Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Consumo Consciente ABC
Tela cheia Sugerir um artigo

No caminho das frutas

19 de Dezembro de 2013, 17:56 , por Consumo Consciente ABC - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 240 vezes

Durante o ano de 2013 o Projeto Consumo Consciente ABC buscou distribuir alimentos produzidos de forma orgânica e agroecológica, foi difícil mas conseguimos. Junto conseguimos também o aumento da diversidade de alimentos, mas um tipo em especial teve pouca diversidade nas nossas cestas, as frutas! Pois bem, hoje iniciamos um ciclo de extensão rural buscando esse produto de grande valor para nossa saúde e fizemos a primeira visita ao Assentamento Estadual Bela Vista em Iperó, SP, primeiramente visitamos o Sítio Mãe Terra.
 

Dona Maria nos mostrando os controles da produção

No sítio fomos recebidos pela Maria e William, eles juntos além de companheiros de luta e as principais lideranças no Assentamento Bela Vista, formam um lindo casal. Os dois juntos estão conduzindo um trabalho muito importante de transição agroecológica, a clareza das idéias dessas duas pessoas é muito imensa, são completamente autônomos e estão conduzindo o assentamento a um novo paradigma na produção de alimentos, o da produção agroecológica. Quando o assentamento foi constituído em 1998, lhes foi oferecido o pacote agrícola do modelo convencional, mas a convicção crítica e inteligencia de ambos os conduziram de volta a sala de aula, ambos ingressaram no curso de agronomia na UFSCAR (Universidade Federal de São Carlos) e lá estão estudando já a 5 anos, além dos estudos regulares, também fazem parte do núcleo de agroecologia da UFSCAR.
Com uma luta política impecável e muito conhecimento adquirido, formaram a APROBIO (Associação de Produtores Agroecológicos e Biodinâmicos) e agora no final de 2013 conquistaram a certificação por OCS (Organização de Controle Social). Na visita que fizemos ao sítio conseguimos avaliar as técnicas utilizadas por eles e são todas agroecológicas, além disso seguem rigorosamente os critérios da Instrução Normativa nº46 e nº64 do Ministério da Agricultura que regulamenta a produção de alimentos orgânicos e fornece a certificação.
 
  Banana desenvolvendo entre as Embaúbas e o capim protegendo o solo, o começo da sucessão

Maria ainda diz que há muito trabalho pela frente na recuperação da área, pois há um histórico de impactos que precisam ser contidos e outros mitigados, principalmente quanto ao solo e no entorno do assentamento. Oferecemos todo o apoio necessário na manutenção da área que é um oásis em meio ao agronegócio extensivo do interior paulista. A família está trabalhando forte na recuperação do solo através de adubação verde com o plantio de leguminosas, principalmente feijão guandú e milheto, os campos já estão desenvolvendo plantas indicadoras de qualidade boa do solo, como a "Beldroega".
 

Na conversa que tivemos durante a visita, as frutas que poderão ser fornecidas para os consumidores nas Compras Coletivas, de todos os 888 ha do assentamento, saiu uma lista com 10 produtos, todas elas são frutas tropicais, segue abaixo a lista:
 
- Banana;
- Mexirica Pocan;
- Uva;
- Laranja;
- Abacate;
- Limão;
- Manga;
- Goiaba;
- Maracujá;
- Amora (Geléia);
 
Como o planejamento da produção é uma política do assentamento, encaminhamos desenvolver uma pesquisa aqui pelo blog para saber qual a preferência dos consumidores. 

Abaixo segue um link com o formulário para ajudar nesse planejamento:

Saimos do assentamento tão esperançosos e com tanta felicidade de saber que existem agricultores como William e Maria que vamos trabalhar o máximo para essa parceria se consolidar de forma perene. Agradecemos a Renata Solanas Igual, comissária do CCABC, que trabalhou juntamente com esses agricultores de forma mais estreita e facilitou bastante a nossa aproximação.  

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar