Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | 1 pessoa seguindo este artigo.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

UFRB manifesta profundo pesar pelo falecimento de Valmir Almeida Sampaio

18 de Fevereiro de 2021, 1:11, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) vem a público manifestar profundo pesar pelo falecimento de Valmir Almeida Sampaio, ocorrido no início da noite de hoje, 17 de fevereiro de 2021, em Salvador, onde estava internado, vítima da Covid-19.

Valmir Sampaio foi vereador por quatro mandatos (1989-2004) e prefeito de Amargosa por duas ocasiões (2005-2012), tendo exercido grande liderança na luta pela conquista da UFRB e pela implantação do Centro de Formação de Professores (CFP). Uma vez criado o CFP/UFRB, campus Amargosa, em 2006, Valmir, já na condição de prefeito, apoiou incondicionalmente o novo Centro, disponibilizando espaços físicos para alocar o CFP (a antiga sede da Secretaria Municipal de Educação e, posteriormente, a escola Dinorah Lemos da Silva), servidores municipais para apoio às atividades administrativas, bem como doação do terreno onde atualmente encontra-se a sede do campus e o prédio da CAsA do Duca (antiga delegacia de polícia). Além disso, cumpre destacar os inúmeros apoios dado pela sua gestão à realização de atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Sua gestão como prefeito destacou-se, entre outros, pela grande prioridade dada à Educação, entendida por ele como a mais poderosa ferramenta para mudar as pessoas e o mundo e construir uma sociedade mais justa e digna. O reconhecimento deste trabalho levou-o a ser nomeado membro titular do Conselho Estadual de Educação do Estado da Bahia em 2020.

Inquieto, curioso, sedento de conhecimento, em 2020, aos 57 anos, Valmir Sampaio ingressou como aluno da UFRB, no curso de Licenciatura em Educação do Campo. Foi certamente uma ação deliberada para melhor se aproximar e contribuir com a universidade pela qual ele tanto lutou e onde vinha atuando como membro da Comissão Própria de Avaliação (CPA).

Valmir deixa um grande legado como pessoa e como gestor público.

Ao registrarmos nossas condolências, manifestamos apoio e solidariedade aos munícipes, amigos(as) e familiares pela irreparável perda.

Fábio Josué Souza dos Santos
Reitor
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia



Pesquisa da UFRB utiliza inteligência artificial para prever hospitalização por Covid-19

17 de Fevereiro de 2021, 22:09, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Professores e pesquisadores da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) estudaram a previsibilidade de hospitalização de pacientes contaminados pela Covid-19, fazendo uso de aprendizado de máquina, o Machine Learning (ML). Foram investigados bancos de dados com 217.580 pacientes confirmados com SARS-CoV-2, em exames laboratoriais dos estados de Alagoas, Espírito Santo e Santa Catarina.

O estudo usou e cruzou dados públicos desses três estados brasileiros e obteve acurácia entre 79,1% e 84,7%.  A acurácia é a proximidade de um resultado com o seu valor de referência real. Dessa forma, quanto maior a acurácia, mais próximo da referência ou valor real é o resultado encontrado.

Com esses dados, os pesquisadores alimentaram o aplicativo ContraCovid, que pode ser baixado para smartphones gratuitamente no site contracovid.org.

O aplicativo é parte do projeto denominado "ContraCovid - Tecnologias para monitoramento da Covid-19", criado na UFRB, que investiga técnicas de processamento de sinais e inteligência artificial para desenvolver um método de baixo custo para detecção e monitoramento da Covid-19 através da análise automática de sintomas, particularmente a tosse e a dificuldade respiratória.

No aplicativo, a pessoa se cadastra, preenche o histórico de saúde e informa os sintomas que está sentindo. O aplicativo, então, prevê o risco de hospitalização. A cada nova atualização dos dados do usuário, o sistema processa as novas informações e atualiza a probabilidade de hospitalização.

Telas do aplicativo ContraCovid.Telas do aplicativo ContraCovid.

Os resultados da pesquisa da UFRB servem para alertar as pessoas que vieram a ser contaminadas, sobre a necessidade ou não de buscar tratamento hospitalar oportuno para a Covid-19, a partir do aparecimento dos primeiros sintomas, evitando que a doença se agrave e venha a necessitar de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Os dados também ajudam as pessoas que moram em áreas remotas e interioranas que venham a contrair a Covid-19, a se anteciparem ao agravamento da doença e se deslocarem para regiões metropolitanas que possuam condições de tratamento adequadas.

A pesquisa foi feita em decorrência da escassez de acesso a testes para o novo coronavírus, um dos principais obstáculos no enfrentamento à pandemia. A evolução rápida, silenciosa e desconhecida dessa doença faz com que muitos pacientes só procurem atendimento quando já é tarde demais para tratar a Síndrome Respiratória Aguda Grave que ela causa.

“Nos casos que precisa de tratamento, quanto mais cedo as pessoas procurarem atendimento é melhor para evitar as consequências graves da Covid-19, como o comprometimento dos pulmões”, alerta o pesquisador Igor Miranda, coordenador da pesquisa na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). “Do ponto de vista dos profissionais de saúde, pode-se utilizar a ferramenta para saber se o paciente vai precisar de hospitalização ou se quiser usar a ferramenta para ajudar a alocar os leitos hospitalares”, completa Miranda.

Miranda, o professor e pesquisador Gildeberto de Souza Cardoso e o aluno Gabriel Oliveira, da UFRB,  em parceria com os pesquisadores Madhurananda Pahar e Thomas Niesler, da Universidade de Stellenbosch, África do Sul, conduziram a pesquisa cujos resultados foram publicados na plataforma TechRxiv, em artigo ainda sem revisão por pares.

O artigo é denominado “Machine Learning Prediction of Hospitalization due to COVID-19 based on Self-Reported Symptoms: A Study for Brazil”, em tradução livre “Aprendizagem de Máquina para Predição de Hospitalização devido à COVID-19 com base em Sintomas Autorrelatados: Um Estudo para o Brasil”, publicado no último dia 08 de fevereiro. 

Para Miranda, a metodologia da pesquisa desenvolvida pela UFRB, poderá ser replicada para outras doenças respiratórias graves.

Segundo Miranda, a pandemia ainda não acabou. “Com toda a complexidade na logística de produção e distribuição das vacinas, precisaremos utilizar recursos como esse, que prevê a evolução da doença, por mais algum tempo”.

Acesse o artigo na íntegra.

Mais sobre o aplicativo ContraCovid em contracovid.org.



UFRB abre inscrições para pré-seleção de estudantes para Programa CAPES/Brafagri

17 de Fevereiro de 2021, 20:26, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio da Superintendência de Assuntos Internacionais (SUPAI), divulga o edital de pré seleção de discentes dos cursos de graduação em Agronomia e Engenharia Sanitária e Ambiental para intercâmbio acadêmico na França, no âmbito do Programa CAPES/Brafagri.

Para realização do intercâmbio serão observadas as recomendações do Comitê de Acompanhamento e Enfrentamento à Covid-19 da UFRB. Excepcionalmente, em virtude da pandemia, a disponibilização da bolsa de estudos estará condicionada à liberação pela CAPES. Nesta etapa, serão pré-selecionados 21 discentes. Destacam-se como benefícios do programa a bolsa de estudos, transporte, taxa de instalação e seguro saúde. 

As bolsas de estudos contemplam os seguintes projetos:

Projeto 1 - Bordeaux Sciences Agro, Agrosup Dijon, Vetagro Clermont Ferrand.

Projeto 2 - Ensat Toulouse, Supagro Montpellier, Engees Strasbourg.

As inscrições estão abertas até o dia 25 de fevereiro. A documentação deverá ser escaneada em formato PDF para o e-mail [email protected] Os seguintes documentos são exigidos:

  • Histórico escolar atualizado
  • Documento comprobatório do Enem (no mínimo 600 pontos)
  • Carta de motivação
  • Ficha de inscrição (anexa ao Edital)

Para participar do intercâmbio o candidato deverá seguir um Plano de Formação organizado pelos coordenadores do Programa BRAFAGRI e o estudante. O referido plano inclui um curso de francês (gratuito), ofertado pela UFRB. 

A formação intensiva em língua francesa ( Curso online síncrono) será ministrada pela servidora Adriele de Jesus Sousa (SUPAI)  no período de 01 de março a 30 de abril (das 14h às 17h), via Google Meet.

Confira o Edital CAPES/Brafagri - Pré-seleção.

Mais informações sobre o programa no site da Capes.

Dúvidas: [email protected]



Docente da UFRB identifica aumento de envenenamento por animais peçonhentos no CE

15 de Fevereiro de 2021, 5:14, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

escorpiaoTityus serrulatus (escorpião amarelo). Foto de José Roberto Peruca.

Problema de saúde pública negligenciado na maioria dos países tropicais, a ocorrência de envenenamento por animais peçonhentos, como escorpiões, abelhas, aranhas e serpentes, no nordeste brasileiro ainda é pouco conhecida pelos estudiosos. Uma pesquisa da  Universidade Federal do Recõncavo da Bahia (UFRB) e Universidade Federal do Ceará (UFC) com a Secretaria de Saúde do Estado do Ceará revela que a incidência de envenenamento no estado do Ceará aumentou mais de seis vezes entre 2007 e 2019. O estudo está última edição da Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.

O exponencial aumento de registros no Ceará na última década é multifatorial, conforme explica Jacqueline Ramos Machado Braga, principal autora do estudo, docente e pesquisadora do Laboratório de Répteis e Anfíbios (RAN) da UFRB. “Além da notificação compulsória de acidentes causados por animais peçonhentos (obrigatória a partir de 2010), outros fatores, como o crescimento urbano desorganizado e o desequilíbrio ecológico, podem explicar esse aumento. Algumas espécies de escorpiões se adaptaram muito bem às condições do ambiente urbano, devido à vasta oferta de alimento, resultante do acúmulo de lixo doméstico”, explica Jacqueline.

A pesquisa descreve as características epidemiológicas de 54.980 casos de envenenamento registrados no Ceará no período. Os dados foram obtidos por meio do Sistema de Informação de Agravos de Notificação online (Sinan), alimentado por profissionais de saúde com informações de doenças e agravos de notificação compulsória, e analisados com base nas variáveis: número de acidentes/ano, número de acidentes por grupo zoológico, recebimento de terapia antiveneno (dose de soro), zona de ocorrência, sexo, distribuição por faixa etária e óbitos.

As faixas etárias mais afetadas foram de 10 a 19 anos e 40 a 59 anos (igualmente registrando 21,4%), e os eventos foram mais comuns entre as mulheres (52,4%). As picadas de escorpiões lideram os casos (67%), enquanto as picadas de abelhas registram a maior taxa de letalidade. As ocorrências foram 10 vezes mais comuns em áreas urbanas, principalmente nos meses mais chuvosos, e apenas 5% das pessoas tiveram acesso à soroterapia."O estudo mostra-se relevante pois, além de atualizar os dados epidemiológicos para o Ceará, mostrou uma mudança no quadro epidemiológico ao longo dos anos, considerando que o maior índice de letalidade ocorreu com acidentes apílicos, aqueles causados por picadas de abelhas, apesar do maior número de acidentes estar relacionado com escorpionismo, ratificando uma realidade vivenciada em outros estados nordestinos, incluindo a Bahia",  conta Jacqueline.

Tratamentos disponíveis no SUS

Acidentes causados por serpentes (mais comuns na região Norte), escorpiões e aranhas contam com tratamento antiveneno (dose de soro) específico para cada espécie capaz de neutralizar as toxinas de cada veneno de forma eficaz. Os soros são produzidos no Instituto Butantan, Instituto Vital Brazil, Fundação Ezequiel Dias e Centro de Produção e Pesquisa em Imunologia do Paraná, e distribuídos gratuitamente pelo Ministério da Saúde via Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com a notificação de casos de cada região.

Impressiona o fato de que, na amostra do estudo, apenas 5,3% das pessoas envolvidas em eventos de envenenamento receberam essa terapia. “Apesar da gratuidade da distribuição, o acesso a este medicamento ainda é difícil, especialmente em regiões longínquas do Brasil”, observa Jacqueline.

Para a pesquisadora, tornar o tratamento mais acessível é o maior desafio, já que a produção de soros antipeçonhentos no Brasil não segue a prerrogativa de regionalização da Organização Mundial da Saúde (OMS), que facilitaria sua logística de distribuição a locais com maiores demandas.

Outro elemento importante é de intensificar ações de capacitação de profissionais de saúde na atualização e identificação de acidentes causados por animais peçonhentos e de educação ambiental em escolas, feitas no Ceará, pelo Núcleo de Controle de Vetores (NUVET/SESA), vinculado à Secretaria de Saúde do Estado do Ceará. “É importante intensificar essas ações principalmente nos pequenos municípios, no sentido de aprimorar as escolhas de condutas médicas e sensibilizar a população sobre a prevenção de acidente, além de orientar quanto aos primeiros socorros quando há envenenamento”, analisa a bióloga.

Com informações da Agência Bori.



UFRB oferta 1.429 vagas em 40 cursos de graduação no Sisu 2021.1

12 de Fevereiro de 2021, 14:43, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) vai disponibilizar 1.429 vagas na edição 2021.1 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), sendo 639 vagas de ampla concorrência; 719 vagas reservadas a cotistas (via Lei nº 12.711/2012) e 71 vagas reservadas para ações afirmativas próprias. As vagas são para 40 cursos de graduação ofertados nos campi de Amargosa, Cachoeira/São Félix, Cruz das Almas, Feira de Santana, Santo Amaro e Santo Antônio de Jesus.

As inscrições estarão abertas no período de 6 a 9 de abril de 2021. Todo o processo é feito exclusivamente pela internet, por meio do site do Sisu. Para concorrer, é indispensável que os candidatos tenham participado da edição 2020 do Enem e que tenham obtido nota acima de zero na prova de redação e demais áreas de conhecimento. O candidato também não pode ter participado do Enem na condição de treineiro.

As inscrições no Sisu poderão ser feitas em até duas opções de vaga, especificando, em ordem de preferência, as suas opções na instituição de educação superior participante, com local de oferta, curso e turno, e a modalidade de concorrência. É possível alterar estas opções durante todo o período de inscrição e será considerada válida a última alteração confirmada. O resultado da chamada única da primeira edição de 2021 do processo seletivo do Sisu será publicado no dia 13 de abril.

Reserva de vagas e matrícula - Os candidatos que optarem em concorrer às vagas reservadas aos cotistas deverão obrigatoriamente atender aos requisitos especificados em cada modalidade.

Lista de espera - As vagas eventualmente remanescentes do Sisu 2021.1, após a chamada regular, serão preenchidas, prioritariamente, pelos candidatos que constarem na Lista de Espera. Para participar, os interessados devem confirmar no site do Sisu o seu interesse pela vaga, no período de 13 a 19 de abril.

O candidato poderá manifestar interesse em apenas um dos cursos para o qual optou por concorrer nesta edição do Sisu. Não poderá participar da Lista de Espera quem já foi convocado em uma das opções dos cursos escolhidos na chamada regular, independente de ter ou não realizado sua matrícula na instituição.

Confira o quadro de vagas:

Centro de Ensino Campus Curso Grau Turno Vagas
CCAAB Cruz das Almas Agroecologia Tecnólogo Integral 60
CCAAB Cruz das Almas Agronomia Bacharelado Integral 50
CCAAB Cruz das Almas Biologia Licenciatura Noturno 40
CCAAB Cruz das Almas Gestão de Cooperativas Tecnólogo Noturno 70
CCAAB Cruz das Almas Medicina Veterinária Bacharelado Integral 40
CETEC Cruz das Almas Ciências  Exatas e Tecnológicas (BCET) Bacharelado Integral 90
CETEC Cruz das Almas BCET-Engenharia da Computação Bacharelado Integral 15
CETEC Cruz das Almas BCET-Engenharia Elétrica Bacharelado Integral 15
CETEC Cruz das Almas BCET-Engenharia Mecânica Bacharelado Integral 5
CETEC Cruz das Almas BCET-Física Bacharelado Integral 10
CETEC Cruz das Almas BCET-Matemática Bacharelado Integral 15
CETEC Cruz das Almas Engenharia Sanitária e Ambiental Bacharelado Integral 40
CAHL Cachoeira/São Félix Ciências Sociais Bacharelado Integral 25
CAHL Cachoeira/São Félix Ciências Sociais Licenciatura Integral 25
CAHL Cachoeira/São Félix Cinema e Audiovisual Bacharelado Integral 40
CAHL Cachoeira/São Félix Museologia Bacharelado Integral 50
CAHL Cachoeira/São Félix Publicidade e Propaganda Bacharelado Integral 30
CAHL Cachoeira/São Félix Serviço Social Bacharelado Integral 50
CFP Amargosa Filosofia Licenciatura Noturno 60
CFP Amargosa Física Licenciatura Integral 50
CFP Amargosa Letras (LIBRAS/Língua Estrangeira) Licenciatura Noturno 50
CFP Amargosa Matemática Licenciatura Integral 50
CFP Amargosa Pedagogia Licenciatura Noturno 50
CFP Amargosa Química Licenciatura Integral 50
CCS Santo Antônio de Jesus BIS-Enfermagem Bacharelado Integral 24
CCS Santo Antônio de Jesus BIS-Medicina Bacharelado Integral 30
CCS Santo Antônio de Jesus BIS-Nutrição Bacharelado Integral 15
CCS Santo Antônio de Jesus BIS-Psicologia Bacharelado Integral 30
CETENS Feira de Santana Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade (BES) Bacharelado Integral 40
CETENS Feira de Santana BES-Engenharia de Energia Bacharelado Integral 20
CETENS Feira de Santana BES-Engenharia de Materiais Bacharelado Integral 20
CETENS Feira de Santana BES-Engenharia de Produção Bacharelado Integral 20
CETENS Feira de Santana BES-Engenharia de Tecnologia Assistiva Bacharelado Integral 20
CECULT Santo Amaro Artes do Espetáculo Tecnólogo Vespertino 30
CECULT Santo Amaro Inter. Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas Bacharelado Noturno 40
CECULT Santo Amaro Inter. Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas Bacharelado Vespertino 40
CECULT Santo Amaro Interdisciplinar em Artes Licenciatura Vespertino 35
CECULT Santo Amaro Política e Gestão Cultural Tecnólogo Noturno 30
CECULT Santo Amaro Produção Musical Tecnólogo Vespertino 30
CECULT Santo Amaro Música Popular Brasileira Licenciatura Vespertino 25
TOTAL 1429

Confira:

Edital MEC/SESU Nº 10/2021 - Sisu 2021.1

Termo de Adesão da UFRB no SiSU 2021.1

Para mais informações sobre o Sisu 2020.1 da UFRB, acesse o site ufrb.edu.br/prosel.

Para mais informações sobre o Sisu, acesse o site sisu.mec.gov.br.

Tire suas dúvidas via WhatsApp.

Em LIBRAS:

Quer ingressar na UFRB? 

Você tem direito às vagas reservadas na UFRB?



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres

UFRB

Brazil