Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Nota da Reitoria

20 de Agosto de 2013, 16:40 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 55 vezes

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) vem a público declarar repúdio à violência a qual o estudante de filosofia Amilton Júnior, do Centro de Formação de Professores (CFP), foi vítima, na noite da última quinta-feira, dia 15 de agosto, na cidade de Amargosa.

A agressão verbal e física sofrida pelo estudante a caminho do trabalho não pode ser tolerada em uma sociedade justa e igualitária. Pedimos às autoridades de Amargosa rigor nas investigações e que, a partir delas, de forma rápida e eficaz, a punição dos responsáveis, ainda desconhecidos, seja alcançada.

Da mesma forma, não podemos esquecer o nosso papel enquanto sociedade. O respeito ao próximo não só deve estar implicado nas nossas práticas habituais, como também temos o dever de denunciar casos de violência motivados pela intolerância, fortalecendo assim a luta pela igualdade de direitos coletivos e individuais.

Vale destacar que, infelizmente, a violência ao estudante ocorreu no último dia de programação "agosto gay", que discutiu relações de gênero e sexualidade e formação de professores no CFP. Em protesto, um ato contra a homofobia e a livre expressão sexual foi realizada no campus de Amargosa da UFRB nesta segunda-feira, 19 de agosto, por meio do Núcleo de Gênero Diversidade Sexual e Educação e do Núcleo Capitu de Ensino, Pesquisa e Extensão em Gênero, Diversidade e Sexualidade.

Neste sentido, reiteramos que o respeito à diversidade é uma luta da qual não podemos nos afastar, sob pena de perdemos o direito de usarmos a denominação de Universidade.

 


Fonte: http://www.ufrb.edu.br/agencia/administracao/3313-nota-da-reitoria

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar

    UFRB

    Brazil