Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Ecocivilização é uma cibercomunidade criada em torno da Proposta Para Ecocivilização.

Veja aqui Todo o conteúdo.

Tela cheia

Liberdade, não libertinagem!

2 de Dezembro de 2016, 18:18 , por Miro - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 142 vezes
Licenciado sob CC (by-sa)

24 de Março de 2015.

 

Liberdade nunca poderia significar libertinagem. Não há como dissociar a ética da vida cotidiana, a não ser para preservar as estruturas sociais desta civilização decadente ou para acelerar sua degradação. Liberdade real só existe quando há conhecimento, discernimento e respeito.


Imagines que alguém, considerando-se livre, resolva publicar textos, charges, vídeos ou áudios nos quais tuas crenças sejam ridicularizadas. Agora imagines que o veículo de comunicação utilizado tem grande circulação. Quantos jovens serão influenciados e quantas pessoas deixarão de investigar tuas crenças, tomadas por preconceitos, resultando em antipatia em massa contra tuas crenças e, como quase sempre, por extensão, antipatia a tu também?


Antes de nos expressarmos, sempre deveríamos pensar:

Devemos dizer algo? O quê dizer? Como dizer? Quais seriam as possíveis consequências imediatas, mediatas, de curto, médio e longo prazo?

 

Demonstrar respeito não é manifestar concordância nem submissão, é uma atitude de proatividade pacifista, resultante de discernimento e empatia.

 

Criticar é fundamental, mas vejas a etimologia da palavra "crisis". Criticar deveria ser realizar uma análise racional e rigorosa sobre um argumento, levando-o até seus limites, de modo a evidenciar suas falhas ou limitações; nada tem a ver com ridicularizar e ofender.

Percebes que quando não há limites, não há liberdade? Isso não é uma contradição. Somos livres apenas para escolher nossos pensamentos, vontades e sentimentos; podemos nos propor metas, mas não está sob nosso poder alcançar essas metas, sempre que elas escapam ao âmbito de nossos pensamentos, percepções, sentimentos e vontade. No mundo, somos todos interdependentes. Não é possível alcançar paz por meio da violência, tanto quanto não poderemos sequer sonhar em sermos respeitados, se não respeitarmos aos outros.

Liberdade pra falar o que se pensa? Depende. Realmente vale a pena o que você pretende falar? Sua fala contribuirá para um mundo melhor? Ou pelo menos é inócua?


Achas que alguém não raciocina direito ou possui crenças irracionais? Então ajude-o, em vez de humilhá-lo.

 

Revisado em 7 de dezembro de 2016.

Licença Creative Commons
O trabalho LIBERDADE, NÃO LIBERTINAGEM! de Miruí Araújo De Sá está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em breve, novidades em Ecocivilização, incluindo novos empreendimentos voltados à autossustentabilidade socioambiental e à aplicação de itens da Proposta Para Ecocivilização.

Para se manter atualizado, inscreva-se no feed RSS ou frequente a página principal: http://cirandas.net/ecocivilizacao

 

 


Categorias

Comunicação, Cultura, Formação, Política, Políticas públicas, Software, cultura e conhecimentos livres
Tags deste artigo: ética axiologia liberdade libertinagem comunicação jornalismo cultura relações públicas humanas empatia compaixão colaboração amor piedade justiça vingança violência atentado massacre assassinato publicidade solidariedade charlie hebdo cooperação

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar