Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Blog
Tela cheia

Dados por Dados?

17 de Abril de 2012, 12:28 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado uma vez
Ontem participei de uma palestra bem interessante com o Prof. Alexandre Barbosa do CETIC.br . O tema foi:  "Pesquisas e Indicadores para Monitoramento da Sociedade da Informação"

A discussão com os presentes foi bastante profícua e o professor apontou a importância do tratamento "dado aos dados"... É isso mesmo, ele fez questão de registrar e fazer-nos pensar que, enquanto pesquisadores atuando no âmbito da academia/universidade, é muito importante que utilizemos as informações provenientes das pesquisas de caráter abrangente (tal qual as que ele apresentou) de forma acertada, ou seja, contextualizando-as e "traduzindo" os números em compreensões mais claras (inclusive cruzando-os) a respeito dos fenômenos sociais.

O avanço da internet no Brasil foi largamente apresentado e também foram discutidos os abusos cometidos pelas teles num país que tem se mostrado omisso no que diz respeito a implementação de suas decisões com relação a expansão da banda larga por seu território. Percebi que havia uma quantidade siginificativa de áreas representadas pelos estudantes que participaram da palestra o que demonstra qão diversificada é temática que pode ser analisada a partir das mais diferentes óticas -educação, administração, comunicação, desenvolvimento urbano, políticas públicas, direito, sociologia...

Um das questões que me pareceram bem relevantes foi a da elaboração de  indicadores, decisão que gera o norte, ou melhor, os parâmetros para realização das pesquisas. No caso das pesquisas que o Prof. Alexandre apresentou, os parâmetros/indicadores analisados foram - ACESSO + USO + APROPRIAÇÃO. Como ele mesmo nos revelou, todos estes indicadores são mensuráveis por meio de intrumentos técnicos e também discutíveis teróricamente, poderiam inclusive ser outros, mas foram escolhidos especialmente para que gerassem compatibilidades com dados internacionais.


A seguir compartilho com vocês alguns dados que, devo confessar, me deixaram um pouco perplexo tendo em vista que, parte destes, contrariam o que tinha ouvido até então pelos corredores da FACED/GEC/UFBA...

#  A disparidade econômica entre as regiões do país tem fortes reflexos nas disparidades de acesso às TIC (meio óbvio, mas...).

# 81% das escolas públicas brasileiras possuem laboratório de informática (Pro-info). e 86% das escola públicas do país possuem conexão com a internet (que tipo de conexão é essa, não é uma dado relevante - para a propagenda, pelo menos!). Apenas 4% das escolas possuem computadores nas salas de aula.

# Em números totais, no Brasil, o uso (especialmente dos novos internautas) concentra-se na interação com sites de relacionamento. Isto tanto nos meios rural quanto urbano e entre todas as classes - A,B,C,D, e E.

# Até 2015, 100% dos internautas brasileiros estarão inseridos numa rede social.

# São mais populares no sudeste do Brasil Salas de discussão, o Twitter e Blogs especialmente entre as classes com maiores níveis de escolaridade e com maior poder aquisitivo enquanto no nordeste do país são mais populares em todas as classes as redes sociais.


Para todas as outras pesquisas que o CETIC.br em parceria com o CGI.br coordenou até então sobre educação CLIK AQUI!





Acompanhe esta e outras postagens também em: www.olharddodan.blogspot.com

Fonte: http://olhardodan.blogspot.com/2012/04/dados-por-dados.html

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar