Ir al contenido
Mostrar carrito de compra Ocultar carrito de compra
Pantalla completa Sugerir un artículo

Notícias

enero 12, 2009 22:00 , por Desconocido - | 1 person está siguiendo este artículo.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

II SerMata vai reunir experiências de conservação da Mata Atlântica no Recôncavo

abril 10, 2015 14:09, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0no comments yet

O II Seminário Regional sobre Experiências em Conservação da Mata Atlântica no Recôncavo Sul Baiano vai acontecer nos dias 17 e 18 de abril, na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) de Cruz das Almas. A intenção é reunir agricultores, técnicos e estudantes para lançarem um olhar diversificado sobre como conservar o que resta do bioma Mata Atlântica na região.

O evento é uma iniciativa do projeto Ações Ambientais sustentáveis (PAAS), patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Socioambiental, e já está em sua segunda edição, como explica a professora da UFRB e consultora do PAAS, Alessandra Caiafa: “a ideia do primeiro SerMata surgiu na primeira edição do PAAS, em 2010. Fazia parte do projeto um fechamento com as melhores ideias do projeto, os resultados e também buscando outras experiências”.

Desde a primeira edição, a intenção é voltar o evento tanto para agricultores quanto para os estudantes, “um formato menos acadêmico e que aproxima quem está na linha de frente da conservação, o pequeno agricultor. Esse ano, nosso grande desafio é triplicar o número de agricultores”, explica Alessandra. O evento, fruto da parceria da UFRB, do Grupo Ambientalista da Bahia (Gambá) e Grupo Ambiental Nascentes (Gana), contará com palestras, mesas redondas e grupos de discussão sobre 10 temas relacionados à conservação do bioma Mata Atlântica.

Agricultura e conservação ambiental

O foco no pequeno agricultor vem da necessidade de estabelecer um diálogo sobre métodos menos prejudiciais, de modo que a agricultura torne-se uma aliada e não inimiga da conservação da Mata Atlântica. “É preciso que haja conscientização e busca de novas práticas, mais conservacionistas em relação a solo, água, redução de desmatamento e melhoria de produção por área já desmatada. Com isso, eu vejo a agricultura como principal aliada da conservação da natureza. Já temos agricultores que timidamente iniciam essas boas práticas de conservação de água e solo, com isso certamente inverteremos o jogo”, defende Alessandra.

Para ela, o agricultor precisa ter em mente que a conservação ambiental propicia os chamados serviços ambientais, como a manutenção da água ou a polinização. Esses serviços ambientais são fundamentais à prática da agricultura e dependem de um meio ambiente equilibrado, portanto a agricultura pode ser beneficiada pela conservação, inclusive com melhora na produtividade.

Sociedade civil reivindica

Um dos obstáculos à conservação ambiental do Recôncavo Sul é a ausência do poder público, seja para fiscalizar ou empreender ações de educação ambiental. Alessandra completa: “outro entrave importante é a ausência de unidades de conservação. Na Serra da Jiboia, um remanescente importantíssimo, 22.000 hectares de mata bem preservada, nós temos apenas uma Unidade de Conservação, que é a RPPN Guariru. O que não deixa de ser uma ausência do poder público, porque a RPPN [Reserva Particular do Patrimônio Natural] é uma modalidade particular, de propriedade privada”.

Essa e outras reivindicações devem estar no documento que resultará do encontro. As discussões serão sistematizadas em uma carta contendo as principais demandas apontadas no encontro, que será entregue às instituições competentes. Será também um registro importante dos anseios da sociedade civil em relação ao futuro da Mata Atlântica no Recôncavo Sul baiano.

Confira a programação completa do evento.

Texto: Assessoria de Comunicação do Gambá.



Comissão Própria de Avaliação da UFRB divulga Relatório de Autoavaliação Institucional

abril 9, 2015 19:18, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0no comments yet

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) divulga o Relatório Final do Segundo Ciclo Avaliativo 2012 -2014. O documento sintetiza os processos de autoavaliação institucional na UFRB dos últimos dois anos, conforme o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI).

O Relatório é construído a partir dos indicadores institucionais encaminhados pelos setores administrativos (pró-reitorias, superintendências, coordenações de colegiados de curso), além da pesquisa de autoavaliação institucional através das opiniões emitidas pelos discentes e servidores docentes e técnicos-administrativos.

As informações obtidas na autoavaliação, conduzida pelos membros da CPA, devem ser utilizadas pela comunidade acadêmica, gestores de área, diretores de Centros de Ensino e setores da administração no intuito de orientar a tomada de decisões e incentivar o processo de autoavaliação do cotidiano dos centros e da UFRB como um todo.

Os resultados constituem referencial básico dos processos de planejamento estratégico, tático e operacional da UFRB, corrigindo as diretrizes, objetivos e metas elencadas no PDI. “Através dos dados da UFRB, sua administração e cursos, a comunidade acadêmica pode ver como foi desenhada a instituição e traçar novos rumos”, diz a coordenadora geral da CPA, professora Marcela Mary.

Confira o Relatório Final do Segundo Ciclo Avaliativo 2012-2014.



