Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Capa CSA Gaspar Martins


COAGRICULTORAS E COAGRICULTORES  ||  DINÂMICAS BÁSICAS  ||  BALANCETES ||  AGENDAS PROGRAMADAS
Voltar a Notas
Tela cheia Sugerir um artigo

Relato da reunião periódica em janeiro da CSA

1 de Fevereiro de 2020, 12:45 , por Marcelo Inácio de Sousa - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 14 vezes
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

Comunidade que Sustenta a Agricultura
CSA Gaspar Martins

RELATO DE REUNIÃO
DATA: 17/JAN/20

2020 01 17 reuniaoperiodica

PONTOS DA PAUTA


 

1. COMISSÕES:

Apresentação: a CSA tem se mantido ativa com a Comissão de Finanças, que faz a gestão mensal das contribuições das pessoas listadas como coagricultores(as). Mas são muitas atividades que não estão se mantendo contínuas (por exemplo, os mutirões) que precisam de cuidado e dedicação de mais pessoas para estabelecer o fluxo da comunidade.
Encaminhamento:
... Fortalecer a Comissão de Finanças, de uma para três pessoas.
... Estruturar duas Comissões: de Comunicação; e de Acolhimento e Convivência.

 

2. EQUILÍBRIO FINANCEIRO:

Apresentação: foi colocado por Chico que precisamos de um "mínimo ideal" de 27 cotas no valor que adotamos hoje, para manter o equilíbrio financeiro da CSA. Só durante um mês neste ano de 2019 que conseguimos alcançar este mínimo. Atualmente, estamos com 22 cotas ativas. Com esta quantidade, é importante encontrar uma solução para não sobrecarregar as finanças do Flávio (agricultor).
Encaminhamento:
... Foi proposta uma unificação dos valores (hoje temos duas opções de cota) na faixa maior – R$ 200,00 mensais, com 10 itens por semana. É uma proposta emergencial, que já começa a valer nos meses de fevereiro e março, para o desafogo financeiro. Mas o compromisso da equipe financeira é também organizar o planejamento anual (até dezembro/2020), com base nessa previsão inicial, a fim de calcular (efetivamente) o ponto de equilíbrio da CSA. Com essa previsão, será reavaliado o valor da cesta, baseado na periodicidade dos gastos, pontuando custos fixos e variáveis.
... Deverá ser considerada na previsão de custos a diária para contratação de uma ou mais pessoas para apoiar o Flávio, que está ampliando as áreas de plantio. A diária hoje está em torno de R$ 60. Flávio e a equipe financeira vão estimar a quantidade de diárias/mês para mensurar o impacto disso nos custos da CSA.
... Foi discutida a importância do comprometimento mínimo de seis (6) meses para quem entra, além da parcela de adesão. Considerar a possibilidade de que uma pessoa, ao entrar, possa passar as cotas de 6 meses de uma vez, talvez com a opção de parcelamento no cartão de crédito (em 6x). Desta forma fica condicionado o compromisso com os seis (6) meses mínimos. Débora irá verificar a questão, junto a tarefa da abertura de conta uma da CSA (em nome do Flávio), ou o registro de Pessoa Jurídica (MEI ou outra opção).
... Nos cálculos do planejamento financeiro, estimar valores das compras de outros agricultores e trocas no impacto de custos para o Flávio. Foi também debatida a ideia de vaquinhas virtuais para o caso de compras de itens, equipamentos e insumos de alto custo, juntamente com a possibilidade de tentativa de acesso à crédito em cooperativas de crédito.
... Vamos retomar a ideia de planejamento do plantio, para estimar os produtos a serem produzidos até o final do ano, sazonalmente ou não.
... A Comissão de Elaboração das planilhas será formada por: Marcelo, Raphael, Débora e Chico. A data de referência para a entrega do planejamento (fechamento e apresentação da planilha) é o dia 13/MAR.

 

3. COMUNICAÇÃO

Apresentação: ponderamos que o trabalho de comunicação é fundamental na mobilização da própria comunidade, mas também de outras pessoas interessadas, que podem passar a contribuir como coagricultoras.
Encaminhamento:
há uma proposta de criação de um Instagram da CSA, que se soma ao Facebook (que já existe, mas precisa ser recuperado o acesso). Vamos planejar o dia para as postagens semanais. Além disso, será apresentada uma proposta de identidade visual da CSA Gaspar Martins.

 

4. PONTO DE CONVIVÊNCIA DA GIZ

Apresentação: Flávio comunicou que está sendo negociada a inclusão de novas dez (10) pessoas, todas relacionadas à GIZ. Com isso, aparece a ideia de um novo ponto de convivência. Não se chegou a um entendimento de como seria a inserção deste grupo, se seria um grupo independente (financeiro e convivência) ou se seria uma integração total. Há o entendimento das pessoas presentes que devemos ter uma integração total, com definição sólida de valores das cotas, números de itens, tudo para que não se configure como um grupo a parte.
Encaminhamento:
Proposta de reunião com Vinícius (do CSA Madre Terra, articulador do grupo da GIZ) para entendimento da questão desta nova proposta de cotas. Após esse entendimento do grupo, convidar o grupo da GIZ para conversa. Mencionamos que o projeto de aquisição do tratorzinho seria conversado com o grupo da GIZ.

 

PRESENTES:
• Marcelo; • Chico; • Débora; • Lucas; • Flávio; • Raphael; • Synara; e • Matheus


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar

    CSA Gaspar Martins

    - -

    0 integrantes

    Nenhum(a)

    Posts do blog