foi realizado o encontro presencial dos discentes do curso de Mineração e Meio Ambiente no qual foram realizadas atividades dos componentes curriculares de Legislação Ambiental Aplicada à Mineração e Mineração e Dinâmica da Paisagem.

Expansão - A expansão dos cursos em EaD foi possível através de proposta contemplada no edital 075/2014 da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e da UAB, que possibilitou dar a partida na interiorização da EaD. O UAB é um sistema integrado por universidades públicas que buscam ofertar o ensino superior para camadas da população com difícil acesso à educação num modo mais convencional.

A escolha e definição dos polos são fruto da articulação entre a UFRB, a Capes e os municípios. Gerenciados pela Capes, os polos têm como mantenedor a prefeitura municipal ou o governo do Estado. Para receber um curso, o polo deve ter a infraestrutura adequada, como computador e internet. Sediados em municípios com estruturas e perfis muito diversos, alguns polos estão em locais que sequer possuem instituição de ensino superior na cidade ou território identidade.

A UFRB hoje dispõe de pólos presenciais nos municípios de: Campo Formoso, Seabra, São Francisco do Conde, Vitória da Conquista, Amargosa, Ilhéus, Conceição do Coité, Ipirá, Jequié, Rio Real, Sapeaçu, Itabuna e Macaúbas e Simões Filho.

Educação Continuada - A UFRB foi a primeira instituição pública no estado da Bahia a ofertar os cursos de Educação Continuada sem Tutoria, também conhecidos como MOOCs (Massive Open Online Course), em tradução: Curso Online Aberto e Massivo. Os cursos de Educação Continuada sem tutoria da UFRB já alcançaram a marca de mais de 41 mil inscritos e atualmente, são ofertados dez cursos gratuitos e abertos a toda comunidade em diversas áreas

Mais informações na página da Sead: https://ufrb.edu.br/ead



Prêmio da Fapesb homenageia pesquisadores de Humanas e Sociais, Letras e Artes

14 de Junho de 2017, 14:06, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Reconhecer o trabalho de excelência de pesquisadores, estimular o exercício da pesquisa científica, fomentar o desenvolvimento científico, tecnológico e sustentável da Bahia e ainda se tornar uma das premiações mais importantes do calendário anual do estado. Com todas essas conquistas, o Prêmio Roberto Santos de Mérito Científico, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), chega a sua terceira edição, desta vez recebendo indicações de nomes de pesquisadores da grande área “Humanas e Sociais, Letras e Artes”.

As indicações devem ser feitas por Pró-Reitores de Pesquisa de Universidades, Diretores de Institutos ou Centros de Pesquisa e Pesquisadores Bolsistas de Produtividade em Pesquisa Nível 1 do CNPq, todos localizados no Estado da Bahia. Os nomes dos candidatos devem ser enviados para [email protected] até o dia 30 de junho de 2017.

O objetivo do Prêmio é reconhecer o trabalho de excelência realizado pelos pesquisadores e cientistas que prestam relevante contribuição à pesquisa, tecnologia e desenvolvimento do Estado. O diretor-presidente da Fapesb, Lázaro Cunha explica que “Trata-se de um prêmio consolidado e reconhecido pela comunidade acadêmica baiana. É uma maneira de legitimar o esforço de pesquisadores baianos”.

O processo seletivo será realizado em três etapas: na primeira fase ocorre a consulta pública; o segundo passo é a formação de uma lista de até dez candidatos composta pela Comissão Examinadora; e a seleção final fica a cargo do Comitê Especialista, formado por pesquisadores renomados de fora do Estado, na área de “Humanas e Sociais, Letras e Artes”, que indicará o vencedor. A honraria concedida homenageia o médico e professor Roberto Santos, ministro da Saúde de 1986 a 1987, governador de 1975 a 1979 e reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA) de 1967 a 1971.

Na primeira edição o pesquisador baiano Maurício Barreto, professor titular da Universidade Federal da Bahia e da Fiocruz/BA, recebeu o título pelas contribuições à ciência para o desenvolvimento do Estado de pesquisas científicas na Bahia. Já na segunda edição, o presidente da Academia de Ciências da Bahia e secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Jailson Bittencourt recebeu o prêmio que contemplou a área de Ciências Exatas, da Terra e Engenharias.

Com informações da Ascom SECTI-BA.



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres