Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Segredos públicos
Tela cheia

Quase sem querer

25 de Agosto de 2012, 21:00 , por rosana kirsch - 33 comentários | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 175 vezes

Tenho andado distraído,
Impaciente e indeciso
E ainda estou confuso,
Só que agora é diferente:
Sou tão tranqüilo e tão contente.

Quantas chances desperdicei,
Quando o que eu mais queria
Era provar pra todo o mundo
Que eu não precisava
Provar nada pra ninguém.

Me fiz em mil pedaços
Pra você juntar
E queria sempre achar
Explicação pro que eu sentia.
Como um anjo caído
Fiz questão de esquecer
Que mentir pra si mesmo
É sempre a pior mentira,
Mas não sou mais
Tão criança a ponto de saber tudo.

Já não me preocupo se eu não sei por que.
Às vezes, o que eu vejo, quase ninguém vê
E eu sei que você sabe, quase sem querer
Que eu vejo o mesmo que você.

Tão correto e tão bonito
O infinito é realmente
Um dos deuses mais lindos!
Sei que, às vezes, uso
Palavras repetidas,
Mas quais são as palavras
Que nunca são ditas?

Me disseram que você
Estava chorando
E foi então que eu percebi
Como lhe quero tanto.

Dado Villa-Lobos, Renato Russo, Renato Rocha


33 comentários

  • 77b3542579cc09deef6f0cc1484dd2df?only path=false&size=50&d=404Rômulo Kipper(usuário não autenticado)
    18 de Setembro de 2012, 19:06

    oi

    Oi Rosana,

    quanto tempo?! Quem escreve é o Rômulo, do PCdoB de Novo Hamburgo.
    Está acompanhando o debate eleitoral na cidade?
    O Partido aqui vive um momento muito bom.
    Abraço.
    Rômulo


  • Eu minorrosana kirsch
    29 de Setembro de 2012, 12:01

     

    Oi Rômulo!


  • Eu minorrosana kirsch
    29 de Setembro de 2012, 12:02

     

    Envia teu email, se veres este recado.


Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

Cancelar