Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | 1 pessoa seguindo este artigo.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

UFRB divulga seleção para bolsista e voluntário do PET Conexão de Saberes

21 de Maio de 2019, 17:40, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), torna público o processo seletivo de bolsistas do Programa de Educação Tutorial (PET) Conexões de Saberes: UFRB e Recôncavo em Conexões. São ofertadas duas vagas para estudantes que estejam regularmente matriculados entre o 2º e o 4º semestre dos cursos de graduação do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL).

As inscrições estarão abertas do dia 28 de maio ao dia 02 de junho, por meio da internet. Os interessados devem enviar um e-mail com todos os documentos exigidos no edital para o endereço [email protected]. Não será cobrada taxa de inscrição. Para se inscrever, é necessário apresentar coeficiente de rendimento acadêmico maior ou igual a 6.0, não possuir vínculo empregatício e ter disponibilidade para as atividades do grupo.

O processo seletivo será constituído de duas etapas. A primeira, de caráter classificatório, refere-se à produção de um texto relacionado ao tema Programa de Educação Tutorial, valendo até 10 pontos, que será realizada no dia 05 de junho, às 8h30, no Pavilhão de Aulas do CAHL. A segunda etapa, de caráter classificatório, será a entrevista pela Comissão do Processo Seletivo, valendo até 10 pontos, que será realizada no dia 06 de junho, às 8h, no mesmo local.

A classificação final obedecerá à ordem decrescente das notas. O resultado será divulgado no mural do CAHL e no site dos grupos PET, em no máximo 48 horas após a última etapa da seleção. O processo seletivo terá validade de um ano a partir da homologação do resultado final, quando poderão ser convocados, pela ordem, os classificados para o preenchimento de novas vagas.

As vagas atuais são para um bolsista e um voluntário, de acordo com a ordem de classificação. Haverá ainda cadastro de reserva de até duas vagas, podendo os selecionados serem convocados a atuar como voluntários, a depender da necessidade do grupo. Os estudantes convocados irão desenvolver atividades com o grupo até a conclusão do seu curso de graduação, exceto quando deixarem de cumprir as exigências previstas na legislação ou por manifestação de interesse.

Os convocados devem dedicar-se integralmente às atividades acadêmicas regulares do programa, totalizando 20 semanais para o bolsista e 12 semanais para os voluntários. O bolsista receberá mensalmente uma bolsa no valor de R$ 400,00. É vedado o acúmulo de bolsas de outros programas de natureza similar, exceto Bolsa Permanência do MEC e auxílios da PROPAAE. Bolsistas e voluntários, com no mínimo dois anos de participação efetiva e comprovada, recebem certificado.

O Grupo PET Conexões de Saberes: UFRB e Recôncavo em Conexão, criado em 2011, realiza projetos interdisciplinares de formação de estudantes de graduação, vinculado às temáticas institucionais da Universidade, em conexão com as comunidades do Recôncavo.

Confira o Edital Nº 015/2019 - PET Conexão de Saberes: UFRB e Recôncavo em Conexão.

Mais informações: www.ufrb.edu.br/pet



Filme de professores e estudantes da UFRB disputa Prêmio do Cinema Brasileiro

21 de Maio de 2019, 14:58, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

O documentário “Maré", com duração de 22 minutos, concorre ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019, na categoria curta-metragem. O filme concorre com outros 54 filmes brasileiros, entre ficção, documentário e animação ao primeiro turno do prêmio.

O filme da diretora Amaranta Cesar, professora de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), teve a participação de professores, estudantes e egressos do Curso de Cinema do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL) e a parceria de mulheres quilombolas do Vale do Iguape.

O documentário, produzido em 2018, registra o movimento da maré entre várias gerações de mulheres quilombolas, entre o impulso de partir para outra realidade e o de ficar, entre a incerteza do futuro e a força da ancestralidade. 

Para Amaranta Cesar, o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019 é uma distinção para as produções que tiveram circulação no Brasil em 2018 e que impactaram os críticos brasileiros. "É uma alegria que um filme produzido por professores, estudantes e egressos do Curso de Cinema da UFRB esteja entre as realizações de destaque nacionalmente".

Segundo ela, "Maré" se trata de um filme com objetivos de formação e de construção de relações profundas entre a comunidade universitária e as comunidades tradicionais do seu entorno, nesse caso, as comunidades quilombolas do Vale do Iguape, especialmente o Kalembá.

Amaranta considera que estar com o filme selecionado "já é um prêmio". A seleção faz com que o filme ganhe "essa visibilidade e esteja disponível para visualização em larga escala". 

No elenco estão as participantes Clarice Santos, Érica Batista, Patrícia Santos, Suelen Oliveira. Trabalhou na produção do filme, Elen Linth; na fotografia, Danilo Scaldaferri, no roteiro, Amaranta Cesar; e na montagem, Danilo Scaldaferri. 

O link para assistir e votar em Maré: http://portacurtas.org.br/filme/?name=mare



UFRB empossa professores Danillo Barata e Viviane Ramos na direção do CECULT

21 de Maio de 2019, 11:37, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Os professores Danillo Silva Barata e Viviane Ramos de Freitas foram empossados como diretor e vice-diretora, respectivamente, do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em Santo Amaro.

A solenidade aconteceu na manhã da última sexta-feira, dia 17, na Sala dos Professores do prédio do pavilhão de aulas Senador Pedro Lago. Presidida pelo reitor da UFRB, professor Silvio Soglia, a solenidade começou com a composição da mesa de honra.

Estiveram na mesa a vice-reitora Georgina Gonçalves dos Santos, os empossados, a ex-vice-diretora do CECULT, professora Maria Laura Souza Alves Bezerra Lindner; o artista plástico, designer gráfico, cenógrafo e figurinista, José Antonio Cunha, o J. Cunha; e Raimundo Lima Chaves, o Pai Pote, do Terreiro Ilê Axé Ojú Oniré.

Na platéia, a pró-reitora de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, Maria Goretti da Fonseca; o pró-reitor de Gestão de Pessoal, Wagner Tavares da Silva; o secretário de Saúde de Santo Amaro, João Militão; o diretor e a vice-diretora do Centro de Formação de Professores (CFP/UFRB), Fábio Josué Souza dos Santos e Creuza Souza Silva, respectivamente; a vice-diretora do Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (CETENS/UFRB), Jacira Teixeira Castro; professores, técnicos administrativos, alunos e integrante de terreiros de candomblé.

O reitor Silvio Soglia falou sobre a satisfação que o professor tem ao assumir um cargo de gestão, como o CECULT, e ter a oportunidade de trabalhar para enfrentar as dificuldades na formação de um novo centro de ensino, numa perspectiva de longo prazo. “Temos certeza de que o CECULT será orgulho para a UFRB e vetor de desenvolvimento da cultura, da ciência e da humanidade”, afirmou o reitor.

As portarias de nomeação aos cargos, de Danillo Barata e Viviane Freitas, foram lidas pelo pró-reitor de Gestão de Pessoal, Wagner Silva; e assinadas pelo reitor Silvio Soglia e pelos empossados.

CECULT

O CECULT representa uma experiência pioneira, inspirada nos estudos interdisciplinares nos campos da cultura, das tecnologias, das linguagens artísticas, da engenharia do espetáculo e da economia criativa. Formações, produtos e serviços oriundos dessa proposta impactarão a dinâmica social e econômica da região e do estado da Bahia. Notadamente, por constituir um novo campo de desenvolvimento associado à vocação, aos padrões de criatividade e inovação dos aspectos regionais mais diretamente ligados à cultura.

O CECULT tem cerca de 400 alunos, distribuídos entre os sete cursos de graduação e três de pós-graduação; noventa professores e vinte e um técnicos administrativos.

Confira fotos do evento:

{gallery}noticias2019/cecult/cecult/posse-cecult{/gallery}



Estudantes da UFRB ganham prêmio em competição de Robótica em Ilhéus

20 de Maio de 2019, 19:53, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Estudantes da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) ligados ao Capítulo IEEE RAS (Robotics Automation Society) conquistaram o 1°, 2° e 3° lugar da Robôbase com os robôs 4K, JadinBoo e Boomerang, respectivamente.

A competição de robótica foi realizada na cidade de Ilhéus no último dia 07 de maio e colocou em prova as máquinas desenvolvidas por estudantes e pesquisadores de várias instituições públicas e privadas da região. A iniciativa é promovida em conjunto com a Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e fez parte da programação da Escola Regional de Computação Bahia - Alagoas - Sergipe (Erbase).

Orientados pelo professor Ivanoé Rodowanski e com o apoio do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CETEC) da UFRB, o escopo do Capítulo IEEE RAS da UFRB engloba iniciativas de promoção em inovação, educação e pesquisa fundamental e aplicada em Robótica e Automação.

Sobre o IEEE Criado em 1884, nos Estados Unidos, o IEEE é uma sociedade técnico-profissional internacional, dedicada ao avanço da teoria e prática da engenharia nos campos da eletricidade, eletrônica e computação. Congrega mais de 400.000 associados, entre engenheiros, cientistas, pesquisadores e outros profissionais, em cerca de 150 países. Sua estrutura está organizada em Capítulos Estudantis, que são subunidades técnicas de um Ramo Estudantil IEEE e consistem de membros de uma ou mais sociedades que compartilham interesses técnicos e proximidade geográfica. Os capítulos fornecem aos membros da sociedade programas, atividades, networking profissional, eventos especiais, conferências etc.

Saiba mais no site do instituto.



UFRB estabelece parceria com Empresas Juniores para executar projetos nos campi

20 de Maio de 2019, 16:59, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Engenhe Jr trabalha no desenvolvimento de dois projetos para a UFRB.

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) firmou parceria com as empresas juniores dos cursos ofertados pelo seu Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CETEC) para a realização de projetos que serão executados nos campi de Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus. O objetivo é estimular os estudantes a aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, oportunizando mais uma experiência que os capacite para o exercício profissional.

A Engenhe Jr, empresa júnior que engloba os cursos de Engenharia Civil, Elétrica, Mecânica, da Computação e Bacharelado em Ciências Exatas, está responsável pela realização de dois projetos na UFRB. Trata-se do Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) do sistema de climatização do CETEC, no campus de Cruz das Almas, e do Projeto de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para o Pavilhão de Laboratórios do Centro de Ciências da Saúde (CCS), no campus de Santo Antônio de Jesus.

“Esses serviços irão envolver o núcleo de Mecânica e Civil, promovendo a multidisciplinaridade que é o propósito da empresa. Em contrapartida, a UFRB disponibilizará equipamentos que auxiliarão o desenvolvimento das atividades e projetos da Engenhe Jr”, explica Marcelle Bitencourt, gerente de projetos de Engenharia Mecânica da empresa júnior. Os projetos estão na fase desenvolvimento e serão executados após aprovação da Pró-Reitoria de Planejamento (PROPLAN).

De acordo com a estudante, essa parceria tem a proposta de ajudar a consolidar uma universidade empreendedora, que desenvolve pessoas e profissionais para o mercado de trabalho, além de colocar a Engenhe Jr mais próxima de seu objetivo de ser referência na engenharia do Recôncavo em performance, evidenciando qualidade e confiança nos serviços prestados. “O reconhecimento da UFRB dá credibilidade ao nosso trabalho, abrindo portas para o movimento empresa júnior”, acredita Marcelle.

“Estudantes que fazem parte de qualquer empresa júnior têm uma oportunidade enriquecedora de conhecer um pouco do ambiente profissional que as organizações oferecem, desenvolvendo atividades práticas”, diz Tarcio Souza, diretor presidente da EMec Jr, empresa júnior do curso de Engenharia Mecânica da UFRB. A EMec Jr está responsável pelo Projeto de Climatização do Prédio da Biblioteca do campus de Cruz das Almas, que já foi entregue a PROPLAN e está em fase de avaliação.

Integrantes da EMec Jr entregam à PROPLAN plano de climatização da Biblioteca de Cruz das Almas.

Parcerias consolidadas - Segundo Tarcio, a ideia é que a EMec Jr possa colaborar também com um plano de manutenção para os aparelhos de ar condicionado da Biblioteca, observando a qualidade do ar interior dos ambientes e a funcionalidade desses aparelhos. Ele explica que a parceria com a UFRB existe desde a fundação da empresa júnior, no ano de 2017, uma vez que o foco é a capacitação e o desenvolvimento de seus membros. Mais recentemente, esse vínculo tem se estreitado a partir da execução do projeto.

Também a ConstruREC Jr, empresa júnior do Curso de Engenharia Civil, já colabora com a UFRB desde a sua fundação em 2016. Recentemente, a empresa é responsável pelo projeto de reforma do Auditório da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação, Criação e Inovação (PPGCI). O serviço inclui o Projeto Elétrico e Luminotécnico, Projeto Estrutural, Projeto Hidrossanitário, Orçamento e Quantitativo. “Nosso intuito é contribuir com a nossa Universidade, suprindo serviços na área de engenharia”, diz Emily Rocha, integrante da empresa.

O pró-reitor de Planejamento, José Mascarenhas, explica que a ideia das consultorias surgiu diante da necessidade de realizar projetos que forneçam ambientes seguros e saudáveis para toda a comunidade acadêmica, beneficiando ambos os lados da parceria. “A Universidade sai ganhando porque pode contar com serviços de qualidade e promover o desenvolvimento de seus estudantes; enquanto as empresas juniores recebem apoio estrutural e acadêmico a partir de seus orientadores, e seus membros acumulam vivências que levarão para a vida profissional”, afirma.



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres