Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Arte em Reciclagem

Voltar a Blog
Tela cheia

AS MULHERES RUMO AO RIO+20

9 de Maio de 2012, 21:00 , por Luiza Rodrigues Teixeira - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 588 vezes

AS MULHERES NA RIO+20

 

 

Ontem o encontro aconteceu no Centro de Arte Calouste Gulbenkian., Praça Onze, reuniram centenas mulheres na mobilização rumo a Cúpula dos Povos, a dinâmica de grupo uma “ARVORE DA SUSTENTABILIDADE”  onde todas colocava as folhas nos galhos com o que entende em relação a sustentabilidade., porém ela ficou linda com tantas folhas.

A programação do encontro  discutimos a crise global como viver atualmente o mundo,  a conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento , Mudanças Climáticas, a Mercantilização da Natureza, o Racismo Ambiental, Sustentabilidade política, ambiental, cultural , social e econômica entre outros tema s de importância para o planeta. Onde nós mulheres  queremos está presentes debatendo o impactos destes temas: Trabalhamos com cinco grupos, temas propostos par as Plenárias de Conferência da Cúpula dos Povos.

Grupo I: “DIREITO E JUSTIÇA SOCIAL E AMBIENTAL”-direito das Mulheres, Direitos Sexuais e Reprodutivos, Racismo ambiental, Violências (feminicidios) e injustiças nos territórios(nosso corpo, nosso território), impactos da mudanças climáticas e desastre naturais, lutas por moradia, lutas de resistências nas comunidades.

Grupo II “MODEL O DE DESENVOLVIMENTO E ENERGIA”.-resistências às barragens(Belo Monte), aos megaprojetos, agronegócio, mecanismos de mercados....modelo exportador de matérias primas e promotor de desigualdades. Uso não sustentado da energia elétrica. Megaprojetos-porto de Sepetiba, Porto Maravilha  etc. O usa da energia nuclear e construção de novas usinas( Angra)

Grupo III “DEESA DOS BENS COMUNS E CONTRA A MERCANTILIZAÇAÕ DA NATUREZA”.- Lutas em defesa da água, das florestas, das culturas tradicionais, da internet e do software livre, dos bens intangíveis etc, proteção , acesso e uso  democrático dos bens comuns, contra a mercatilização  dos cuidados da vida-especilmente da saúde.

 

Grupo IV”SOBERANIS ALIMENTAR E ACESSO À TERRA”-As lutas contra o agronegócio, concentração da terra, transgênicos, os agrotóxicos. As respostas das mulheres desde a Agricultura Familiar, Camponesas e Comunitária, Agro ecologia e a Reforma Agrária.

Grupo V”TRAALHO: POR UMA  OUTRA ECONOMIA E NOVOS PARAGIGMAS DE SOCIEDADE”- Trabalho produtivo e reprodutivo, desigualdades e discriminações,  respostas desde a Economia solidária, Economia do Cuidado e os Direitos das Trabalhadoras. Neste grupo participou a Elza, Daniele. Luiza, Josenete(NETE), falamos da lei 865, da recardação de assinaturas, consumo  consciente, produtoras, agricultura familiar, maioria são mulheres. Foi o grupo com mais participação de mulheres. Temos que mobilizar mais mulheres do nosso fórum para irmos as discussões por  ser interesses  de [email protected]

Foi passado dois projeção do vídeos “PLANETA FÊMEA”uma como aconteceu a ECO 92,  com a militâncias e os Chefe de Estados menos –Estados Unidos. Rodada de experiências sobre  a ECO92-

A Cúpula dos Povos  no dia 18 de junho às 12 hs – nós mulheres estaremos tomando toda cúpula e faremos uma grande mobilização com tenda e passeata .

A  Economia Solidária vamos tomar as ruas do Rio de Janeiro.

Vamos Fazer tudo aquilo que sabemos, montar a manda la, Ciranda, faixas grandes para tomar toda rua, pirulitos com dizeres que diz respeito ao movimentos (lei , Conselho, um  Ministério Ecosol). Vamos nos preparar para esse grande dia. Só assim a Economia Solidária mostrará que faz a diferença da Economia Verde.

 

 

Luiza-(Arte em Reciclaem)


Categorias

Agropecuária, Alimentação, Artesanato, Cadeia da fruta, Cadeia das sementes, Cadeia do algodão agroecológico, Cadeia do mel, Confecção, fiação e tecelagem, Construção, Crédito e finanças, Cultura, Educação e formação, Habitação e Construção Civil, Indústria, Limpeza e higiene, Pesca, Reciclagem, Saúde, Turismo, Consumo ético e solidário, Meio-ambiente, Mulheres, Políticas públicas, Povos e Comunidades Tradicionais

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar