Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a blogdoalan
Tela cheia

Moqueca do Alan (diretamente do Nordeste da Alemanha)

20 de Setembro de 2015, 6:20 , por Alan Freihof Tygel - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 576 vezes

 

Preparativos:

Encomende um dia de sol bem bonito. Chame aquelas pessoas que fazem você se sentir bem, que entendem você do jeito que você é, e principalmente, que não façam a moqueca ser uma preocupação, e sim uma alegria. Prefira um almoço de domingo às 15h, mas prefira ainda mais o momento em que puder reunir as pessoas mais legais. Em caso de trabalho logo em seguida, maneirar do dendê.

Aumente o som e chame a Bahia, principalmente se você não estiver nela. Recomendo, em ordem de preferência: Roque Ferreira / Tem Samba no Mar; Os Tincoãs / Os Tincoãs 1973; Mariene de Castro / Abre Caminho.

O Peixe:

Uma vez eu pedi Anchova para o peixeiro, e quando disse para ele cortar as postas pra moqueca, e ele fez uma cara cocô. Eu adoro anchova, e costumava ter um preço razoável. Dourado e namorado são os mais clássicos. O importante é que seja um peixe mais firme, que tenha um tempo de cozimento maior. Peça as postas de moqueca, nem muito finas nem muito grossas, talvez um dedo. E o principal, peça a cabeça junto.

Ingredientes:

Além do peixe: cebola, tomate, alho, coentro, farinha, leite de côco e dendê. Prefira o dendê artesanal ao industrializado.

Preparo:

Em primeiro lugar, bote cabeça do peixe para cozinhar, para fazer o pirão. Tempere as postas do peixe com limão e pimenta do reino. Se for usar panelas de barro, aqueça um pouco d'água e esquente a panela antes de colocá-no forno. Isso pode evitar que ela quebre. Agora tem uma diferença dependendo do número de pessoas.

Para poucas pessoas (até umas 5 postas de peixe), corte metade da cebola em rodelas, e metade em pedaços pequenos. O tomate também em rodelas, e o alho em fatias. Na panela, refogue o alho e a cebola em pedacinhos (modo light: com óleo, modo heavy: com dendê). Quando estiver refogado, arrume na panela, nessa ordem:

  • Metade da cebola em rodela;
  • Metade do tomate;
  • As postas de peixe;
  • O resto do tomate e cebola;
  • Jogue o leite de coco e o dendê por cima

O caldo deve cobrir as postas de peixe, e ficar cozinhando até que estejam firmes. Cuidado para não passar do ponto, nem tirar antes. Jogue o coentro mais para o final, para que ele não cozinhe demais. 

Para muitos pessoas, é mais difícil arrumar os ingredientes na panela. O que eu costumo fazer, e essa acho que aprendi com Obede ou Rafa, e bater no liquidificador: a cebola, o alho, o tomate, o dendê, o leite de coco e coentro. Assim, o molho se mistura mais facilmente para grandes quantidades. Mas é sempre bom ainda deixar umas rodelas de cebola e tomate para enfeitar.

O Pirão:

O conceito do pirão é que seja feito justamente do caldo da moqueca. Eu confesso que nunca consegui fazer uma moqueca com tanto molho que fosse suficiente para o pirão sem deixar a moqueca sem nada.

Depois que a cabeça do peixe cozinhar guarde a água, e retire a carne da cabeça (bochecha, pescoço, etc). Cuidado com as espinhas. Nessa água, vale jogar mais um toquinho de dendê e leite de coco. Complete com o que conseguir tirar do caldo da moqueca. Em fogo baixo, jogue a farinha bem devagar, remexendo, remexendo, remexendo, daquele jeitinho. Se ficar muito duro, pergunte: é pirão de faca? Se ficar muito mole, pergunte: é pirão de colher?

A Farofa:

De banana ou só de alho, o importante é o dendê. O modo light é jogar o dendê depois da farofa pronta, e misturar até ela pegar a cor. O modo heavy é fritar a farinha e a banana no dendê.

A rede:

Com muitos fios e com lugar suficiente para acomodar todas e todos convidados, deve ficar a menos de 5m da mesa. De preferência, 1m. Quando não tiver rede, vale sofá. Mas vou dizer que, eu mesmo pessoalmente, gosto é de dormir do chão. Enquanto o povo ainda estiver conversando.

 


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar