Aller au contenu
Show basket Hide basket
Retour à Blog
Plein écran

Código da desertificação

June 5, 2011 21:00 , par Alex Fernandes Reis - 0Pas de commentaire | No one following this article yet.
Viewed 363 times

Análise
Insatisfeitos com os danos que já causaram, querem mudar a lei para destruir ainda mais



03/06/2011



Roberto Malvezzi (Gogó)



A desertificação avança no mundo inteiro, inclusive no Brasil. Aqui na região Nordeste temos manchas de desertificação no Piauí, Pernambuco e Ceará. Esses dias novas notícias dizem que o norte de Minas pode transformar-se num deserto em 20 anos.

As perspectivas do aquecimento global para a região semiárida projetam a inviabilização de toda a região para a agricultura até o final do século, caso a temperatura da Terra suba entre dois e sete graus. O cálculo é que, para cada grau de aumento da temperatura, há uma perda de 10% na produção de certos produtos. Dessa forma, fala-se que o Ceará pode perder até 70% de sua fertilidade caso a temperatura suba mesmo sete graus.

Cenário tão terrível como esse é também pintado para a região amazônica, na já rotineira afirmação que a região pode transformar-se de uma floresta tropical em uma rala savana.

Some-se a esses cenários o macabro legado do agronegócio no Brasil, que deixou por onde passou cerca de 80 milhões de hectares inviabilizados para qualquer produção. Alguns falam em recuperar essas áreas, mas os que cometeram o crime querem desmatar ainda mais.

Talvez seja esse o ângulo mais cruel do código da desertificação proposto agora pelos ruralistas. Insatisfeitos com os danos que já causaram, querem mudar a lei para destruir ainda mais. Mas, agora querem fazê-lo legalmente, dentro da lei.

Certamente o planeta Terra vai saber distinguir entre seus danos legais e ilegais. Afinal, na cabeça desse povo, se a queimada e o desmatamento forem legais, certamente não contribuirão para o efeito estufa, não degradarão os solos, não eliminarão os mananciais, não comprometerão a galinha dos ovos de ouro.

Parece que os ruralistas estão encontrando um osso duro de roer chamado Dilma. A presidenta já garantiu que, se o código da desertificação for aprovado, ela veta. Não parece que esteja brincando. Mas, brasileiros que somos, só acreditaremos vendo.

Mas, vamos dar um crédito a essa postura. Afinal, está na hora de alguém pensar mais no país que nesses parceiros eleitorais de terceira categoria.



Roberto Malvezzi (Gogó) é assessor da Comissão Pastoral da Terra


0Pas de commentaire

    Poster un commentaire

    Les champs sont obligatoires.

    Si vous vous êtes déjà enregistré(e) comme utilisateur, vous pouvez vous connecter pour être reconnu(e) automatiquement.

    Annuler

    Alex

    Atividades em ECOSOL

    Companheiros do Fórum de ECOSOL do Distrito Federal e Entorno durante audiência com o Senador Rodrigo Rollemberg.
    Companheiras do MT De pé(E-->D): Cida e Lurdes Sentadas:(E-->D) Ivone e Elenir
    (E-->D) João de Jesus e Vitélio Pasa do Secretariado Nacional da Cáritas Brasileira durante Encontro de Cáritas do Centro Oeste em Cuiabá MT - Março de 2012
    Eliane e Alex na campanha de coleta de assinaturas em Brasília DF.
    Fórum de ECOSOL do Distrito Federal e Entorno reunido.
    (D--->E) Almeida,Natalicia e Fátima.
    Rede de Empreendimentos Solidários do Distrito Federal e Entorno, reunidos em assembléia para construção do regimento interno do Fundo rotativo solidário da rede.
    Pátio interno da CNBB em Cuiabá. Encontro de Cáritas do Centroo Oeste. Março de 2012
    Reunião de planejamento. (D-->E) Valnei, airy e paulo.
    Pintura no Sagão de entrada da CNBB em Cuiabá MT.
    Companheiro
    O fórum de ECOSOL do Distrito Federal e Entorno é recebido pelo senador em seu gabinete.
    "Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, eles estão errados... Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar, aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore." Machado de Assis
    Representantes dos empreendimentos da Rede.
    Representantes do Centro Oeste durante apresentação de trabalho de grupo.
    Atividade no auditório 01 da CNBB de Cuiabá MT durante o encontro de Cáritas do Centro Oeste.
    Intercâmbio de fundos solidários do Centro Oeste e Nordeste. Fevereiro de 2012
    Reunião de planejmento, com os cooperados e o companheiro Jaime do secretariado Nacional da Cáritas Brasileira.