Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Consumo Consciente ABC
Tela cheia Sugerir um artigo

Alternativa transgênica? Não!

1 de Setembro de 2013, 11:46 , por Consumo Consciente ABC - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 205 vezes

Por Victor Dimitrov

Deu no The New York Times International Weekly, publicado pelo jornal Folha de São Paulo na terça-feira dia 13 de agosto de 2013, notícia sobre o combate dos citricultores à doença popularmente chamada por “amarelão” provocada pela bactéria C. liberibacter asiaticus sendo a transmissão realizada por um inseto alado (psilídeo). A notícia traz uma nova ideia sobre a transgenia, a ideia de que organismos geneticamente modificados podem ser uma alternativa, podem reduzir a quantidade de uso de agroquímicos e mais ainda, que se os consumidores souberem que a única alternativa para os laranjais for a utilização da tecnologia transgênica, eles entenderão e continuarão consumindo suco de laranja conscientemente.

Bem, essa é uma pretensão desses produtores de laranja, achar que consumidores conscientes vão aceitar um suco desse tipo sem fazer nenhuma crítica ou questionamento. Não há mesmo nenhuma forma de combater o amarelão que não seja a tecnologia transgênica? Como assim! E o conhecimento sobre a agroecologia? Desconsideramos? É um absurdo que um jornal de alto impacto como esse veicule uma notícia usando a palavra alternativa. Organismo Geneticamente Modificado não é alternativa agrícola e nunca será, essa tendência de transformar as tecnologias agrícolas convencionais em alternativa não pode continuar, além de servir como drible às iniciativas no campo da transição agroecológica.

Os pesquisadores acreditam que os consumidores apoiarão a utilização do transgênico como alternativa através da comunicação dos fatos que originaram a doença nos laranjais. Estão tão confiantes, que no artigo ainda ameaçam a preferência ianque por suco de laranja, dizendo “ou as pessoas vão tomar suco de laranja transgênica ou vão tomar suco de maçã”.

O monocultivo de qualquer cultura agrícola em grandes extensões de terra e com pouca variabilidade genética funciona como potencializador para expansão de fitopatógenos, no caso das laranjas o “amarelão”. Como o controle dos insetos que transmitem a doença é feito pelo despejo de grande quantidade de inseticidas químicos, a alternativa encontrada pelos produtores para não mais utilizar os agroquímicos foi a adoção da tecnologia transgênica. A homogeneização genética sempre trouxe muitos problemas para os agricultores, se o transgênico é a alternativa, e essa tecnologia funciona sob a lógica da homogeneidade a pergunta é: quanto tempo essa alternativa transgênica vai durar até os agricultores voltarem a despejar novamente agroquímicos nos laranjais?

A ideia da transgenia ser uma alternativa é falsa. Partindo do ponto de vista da homogeneização genética, parece que tratar a laranja transgênica como alternativa está sendo um mote para as corporações garantirem o controle da evolução biológica à custa da consciência dos consumidores.

Temos que ficar atentos aos movimentos sociais que lutam pela agricultura livre de tecnologias nocivas ao equilíbrio ecológico, econômico e social e que caminham na direção da extinção imediata do monocultivo, redistribuição da terra e adoção de princípios agroecológicos para produção de alimentos.

Abaixo segue o link com a notícia publicada:

http://www1.folha.uol.com.br/ambiente/2013/08/1325687-produtores-americanos-tentam-combater-doenca-da-laranja-com-transgenia.shtml

 

Abaixo segue o link com outra crítica:

http://lado-oculto-nova-ordem-mundial.blogspot.com.br/2013/08/veja-o-que-o-virus-c-liberibacter.html


Tags deste artigo: transgênicos alternativa produção

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar