Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Voltar a Ponta Grossa
Tela cheia

Descrição

7 de Março de 2016, 14:12 , por Iago Itã - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 50 vezes

Ponta Grossa é um pequeno povoado formado em essência por marisqueiras e pescadores.

 

Segundo moradores da comunidade, existem diversas versões para a origem do nome da localidade e uma delas afirma que antigamente passavam por lá, muitos barcos de carga para vender mercadorias, e sempre que podiam, atracavam seus barcos em uma ponta de terra que ia de encontro ao mar. Então, começaram a chamar este local de Ponta Grossa e começaram a construir casas feitas de palha, depois feitas com barro, para o descanso, dando início a expansão da localidade como é conhecida até hoje.

 

Segundo Elianai Lima de Jesus, moradora de Barra Grande e diretora da Escola Municipal de Ponta Grossa, a localidade possui média de 450 a 600 moradores e aproximadamente 150  a 200 casas. Ela afirma ainda que todos os moradores são filhos, netos, sobrinhos ou primos de pescadores e/ou marisqueiras.

 

Além deste, também encontra-se a ONG Manguezal Meu Quintal, que realiza trabalhos de educação para a comunidade e monitoramento do ecossistema local.

 

Possuem 2 pontos comumente usados para interações interpessoais na comunidade, que são a Praça de Ponta Grossa e a sombra do Tamarindeiro, um pé de tamarindo bastante antigo, onde jovens e adultos passam horas do dia conversando ou reunidos por diversos motivos. Segundo relatos dos moradores, esta árvore é um marco para a comunidade que tem medo ao imaginar que um dia ela venha sair de lá. Ainda segundo eles, o significado desta árvore talvez se deve ao fato dela ter sido plantada no local onde foi construída a primeira igreja católica na comunidade.

 

A natureza reúne os principais atrativos turísticos de Ponta Grossa como a maré, manguezais, apicuns, cachoeira e trilhas na mata. Além deste atrativos a cultura local e o modo de vida da comunidade enriquecem muito as experiências turísticas, com o ritmo tranquilo, digno de uma vila de pescadores e marisqueiras.

 

Esta junção natureza e cultura local, possibilitam vivência memoráveis, tais como: passeios em canoas de pescadores para conhecer a região e sentir o dia a dia deste profissional; entrar na maré com as marisqueiras para aprender como retirar os mariscos e até experimentá-los no próprio local; caminhada pela mata com moradores e desfrutar de um refrescante banho de cachoeira.

 

Em Ponta Grossa, segundo alguns entrevistados, reside a pessoa mais velha de toda a Ilha de Itaparica, o Sr. Lourenço Conceição, de 104 anos. Tido como uma personalidade local, Sr. Lourenço é filho de marinheiro e aos 20 anos começou a pescar para sustentar a família. Segundo ele, aprendeu a pescar sozinho, por necessidade, e alguns anos depois começou a cultivar aipim, mandioca e banana para melhorar a renda da família. Adora receber e conversar com visitantes.

 

Quer adicionar informações a essa descrição? Envie um comentário!


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar