Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Empreendimento de Economia Solidária

Vila de Poetas Empreendimento de Economia Solidária

Tela cheia

Quem Somos

3 de Novembro de 2016, 15:45 , por KADIO SERGE ARISTIDE - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

 

 

Movimento espiral da Vila Comunitária de Poetas Mundo, tendo como centralidade a estruturação de um universo cultural de cuidados, onde a espiritualidade, a ação em rede, as práticas solidárias da economia, da agroecologia, bem como da busca e exercício do autoconhecimento das linguagens da arte dão sentido e expressão a esse modo de existir aberto, criativo, amoroso e responsivo.

A cenopoesia, a poesia, o teatro, a música, o artesanato, as práticas integrativas e populares de cuidado, atividades agroecológicas, a economia socioambiental e solidária, o brincar, a confecção de brinquedos, ações estratégicas de leitura e escrita aliadas à confecção de livros, a culinária, o tratamento das energias e o cultivo de relações de alta qualidade, etc. são algumas das formas de produção e expressão da existência vilapoetana.

Culto a dimensões fundantes que vão se constituindo como práticas culturais do cotidiano, dentro do processo de construção material e imaterial da Vila de Poetas Mundo, tendo a cultura de cuidado como dimensão fulcral em relação:

1) Ao mundo biodiverso e à fertilidade da terra (agricultura), estabelecendo uma relação de profundo cuidado e respeito à vida plural que pulsa e se movimenta no chão de todos, ao que desta relação com o solo vivo da biodiversidade se manifesta como geração de cooperação e bem viver do um que é todos e do todo que é uno;

2)Às potencialidades criativas de cada “ser da vida em comum” vilapoetista, de tudo que envolve saberes e práticas culturais existentes e por criar que advêm de si e dos universos múltiplos que o circunscreve;

3) Às sonhações diárias e milenares e à dimensão do  sensível em circulação no universo da vila (dentro) em conexão com o que gira por fora dela, acima e embaixo, as possibilidades de aprendizagens mútuas, ao estado de fé, criação e reinvenção permanente da vida em comunidade.

4) Às ações centradas na cultura do cuidado - onde cada um(a) cuida efetivamente de si e do outro (a), livre, espontânea ecossistemiticamente, sendo esse outro: todo o ecossistema que envolve o lugar, as pessoas, outros seres vivos, a cultura e a inteligência coletivas, práticas integrativas e populares de cuidado;

5) Às ações orientadas à produção solidária de bens comuns de sustentação do Ecomundo Vila de Poetas, tendo como modos orientadores principais dessa economina a solidariedade, a criatividade, a produção simbólica, a cooperação, a biodiversidade, o ecocuidado.

6) Às ações ecoculturais, práticas de cuidado ambiental e exercícios de aprendizagens no consumo e manejo de plantas alimentícias não convencionais, arborização, jardinagem, trilhas cenopoéticas e embelezamento de ruas e casas; potencialização das áreas para florestamento e cultivo de flores, reinvenção dos hábitos alimentares e da vida comunitária.

7) Às linguagens à multiexpressividade do ser por meio da arte e das tecnologias da comunicação e informação (cenopoesia, poesia, mosaico, música, dança, artes plásticas, artesanato, teatro, fotografia, vídeo, cinema, fanzine, jornal, rádio, estilismo e moda, quadrinhos, charges, ilustrações, produção de livros, cds, peças artesanais, ofertas de cafés, almoços, jantas, hospedagens, atos cenopoéticos, vivências, oficinas, seções de cuidado (reiki, massoterapia, terapia comunitária, etc.)

 

Missão da Vilda de Poeta:

Construir um mundo centrado no cuidado e na paz dentro e fora da Vila, tendo como fundamento a alegria, a integração, a liberdade e a interdependência de viver em comunhão, por meio da arte e poesia, do autoconhecimento, experimentando e exercitando – as práticas agroecológicas e solidárias, a compreensão, aprendizagem e vivência no coletivo, precisando de pouco e contribuindo na perspecitva individual e coletiva na relação com o entorno territorial e com quem vem nos visitar.  

 

Valores/Princípios:

  1.  Economia Solidária
  2. Poesia
  3. Agroecologia
  4. Arte e Cultura
  5. Educação Popular
  6. Terapias Alternativas
  7. Autoconhecimento
  8. Sustentaibilidade
  9. Consumo Responsável
  10. Soberania Alimentar – vegetarianismo
  11. Não alcoolismo
  12. Espiritualidade
  13. Respeito ao meio ambiente – seres humanos, animais e plantas

 

Estrutura física e serviços:

  • Residências de Poetas
  • Espaço de Hospedagem em 8 quartos simples e confortáveis com diárias acessíveis;
  • Bodega das Artes Solidária da Vila de Poetas;
  • Florescer Poético - despertar da poesia para crianças, adolescentes, jovens e idosos; 
  • Templo da Poesia - Universo de Aprendizagem da Vila de Poetas Mundo UNIVERSO - ações de leitura, estudos, vivências, encontros e expressão dos conteúdos produzidos dentro da Vila e fora dela com atenção dedicada a crianças, jovens e adolescentes  e idosos da região tendo como ação principal aprender com a cultura da escassez a construir mundos de possibilidades e abundância;
  • Espaço de Práticas Integrativas e de Cuidados
  • Sala de Reuniões e Encontros
  • Cozinha Coletiva
  • Trilha Cenopoética do Tato Amarelo
  • Praça Carlos Arruda

 

O que pretendemos?

Dar continuidade ao processo de sustentabilidade da Vila de Poetas Mundo e o aprofundamento de sua relação com o bairro Novo Maranguape, por meio de aprendizagens em rede, tendo como consequência  a reinvenção da vida e do lugar onde vivemos.

 

As nossas dimensões se materializam:

 

 

 

 Nossos momentos na Vila de Poetas:

 

     

   


Please, edit this block and choose some images

Register a valid url (Vimeo, Youtube, video files)

Conheça a Vila de Poetas

Nossas Fotografias

Nossa Localização

Fale Conosco

Vila de Poetas