Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

ART'S NATIVA Empreendimento de Economia Solidária

Tela cheia

Início

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 3164 vezes

HISTÓRIA DA ART'S NATIVA

26 de Março de 2011, por iber - Sem comentários ainda


Foi pelo meados do mês de maio de 2006 o Sr. Iber Ajala, ficou desempregado, por este motivo começou a ter depressão. E antes que aumentasse o problema, buscou alternativa naquilo que já sabia fazer desde menino. Pintura em Óleo Sobre Tela.

Teve o inicio então de sua própria iniciativa a terapia para seu tratamento de depressão,  e não parou por ai!  Foi convidado a participar em feiras na Praça Ari Coelho no centro de Campo Grande Mato Grosso do Sul, nos período sazonais. Dai foi para a praça dos imigrantes, não se contentando em ficar só nisto, sempre buscou algo mais.

A principio antes de nascer o Art’s Nativa o artista passou por algumas feiras de bairro e depois nas praças, foi convidado a participar de uma praça que os artesões ficam permanente. Praça dos Imigrantes em Campo Grande MS

Tendo sempre no anseio das necessidades, que muitas vezes a prefeitura por sua política não atendia as expectativa das pessoas da praça, o artista Iber Ajala saiu em busca de solução que viesse atender a todos, partiu para o incentivo de criar uma associação na praça. Até então Sr. Iber não sabia o que era Economia Solidária

Passaram-se dias, ele ocasionalmente passando em frente do prédio que hoje se encontra na Central de Comercialização da Economia Solidária, chamou a atenção, porque ali já haviam comentado que abriria um empreendimento que até os artistas poderiam exportar e adentrou pela porta aberta e lá ficou sabendo que na mesma semana iria inaugurar no dia 11 de novembro de 2006. Disseram que teria de construir um grupo de artesãos de bairro e trazer seus produtos artesanais, antes de do dia da inauguração, foi uma correria ele consegui em 3 dias 43 artesãos e liderou-os e conduziu para a Central hoje CCES. Por mais ou menos 1 ano ficou liderando esse grupo por nome de Grupo da Praça dos Imigrantes em Campo Grande Mato Grosso do Sul.

Mas atendendo os princípios da CCES, acordado pela carta de princípios teve então a necessidade de desfazer o Grupo da Praça dos Imigrantes. Então deu-se a divisão dos artistas do grupo migrarem para outros grupos que já representavam os bairros da cidade de Campo Grande MS, dentro da Central CCES.

Antes o Grupo da Praça dos Imigrantes atendia-se pelo numero (41) da quantidade de grupos na Central CCES. Era o Grupo 41 com 43 pessoas.

Depois o Grupo 28, passou a ter o nome de ART’S NATIVA com 12 pessoas. Hoje representa o Bairro Nova Lima Campo Grande MS

Art's Nativa teve inicio pelo fundador do grupo que hoje encontra -se inserido dentro da Economia Solidária e do Cirandas.

http://cirandas.net/profile/iberajala

http://br.linkedin.com/pub/iber-ajala/23/28b/5


Categorias

Região Centro-Oeste, Mato Grosso do Sul, Comércio justo e solidário, Comunicação, Consumo ético e solidário, Cultura, Finanças Solidárias, Marco Legal, Meio-ambiente, Organização do movimento, Políticas públicas, Produção, comercialização e consumo, Software, cultura e conhecimentos livres

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar