Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Makau Tomates

17 de Outubro de 2017, 18:24 , por Rede Guandu - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 301 vezes

Bruno de Paula (Makao) é um jovem que saiu da urbanização da cidade de Santos para estudar em São Carlos. Por lá, se formou no curso de Química Ambiental na USP, quando teve ciência através da disciplina “Ecotoxicologia” sobre os reais e nefastos malefícios da ingestão de agrotóxicos à saúde dos seres humanos. Numa época de procura por respostas e de muitos questionamentos, conheceu e começou a se interar e participar dos movimentos de Permacultura e Agroecologia na cidade e assim, ajudou a fundar a Associação Veracidade de São Carlos em meados de 2012. Nesse período, trabalhou por muitas vezes na terra, pegando gosto pela coisa, na Ecovila Tibá.

                Na ONG, trabalhou com a reciclagem de resíduos orgânicos através da compostagem onde se nutriu da verdadeira fonte de fertilidade – a matéria orgânica que tanto é desperdiçada. Ali também viu nascer o CSA de São Carlos com muito esforço de pessoas que acreditam na interação mais próxima do Agricultor com o consumidor. Concomitante ao trabalho voluntário nas iniciativas que ali surgiam, desenvolveu mestrado na área de Química Analítica na EMBRAPA Instrumentação, com análise da matéria de Solos da Amazônia. 

                A partir de encontros com muita gente boa, vivências, estudos e de um evento que viria mudar a sua forma de pensar e se relacionar, o ENGA (Encontro Nacional de Grupos de Agroecologia), que também ajudou a construir na Ecovila Tibá em 2014, resolveu com um pouco de coragem e incerteza mudar de vida….

                Mudar de profissão e se dedicar à produção de alimentos limpos. Estudar para desenvolver conhecimentos e técnicas para expandir a oferta de alimentos para nutrir o corpo e a alma! Enfim… viver tudo aquilo que agora lhe fazia sentido. Dessa forma, em 2015, entrou no curso de Engenharia Agronômica na ESALQ, onde desde o primeiro ano fez parte do Grupo de Agricultura Orgânica Amaranthus. Em 2017, no meio do seu terceiro ano de curso, montou o empreendimento com seu parceiro e também ex-membro do Amaranthus Alessandro Venciguerra. 

                Alessandro Venciguerra (Tio) entrou no curso de Engenharia Agronômica na ESALQ em 2013, depois de já ter cursado Engenharia de Controle e Automação na Unimep. Iniciou o curso sem nenhum vínculo com a agroecologia, apenas com o propósito de obter conhecimento na área de nutrição de plantas, para desenvolvimento de um projeto pessoal para melhorar da qualidade de vida de pequenos produtores rurais.

                Logo nos primeiros anos do curso, através das disciplinas do próprio curso, tomou consciência de como funciona a agricultura convencional no Brasil, da maneira como agem as empresas de biotecnologia e de agroquímicos, e do impacto dessa realidade na saúde humana, no meio ambiente e no êxodo rural brasileiro. A partir de então abraçou a causa da agricultura orgânica, vindo a integrar o Grupo de Agricultura Orgânica Amaranthus.

                Desde então especializou-se em assuntos como criação de galinhas caipiras, produção e processamento de milho orgânico, cultivo protegido de hortaliças e gestão de propriedades rurais. Atualmente também dá assessoria a pequenos produtores rurais interessados em produzir de forma sustentável e em verticalizar sua produção.

                “Tio Makao” vem para oferecer alimentos limpos e saudáveis, focando na experiência do sabor de um alimento produzido sem artificialismos químicos, seguindo a premissa de uma alimentação natural e do movimento “Slow Food”.


Fonte: http://terramater.org.br/guandu/?p=1645

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar