Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Empreendimento de Economia Solidária

Colivre Empreendimento de Economia Solidária

Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Retrospectiva Colivre 2017

27 de Dezembro de 2017, 16:42 , por Feed RSS do(a) Colivre - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 42 vezes

Premiobb2

2017 foi um ano de criação e fortalecimento de novas e importantes redes Noosfero além do reconhecimento nacional da Colivre através da participação em mais um prêmio.

A rede internacional Another Roadmap for Arts Education (Outro Roteiro para a Educação Artística, em tradução livre) passou a utilizar o Noosfero como plataforma de articulação e comunicação entre seus núcleos ao redor do mundo. A plataforma utilizada pela rede foi desenvolvida pela Colivre por meio de um serviço prestado à Universidade de Artes de Zurique, na Suiça, e pode ser acessada através do endereço http://another.zhdk.ch/. A Another Roadmap reúne educadores/as e pesquisadores/as em museus, universidades, escolas e projetos culturais e educativos, contando 22 grupos ao redor do mundo com a proposta de trabalhar a educação artística inserida nas relações sociais e políticas, respeitando os contextos locais.

Outra importante rede social implementada pela Colivre com Noosfero foi a plataforma da Rede Nacional de Observatórios do Trabalho, um projeto do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A Rede vem sendo construída desde 2014 para possibilitar o desenvolvimento de atividades e produtos que contribuam para a articulação e aprimoramento metodológico dos Observatórios de Trabalho pelo país, buscando aprimorar a produção de informações voltadas para subsidiar o desenvolvimento de políticas públicas no campo do trabalho. A plataforma, que está em domínio provisório no servidor da Colivre, pode ser acessada através do endereço https://redeot.colivre.net/.

Em abril, a Colivre iniciou desenvolvimento do Erinle, um sistema distribuído, para lembrete sobre remédios e outros avisos médicos via SMS e App próprio. Com cadastro de pacientes, consultas, remédios a serem tomados e horários das doses. A plataforma foi desenvolvida sob demanda para a Universidade Federal da Bahia de Vitória da Conquista, que é executora local do projeto HealthRise, um projeto internacional finananciado pela fundação Medtronic, que visa expandir os cuidados de pacientes com diabetes e hipertensão. O software Erinle foi criado com o objetivo de aumentar a adesão de pacientes diagnosticados com diabetes e hipertensão ao tratamento com medicamentos e  hábitos saudáveis. Inicialmente o sistema será utilizado em uma farmácia da secretaria municipal de saúde de Vitória da Conquista para a fase de testes.

Em junho, a Colivre foi contratada pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) para desenvolver melhorias na rede Noosfero da instituição. A UFBA utiliza o Noosfero em projetos ligados à educação desde 2009 e atualmente tem ambientes Noosfero para projetos da faculdade de Educação e de Ciência da Computação como a Rede de Intercâmbio e Produção Audiovisual (RIPE), o Em Aberto Hackeado e o programa Onda Digital.

Em julho, a Colivre começou a desenvolver um aplicativo móvel para a plataforma de participação social do governo de Minas Gerais. O aplicativo está ligado ao Participa.MG, que utiliza o Noosfero e é mantida por várias secretarias do governo de Minas com o objetivo de facilitar o diálogo entre a sociedade civil e o governo, fortalecento fóruns, conselhos, conferências e centros de referência de direitos humanos no estado. Batizado de Participa Mais, o aplicativo facilitará aparelhos móveis ao Participa.MG e o acesso às funcionalidades do Noosfero como fóruns, blogs de notícias, artigos, comunidades além de permitir a realização de denúncias de violação de direitos humanos no estado e o preenchimento de enquetes e formulários em consultas públicas. O Participa Mais ainda está em fase de testes e tem previsão de lançamento para março de 2018.

Em outubro, a Colivre venceu uma licitação para desenvolver melhorias na plataforma de participação social do governo do Maranhão, o Participa MA. A plataforma, que também utiliza o Noosfero, foi implementada pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular do Maranhão (Sedihpop) para aumentar a participação dos maranhenses nas políticas públicas e tomadas de decisões no governo do Estado. Como contratada, a Colivre irá aprimorar o layout da rede e criar uma ferramenta para realizar processos de votação, enquetes e consultas com aplicativo móvel além de adaptar a plataforma aos padrões de acessibilidade estabelecidos no eMAG – Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico. A plataforma pode ser acessada atavés do endereço http://participa.ma.gov.br/.

No final de novembro, a Colivre participou como finalista da cerimônia do 9ª edição do Prêmio Banco do Brasil de Tecnologia Social. A Colivre foi finalista na categoria Cidades Sustentáveis/Inovação Digital com o projeto Noosfero: plataforma web livre para a criação de redes sociais autônomas. O prêmio, que acontece a cada dois anos, é o principal instrumento de identificação e certificação de tecnologias sociais que compõem o Banco de Tecnologias Sociais – BTS da fundação.  A edição de 2017 também contou com uma categoria internacional para a América Latina e obteve 735 inscrições de tecnologias sociais latino-americanas.


Fonte: http://softwarelivre.org/colivre/blog/retrospectiva-colivre-2017

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar