Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Tela cheia Sugerir um artigo

Informes e notícias sobre o processo da V Plenária Nacional de ES

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Região Metropolitana do Recife realiza Plenária Regional rumo à V Plenária Nacional

28 de Maio de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Fonte: Por Artur Melo

Foi realizada, entre os dias 22 e 23 de maio, na Faculdade FAFIRE em Recife, a V Plenária Regional rumo à V Plenária Nacional de Economia Solidária. O evento contou com a participação de representantes das cidades de Recife, Abreu e Lima, Paulista, Olinda, Araçoiaba, Jaboatão dos Guararapes e Camaragibe. Durante estes dois dias foram discutido os temas e prioridades da região para levar as propostas para a Plenária Estadual que se realizará nos dias 29, 30 e 31 de agosto.

Todas as informações sobre a V Plenária em: www.cirandas.net/v-plenaria-nacional-de-economia-solidaria

Por aclamação foram aprovados os nomes do seguintes delegados para a plenária estadual:

Empreendimentos:

- Leylah Araujo (AEPA - Recife)

- Beatriz Fátima dos Santos (Reciclart - Recife)

- Evandra Dantas (Grupo Espaço Mulher - Recife)

- Alexandra Maria Galdino (Grupo de Mulheres Cidadania Feminina - Recife)

- Horacio Lourenço (Maracatu Pinguim - Araçoiaba)

- Cabotan (NACE - Paulista)

- Maria do Socorro Rodrigues (Artes Curado - Jaboatão dos Guararapes)

- Norma Maria do Nascimento (ArteMar - Jaboatão dos Guararapes)

- Selma Cavalcanti (Cooperat - Abreu e Lima)

- Elisabete Maria José (Kadoshi Arts - Paulista)

Assessorias de Apoio e Fomento:

- Grupo Mulher Maravilha - Maria de Lourdes

- Projeto Ramá - Maurivan Tenorio

- Casa da Mulher do Nordeste - Silvana Queiroz

- AMNE - Zilvanice Paz

- INCUBACOOP - Shirley Santos

Gestores Públicos:

- Prefeitura da Cidade do Recife

- Prefeitura Municipal de Jaboatão dos Guararpes

Parabéns ao companheiros e companheiras.



Relato da plenária regional de Rondonópolis, em Mato Grosso

28 de Maio de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Fonte: Associação Dando as Mãos (http://cirandas.net/dandoasmaos/por-uma-economia-justa-e-solidaria-dando-as-maos-sera-melhor)

É com alegria que a Dando as Mãos partilha com vocês que neste final de semana dia 27 aconteceu em Mato Grosso, no município de Rondonópolis, a V Plenária Regional. Onde estiveram presentes representantes do poder Público, Entidades civis, e Empreendimentos de Economia Solidária.

Os Empreendimentos Dando as Mãos, Associação dos Artesãos (POGUBA), Associação ACOOTEFA do Assentamento Salete Strozak, trouxeram de forma clara e objetiva a história, conquistas e dificuldades que enfrentam, tanto na produção, apoio público, assistência técnica e comercialização dos produtos etc.

No segundo momento houve a discussão em grupos, na reflexão de elaborar propostas de acordo com necessidades, para os próximos três anos da Economia Solidária, nas dimensões Local, Estadual, e Nacional. Foi também escolhidos Representantes do Poder Público, Entidades civis e Empreendimentos para participarem da V Plenária Estadual na Capital (Cuiabá). E assim na reflexão dinâmica e participação responsável encerrou-se a V Plenária no ritmo de Cirandeiros da Economia Solidária.

Reunião da Coordenação da Associação Dando as Mãos!

Nesta sexta feira dia 01 de Junho haverá a reunião da coordenação da Associação da Associação Dando as Mãos no assentamento João Pessoa, no qual é formada por um representante de cada Assentamento. Onde partilharemos a vida, a caminhada e programação das atividades dos próximos meses.

No mês de Junho teremos as seguintes Atividades!

01- 9h Reunião da Coordenação - Org. João Pessoa e Salete Strozak

02 a 03 - Governo Ampliado _ Irmãs Prov. Santa Teresa

07- 14h Reunião do Assentamento Beleza

08- 9h Reunião do Assentamento 26 de Janeiro

08- 14h Reunião do Assentamento Colina Verde

08-14h Reunião do Assentamento Pe.Josimo

09 - Assembleia geral da "Dando as Mãos"

14-14h Reunião do Assentamento Primavera

15 a 23 - Cúpula dos Povos por Justiça social e Ambiental contra a mercantilização da vida em defesa dos bens comuns - Rio de Janeiro/RJ

16-9h Curso de Homeopatia

21-14h Reunião do Assentamento Márcio Pereira

22-14h Reunião do Assentamento Salete Strozak

22-9h Reunião do Assentamento João Gomes Pessoa

23-16h Reunião do Assentamento Esperança

25-8h: 30mim Reunião do Banco Comunitário

27-14h Reunião do Assentamento Geraldo Pereira

27- Entrega dos Cadastros

28-14h Reunião do Assentamento Carlos Marighella

29-14h Reunião do Assentamento Zumbi dos Palmares



Coletivos e redes da economia solidária podem realizar Plenárias Temáticas até 18 de setembro

27 de Maio de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Por Comissão Organizadora Nacional da V Plenária

Image

Organizações, redes e coletivos da economia solidária podem propor e realizar Plenárias Temáticas que promovam o debate e realizem proposições sobre temas da V Plenária Nacional de Economia Solidária.

As propostas sobre Plenárias Temáticas devem ser encaminhadas para a Comissão Organizadora Nacional, com a realização destas Plenárias até 18 de Setembro, considerando as orientações sinalizadas abaixo.

Rumo à V Plenária Nacional de Economia Solidária: bem viver, cooperação e autogestão para um desenvolvimento justo e sustentável

Orientações para realização das Plenárias Temáticas

* São Plenárias de nível nacional que reúnem indicados/as dos Fóruns Estaduais e movimentos sociais convidados para debater e fazer proposições em torno dos temas da V Plenária Nacional de Economia Solidária;

* A Plenária Temática proposta deve ter um tema e pauta coerentes com os eixos da V Plenária, em especial os de orientação política e de orientação das ações;

* Um coletivo de organizações poderá propor Plenária Temática, sendo que este coletivo deve ser composto por organizações e/ou articulações que tenham acúmulo no tema da plenária proposta e trajetória na economia solidária;

* Este coletivo deve contemplar o conjunto (ou a maioria) das forças relacionadas ao tema no país;

* Este coletivo deve conter pelo menos um/a integrante respaldado por um Fórum Estadual de Economia Solidária;

* A proposta de composição de participantes da Plenária Temática deve garantir representações das cinco regiões do país e uma participação de no mínimo 50% de mulheres;

* A proposta de composição de participantes deve contemplar o conjunto dos atores relacionados ao tema no país;

* Destas plenárias serão indicadas/os, pelos/as participantes, 05 representantes para participarem da Plenária Nacional como convidados/as, sendo um representante de cada região do país;

* O coletivo proponente deverá enviar o documento específico para solicitação de realização de plenária temática com os itens acima mencionados: no Documento 1 - Orientações gerais e indicativos metodológicos, está disponível o Formulário de Proposição para Plenária Temática (Anexo 4.5) e o Modelo de Ficha de participante (Anexo 4.2). Envio para o e-mail: [email protected]rg.br

A Comissão Organizadora Nacional irá avaliar e analisar as propostas, confirmando a realização de até 10 Plenárias Temáticas.

Saiba mais da V Plenária em: http://cirandas.net/v-plenaria-nacional-de-economia-solidaria



Carta da região nordeste rumo à V Plenária Nacional de economia solidária

22 de Maio de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários aindaImage

Nós, homens e mulheres participantes do movimento de Economia Solidária da Região NE, reunidas/os em Olinda/PE, no dia 15 de Maio de 2012, a partir das nossas experiências e dificuldades vivenciadas, em construção do processo de acúmulos e diálogos rumo à V Plenária Nacional de Economia Solidária, realizamos um balanço acerca das perspectivas da ecosol desde a IV Plenária em 2008.

Foram trabalhados os Eixos Temáticos específicos e a partir daí, sugeridos pontos a serem levados a debate e proposições para a V Plenária, com os pontos específicos:

* Inserção de recursos próprios para a Economia Solidária dentro dos orçamentos públicos das 03 (três) esferas do governo;

* Atingir a meta das assinaturas previstas para a aprovação da Lei Geral da Economia Solidária;

* Marco Regulatório que supere a Lei de Licitações e Contratos (8.666);

* Constituir Frentes Parlamentares de Economia Solidária nos Estados com a participação popular;

* Propiciar espaços de construção de conhecimentos com respeito a diversidade da Economia Solidária;

* Intervir no processo eleitoral com o objetivo de inserir a Economia Solidária nos programas de governo municipais e nas plataformas dos mandatos de vereadores;

* Fortalecer as ações de finanças solidárias ampliando as iniciativas dos Fundos Solidários e Bancos Comunitárias, incluindo as Cooperativas de Crédito Solidário no rumo do PRONADES.

Em relação a estruturação do Fórum Nacional, ressaltamos que:

* A estruturação dos fóruns precisa acontecer de forma que não haja centralidade e que a rotatividade não prejudique o acompanhamento das Agendas Nacionais, Estaduais e Locais e que garanta o repasse das informações e demandas para o Coletivo;

* Salientamos a necessidade de ampliarmos as relações com outros movimentos sociais e entidades que atuam com temáticas complementares a economia solidária para convergirmos às lutas;

* A necessidade de fortalecimento dos fóruns como essencial para a consolidação do movimento de economia solidária como um todo, com ênfase em suas bases territoriais;

* Continuidade da atuação dos Fóruns de maneira permanente e não só quando há demandas nacionais;

* Fortalecimento dos processos formativos de educação em Economia Solidária e formação política, com o empoderamento de conceitos, princípios e valores da Economia Solidária;

* Garantir meios de sustentabilidade dos Fóruns de forma que não haja acúmulo de tarefas e representações, através de contribuições dos próprios participantes como forma de pertencimento e outros;

* Necessidade da utilização dos espaços de Feiras para dar visibilidade às práticas solidárias;

* Refletir, sistematizar e divulgar as ricas experiências em Economia Solidária para que não se percam;

* Garantir que nos projetos com recursos públicos para a economia solidária assegurem ações que ajudem a viabilizar os fóruns, pois estes são frutos das lutas do movimento de economia solidária;

* Fortalecer e integrar movimentos sociais, como o da ASA/Agroecologia com a economia solidaria que precisam caminhar juntas principalmente aqui no NE;

Acreditamos ser um momento histórico para a trajetória da organização do movimento de Economia solidária em todo o território nacional. A realização da V Plenária Nacional irá balizar a nossa atuação de forma a consolidar todas as nossas propostas vivencia da Economia Solidária. Diante disto segue os subsídios discutidos e aprovados que favoreçam e fortaleçam nossas lutas e bandeiras, a partir da nossa realidade do Nordeste, com ênfase na cooperação, autogestão e solidariedade!

!Olinda PE, 15 de maio de 2012



Ata do Encontro Nacional Preparatório da V Plenária

15 de Maio de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Por Secretaria Executiva do FBES

Image
Mapa das plenárias previstas

O Encontro foi uma experimentação metodológica sobre a V Plenária, trabalhando as pautas das plenárias locais e estaduais, a partir dos documentos de metodologia e questões orientadoras, além de possibilitar a troca de experiências sobre a organização das plenárias nos estados, gerando um mapa com mais de 200 plenárias previstas no país.

Participaram do Encontro mais de 100 representantes das comissões estaduais organizadoras de todo país, comissão organizadora nacional e movimentos sociais convidados.

Está disponível a ata do Encontro Nacional Preparatório da V Plenária, realizada no Distrito Federal, entre 18 a 20 de abril de 2012.

Acesse em http://e.eita.org.br/e

Image
Mesa economia verde, Rio+20 e cúpula dos povos

Durante o Encontro também foram realizados debates políticos sobre duas temáticas. A primeira sobre a economia verde, Rio + 20 e Cúpula dos Povos, contando com a contribuição de convidados dos movimento sociais, cujas críticas à nova roupagem do capitalismo com a economia verde foram convergentes, bem como a sinalização das iniciativas e alternativas de real superação deste modelo, através da economia solidária, agroecologia e da soberania alimentar. Acesse notícia em http://e.eita.org.br/g

Image
Bandeiras da V e IV Plenária

Um segundo debate político foi sobre a política nacional de economia solidária, junto com a Senaes (Secretaria Nacional de Economia Solidária) que apresentou um balanço das ações realizadas e a sinalização de cenários e oportunidades neste governo, nos debates os participantes destacaram as contradições do acesso aos recursos públicos e reivindicaram a necessidade de parcerias com o poder público para a realização da V Plenária.

Image
Debate sobre a linha do tempo das plenárias

Outro momento importante do Encontro foi o debate sobre a linha do tempo das plenárias já realizadas, com relatos a partir de militantes históricos do FBES, que trouxeram importantes contribuições e aprendizados para a construção desta V Plenária. Acesse notícia em http://e.eita.org.br/h

Image
Identidade da bandeira da V Plenária

Além disso, foi dado início à construção da bandeira da V Plenária com base no desenho de uma árvore, que é a identidade da V Plenária, aonde as raízes simbolizam os princípios, o tronco os eixos e plataforma de ação, e nas copas os frutos das regiões. A confecção da bandeira está sendo finalizada nas Plenárias Regionais de Balanço que ocorrem neste mês de maio.

Acesse todas as informações da V Plenária em: http://cirandas.net/v-plenaria-nacional-de-economia-solidaria

Algumas fotos do Encontro disponíveis em:

* Albúm FBES: http://e.eita.org.br/j

* Albúm Tatiane: http://e.eita.org.br/k