Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Blog "vida quer viver!"
Tela cheia

Avatar e uma possibilidade de "contato" com a sociedade

6 de Fevereiro de 2010, 22:00 , por Daniel Tygel - 1Um comentário | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 801 vezes

Iniciei este ano (por volta do dia 5 de janeiro) modificando o rodapé do meu e-mail:

Gostou do filme AVATAR? então não financie os mesmos que invadiram Pandora: evite comprar de corporações e grandes empresas e busque alternativas na Economia Solidária, Agroecologia, produção local/artesanal e transporte coletivo/bicicleta!

Tem gente dizendo que estou ganhando uma comissão de Hollywood para fazer propaganda do filme. É uma boa hipótese, mas acho que este filme não precisa mais de propagandas: é considerado o maior recorde de bilheteria da história do cinema.

E foi justamente este fato que me chamou atenção: como pode um filme em que Gaia vence a tecnologia, em que os humanos são representados pela aliança entre exército e uma corporação multinacional, em que humanos são expulsos pelos alienígenas, e em que a beleza está na natureza e toda a tecnologia é vista de forma pesada, cheia de fumaça, barulhos e truculência. Enfim, como pode um filme deste tipo bater um recorde de audiência deste nível?

Todo mundo diz que é por causa dos efeitos especiais em 3D. Tenho minhas dúvidas. Sei de vários filmes que romperam limites trazendo novos efeitos tecnológicos mas não deram tanto boom de audiência, não neste nível. Ou seja, isso explica certamente boa parte do sucesso do filme, mas ainda tenho a esperança de que haja um "algo mais" também.

Mas independentemente das razões do sucesso do filme, o que interessa é que é um filme que será visto por muita muita muita gente (graças à pirataria, viva!), e que contém elementos que abrem portas para um diálogo direto com a sociedade. Esta foi a motivação de meu rodapé de e-mail, para quem estava curioso: aproveitar o fato deste filme ser conhecido e associar os que estavam invadindo pandora com o atual modelo de desenvolvimento de produção e organização da economia. Pode também ser um espaço para promovermos o debate sobre o consumo e incentivar o boicote às grandes empresas nacionais e corporações multinacionais...


Categorias

Comunicação, Consumo ético e solidário, Cultura, Formação

1Um comentário

  • 213e676eeb42e47568b0ff84aedae75e?only path=false&size=50&d=404Sáskya(usuário não autenticado)
    20 de Fevereiro de 2010, 15:28

    Avatar

    Daniel, acho que alguns humanos ainda percebem a importância do SER e não do TER. O filme "retrata" o nosso futuro, se não fizermos algo agora. Imagine uma criança de 7 anos torcendo pela expulsão dos humanos(sua raça) de Pandora, e percebendo a maravilha do sentir!Precisamos evoluir. Adorei a sua mudança.
    Posso copiar? rsrsr


Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

Cancelar