Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | 1 pessoa seguindo este artigo.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

MEC autoriza funcionamento de dois cursos superiores na UFRB

3 de Novembro de 2014, 16:45, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

A Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, do Ministério da Educação, autorizou o funcionamento de 44 cursos superiores em instituições públicas e privadas por meio de portaria publicada na edição desta segunda-feira (3) do Diário Oficial da União. São três cursos de tecnólogo e os demais de licenciatura e bacharelado. A autorização é o passo necessário para iniciar a oferta de curso de graduação.

Na Bahia, o MEC autorizou o funcionamento de três cursos, totalizando mais 250 vagas por ano no ensino superior. Na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) será aberta a licenciatura em Ciências Sociais na cidade de Cachoeira, com 50 vagas por ano, e o curso tecnológico de Agroecologia em Amargosa, com mais 100 vagas. Na cidade de Cruz das Almas foi homologado o curso de engenharia civil da Faculdade Maria Milza (FAMAM), que terá 100 alunos por ano.

Brasil

Em todo o país, a oferta de vagas varia de 25 a 120. Os cursos, as instituições, os endereços onde podem ser ministrados e o número de vagas estão detalhados na Portaria 646, de 30 de outubro de 2014. Entre os autorizados estão cursos de Ciência da Computação, Engenharia Civil, Hotelaria e Agroecologia.

No dia 31 de outubro, o Ministério de Educação reconheceu 209 cursos superiores de bacharelado, licenciatura e tecnológicos, presenciais e a distância. Os cursos são de instituições públicas e privadas.

Com informações da Agência Brasil.



Discente da UFRB recebe prêmio de melhor artigo em evento na Paraíba

3 de Novembro de 2014, 10:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

O estudante do curso de Engenharia da Computação da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Joel Cordeiro, foi premiado na categoria melhor artigo no Encontro Anual do Instituto de Estudos Avançados em Comunicações: Comunicação, Redes e Criptografia (ENCOM), realizado nos dias 10 e 11 de outubro, no Instituto Federal da Paraíba, em João Pessoa na Paraíba. O discente recebeu o prêmio pelo artigo “Avaliação de Desempenho de Técnicas de Sensoriamento Espectral em Redes Cognitivas".

O trabalho desenvolvido em parceria com o professor José Valentim, do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CETEC), avaliou diferentes técnicas de sensoriamento espectral aplicado em redes cognitivas. Eles realizaram um sensoriamento do espectro eletromagnético, intervalo que contém todas as radiações eletromagnéticas que vão desde as ondas de rádio até os raios gama, para obter informações sobre um canal de rádio frequência.

“O sistema de redes cognitivas, que é composto por Rádios Cognitivos (RCs), é um importante suporte para o uso eficiente do espectro eletromagnético”, diz Cordeiro. “Esses rádios são dispositivos inteligentes capazes de utilizar o espectro de forma oportunista, fazendo o uso de faixas licenciadas no momento em que essas se encontram ociosas ou sem uso, sem causar interferência nos sistemas licenciados”, complementa. 

O estudante explica que na pesquisa foram realizadas simulações computacionais utilizando um software. “Ao final confrontamos os resultados obtidos para comparar eficiência de cada técnica e constatamos que o aumento do número de RCs que participam do sensoriamento aumenta a eficiência”, relata. Para ele, “o trabalho permite escolher a técnica adequada a ser utilizada no sensoriamento espectral em uma rede cooperativa de rádios cognitivos”.

Segundo Cordeiro, esse trabalho tem uma considerável importância para o desenvolvimento e incentivo das pesquisas em Redes Cognitivas na UFRB. Ele ainda completa: “é um tema de pesquisa novo e promissor na área de Redes e Comunicações. Esse projeto abre possibilidades de cooperação entre a Universidade e outras instituições de pesquisa e fortalecem a prática científica no Recôncavo”.



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres

UFRB

Brazil