CAHL divulga seleção para Programa de Monitoria Remunerada e Voluntária

abril 8, 2015 14:13, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0no comments yet

O Núcleo de Gestão de Ensino do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), juntamente com o Comitê de Monitoria do centro, divulga o Edital Nº 02/2015, referente ao processo seletivo para o Programa de Monitoria Remunerada e Voluntária.

São oferecidas 25 vagas: 10 para monitoria remunerada e 15 para monitoria voluntária. Para se inscrever, os candidatos deverão preencher a ficha de inscrição disponível no site do CAHL e entregar outros os documentos necessários no Núcleo de Apoio Acadêmico (NUAAC), até o dia 15 de abril.

Podem se candidatar apenas os estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação do CAHL e que comprovem aprovação igual ou superior a 7,0 no componente curricular ao qual queira se candidatar.

A seleção acontecerá em duas etapas: entrevista e prova de conhecimentos básicos. A monitoria remunerada terá carga horária de 12 horas semanais e a voluntária 08 horas semanais. O resultado deste processo seletivo será divulgado no site do CAHL até o dia 11 de abril.

Confira o Edital Nº 02/2015.

Mais informações: www.ufrb.edu.br/cahl



SEAD abre inscrições para cursos EaD sem tutoria

abril 8, 2015 13:56, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0no comments yet

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio do Núcleo de Educação Continuada da Superintendência de Educação Aberta e a Distância (SEAD), informa que estão abertas, até 29 de abril, as inscrições para os cursos de Educação a Distância (EaD) sem tutoria. Tratam-se de cursos livres que não possuem o acompanhamento de tutores ou professores e o objetivo é promover a educação continuada para interessados em aprofundar-se em um tópico específico, visando aprimorar sua formação.

São ofertados dois cursos: Moodle para Professores e Tutores EaD, com carga horária de 34h, que tem como objetivo habilitar professores e tutores na utilização das potencialidades pedagógicas da plataforma Moodle em cursos ou disciplinas presenciais, semipresenciais ou a distância; Planejamento, Avaliação e Fundamentos da EaD, com carga horária de 51h, que propõe a compreensão dos fundamentos da educação a distância a fim de planejar e introduzir uma prática consistente de avaliação processual nesta modalidade de ensino.

Mais informações: http://www.ufrb.edu.br/ead/   



CNPq inscreve para 35° edição do Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica

abril 8, 2015 12:44, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0no comments yet

Destinado às iniciativas que contribuam significativamente para tornar a Ciência, a Tecnologia e a Inovação conhecidas do grande público, o prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica é concedido anualmente pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (CNPq) desde 1978. As inscrições seguem abertas até 22 de maio. 

O Prêmio é individual e é atribuído em um sistema de rodízio a uma das três categorias: "Jornalista em Ciência e Tecnologia", "Instituição ou Veículo de Comunicação" e "Pesquisador e Escritor". Em 2015 a modalidade é "Instituição ou Veículo de Comunicação" e vai premiar a instituição ou veículo de comunicação coletivo que tenha tornado acessível, ao público, conhecimento sobre Ciência, Tecnologia, Inovação e seus avanços. A instituição ou o veículo de comunicação vencedor desta edição só poderá concorrer novamente após 10 (dez) anos a contar da data da cerimônia de entrega do prêmio.

Os interessados devem encaminhar no máximo 15 (quinze) trabalhos considerados os mais importantes e relevantes de Divulgação Científica e Popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação, veiculados e difundidos pelas diversas mídias e instrumentos disponíveis: jornais, revistas, livros, internet, mídias sociais, televisão aberta ou por assinatura, emissoras de rádio, museus e similares, instituições culturais, eventos públicos, exposições, teatro, cinema e outros.

A instituição ou veículo de comunicação receberá diploma e passagem aérea e hospedagem para participar da cerimônia de entrega do prêmio na Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a ser realizada em julho na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Paulo.

As inscrições deverão ser encaminhadas ao CNPq ¿ Serviço de Prêmios - SHIS Quadra 01 Conjunto B - Bloco B, 1º andar, SALA 101, Edifício Santos Dumont, Lago Sul, Brasília, DF, CEP 71605-170, até 22 de maio de 2015. A divulgação do vencedor será no dia 30 de junho.

O Prêmio - A sua criação, em 1978, representa uma homenagem ao médico, pesquisador, jornalista e educador, José Reis. Ele nasceu no Rio de Janeiro e morreu em São Paulo, no dia 16 de maio de 2002, aos 94 anos de idade. 

Em 2015, o Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica completa 35 edições com a certeza de ter cumprido com o objetivo pelo qual foi criado, honrando o nome que lhe foi dado ao premiar profissionais de alto nível que contribuem com eficiência para a divulgação do conhecimento científico e tecnológico. 

A diversidade dos vencedores - entre os quais veículos de comunicação, instituições de pesquisa, equipes de programas de televisão, além de pesquisadores e seus trabalhos individuais - comprova a importância do Prêmio José Reis ao motivar a criação dos mais diferentes mecanismos de divulgação científica e tecnológica.

Para saber mais acesse  www.premiojosereis.cnpq.br ou envie uma mensagem para [email protected]

Com informações da Coordenação de Comunicação Social do CNPq



Categorías

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres

UFRB

Brazil