Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Voltar a Taipoca
Tela cheia

Descrição

24 de Março de 2015, 18:19 , por Tiago Rodrigues Mendes - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 560 vezes

 

A comunidade de Taipoca está localizada entre as localidades de Coroa e Barra do Gil, no município de Vera Cruz, na costa da Ilha de Itaparica. Mais precisamente, no km 8 na rodovia BA 001.

 

Não há registros documentais sobre a palavra taipoca, entretanto, de acordo relatos dos antigos moradores, Sr. Bené ou Benedito, de 90 anos e Dª Janice de 87 anos, o nome Taipoca surgiu por conta de um “Arvoredo” que existia na mata, no local onde foi construída a Praça de Taipoca. Ainda segundo relatos, Taipoca ou Itaipoca é uma árvore da família das Bignoniáceas e seu nome popular é de origem indígena. Da madeira da Taipoca, originavam-se a vergas, (peça de saveiro colocada na parte superior e horizontalmente em um vão, apoiando-a sobre as ombreiras de uma extremidade do saveiro) muito utilizada na construção de saveiros. A localidade de Taipoca era constituída de poucas casas, de estrutura artesanal (Taipa) e ao longo do tempo foi sendo povoada.

 

 

A Praça de Taipoca, que ocupa o local do antigo arvoredo, foi construída pela Prefeitura Municipal de Vera Cruz, em 1998, sob a administração do então Prefeiro Dr Nicanor Moreira de Macêdo. Segundo Sr Bené, a Praça tem o nome do morador antigo Manoel do Espírito Santo, apelidado de Manuel Bom Cabelo ou Mequinho (ver Ilustração 1). Esta homenagem póstuma, deveu-se ao fato, de o morador ter sido bem influente na comunidade, tendo organizado grandes quermesses e ter se empenhado no culto e festejos a Santa Barbara, além de ter sido proprietário de vários terrenos na região.

 

 

A principal atração turística da comunidade de Taipoca é sua praia de águas tranqüilas com vista para Salvador. A explicação para águas tão calmas e acessíveis às crianças e adultos se banharem, está na proteção natural que a barreira de corais realiza. A barreira está situada a uma relativa distância da areia da praia e é revelada quando a maré está baixa, formando uma verdadeira cerca de pedras.

 

Outro elemento característico de Taipoca é ser uma comunidade formada por residentes, com poucas casas de veranistas. A localidade situada entre outras duas comunidades, Coroa e Barra do Gil, que possuem casas e condomínios utilizados por veranistas, além de estabelecimentos voltados para o turismo.

 

Outro elemento importante em Taipoca é a presença do “estilista barroco” Damião Borges Santana Lôbo que trabalha com esculturas, entalhe em madeira, marcenaria, carpintaria, pintura e outras atividades de alta elaboração manual. Damião se autodenomina “estilista barroco”, não aceitando a nomenclatura de artesão. Aos oito anos de idade trabalhava com seu avô na arte da carpintaria e ainda criança começou a fazer pequenos desenhos e entalhes na madeira. Hoje é procurado para fazer trabalhos manuais, construir cenários para teatro e ornamentações diversas. Damião participou de diversas exposições, como na Galeria Cavalcante, em 1972; Galeria Le Dome, em 1979; e Ciquini, em 1988. 

 

 

Quer adicionar informalçoes a essa descrição? Envie um comentário!

 

 


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar