Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Blog
Tela cheia

III Oficina Cirandas

25 de Abril de 2014, 11:28 , por Josiane Luana da Silva - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 4 vezes

Duas representantes da economia solidária de Ribas participaram da III Oficina Cirandas

Por: Kleber Souza

As riopardenses Josiane Luna e Soliely Alves participaram nos dias 23 e 24 de abril, em Campo Grande, da terceira etapa das Oficinas Cirandas para representantes de empreendimentos de economia solidária do Mato Grosso do Sul. Além das riopardenses foram capacitados representantes de Anastácio, Aquidauana, Corumbá, Dourados e Ladário das mais diversas atividades econômicas.

Realizado pela Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Funtrab) na Central de Economia Solidária. O Projeto MS Solidário, contempla a realização de Oficinas de Cirandas, capacitando dez empreendedores econômicos solidários por oficina, sendo estes representantes das quatro regiões do Estado de MS, capacitando-os a fazerem uso da rede social Cirandas.net. Nesta terceira Oficina de Cirandas foram ativados nove Empreendimentos Econômicos Solidários.

De acordo com o Fórum Brasileiro de Economia Solidária (FBES), que é o idealizador do projeto, a rede Cirandas “tem como objetivo oferecer ferramentas na internet para promover a articulação econômica, social e política de quem gosta da Economia Solidária ou vive dela”.

Os principais objetivos são: potencializar o fluxo de saberes, produtos e serviços da Economia Solidária; oferecer ferramentas para a constituição de consolidação de redes e cadeias solidárias; ser um espaço de divulgação da economia solidária e de busca de seus produtos e serviços para consumidores individuais e coletivos (públicos, privados e grupos de consumidores) e permitir a interação entre vários atores em comunidades virtuais e espaços territoriais, temáticos e econômicos.

A coordenadora Executiva do Fórum Estadual de Economia Solidária (Fees), Sebastiana Almire de Jesus, destaca a importância da capacitação e do projeto: “foi pensado a partir da ótica da economia solidária, com suas peculiaridades, uma ferramenta para trocar experiências, vendas, dentre outros”, ressalta.


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar