Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

Centro de Formação em Economia Solidária da Região Sudeste

Voltar a Bem [email protected] ao Blog do CFES Sudeste!
Tela cheia Sugerir um artigo

Circular e Convocatória: Cúpula dos Povos na Rio+20

15 de Fevereiro de 2012, 22:00 , por KADIO SERGE ARISTIDE - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 202 vezes

[email protected] representantes no Fórum Brasileiro de Economia Solidária, coletivos estaduais, redes, organizações e gestores públicos de Economia Solidária,

 

Entre 20 e 22 de junho de 2012, no Rio Centro – Barra da Tijuca/RJ, acontecerá a Conferência da ONU, mundialmente conhecida como Rio+20. Este é o evento oficial dos Governos, com o objetivo de estruturar propostas para garantir o compromisso político internacional para o desenvolvimento sustentável.

Os povos de diversas partes do planeta (movimentos sociais, organizações ambientalistas, de defesa dos direitos humanos etc) estarão reunidos em um evento paralelo à Conferência da ONU, chamado de Cúpula dos Povos por Justiça Social e Ambiental contra Mercantilização da Vida e da Natureza, e faremos ecoar a nossa voz.

O Fórum Brasileiro de Economia Solidária participa na construção deste evento paralelo e quer traduzir a perspectiva de práticas econômico-solidárias frente ao capitalismo, confrontando a Economia Verde, querendo dialogar com as diferentes perspectivas das demais redes/movimentos sociais e levar a nossa realidade na construção de um mundo sustentável e solidário.

A Cúpula dos tem por objetivo ser um espaço de fortalecimento no processo de ação das redes e organizações que trabalham na construção deste outro mundo possível, que desenvolvem resistência e que constróem alternativas viáveis (culturalmente, socialmente, economicamente, ambientalmente). Será, portanto, um espaço livre da presença das corporações e configurará: afirmação de lutas, construção de convergências mais amplas, apresentação de denúncias, mobilização para o presente e futuro, visibilidade de práticas em um processo que não pretende ser estanque.

É urgente a necessidade de denunciar as falsas soluções, especialmente aquelas que surgem como “economia esverdeada”. Não podemos nos deixar enganar por uma lógica que continuará promovendo a violência contra pessoas, contra os diferentes territórios, contra as diferentes culturas, contra o meio ambiente, reafirmando a mercantilização de tudo, com a única condição de continuar realizado o acúmulo de Capital, do lucro individual corporativista.

 Economia Verde é o novo sinônimo para desenvolvimento sustentável na perspectiva das grandes empresas e do Capitalismo. Um novo nome para as velhas práticas predatórias da natureza e do trabalho humano. O velho capitalismo agora “pintado” de verde. Portanto, não dialoga com aquilo que entendemos ser pertinente ao estabelecimento do Bem-Viver.

 Em uma lógica contrária à Economia Verde, promovemos práticas econômicas sustentáveis, cooperativas, inclusivas, democráticas, vislumbrando uma outra forma de viver em sociedade e de construir política. Precisamos difundir esta lógica, dialogar com parceiros, pois há quem reconheça nossas práticas como viáveis, mas que não sabem como desenvolvê-las em suas bases. A economia solidária deve ser a Economia dos Povos, é a verdadeira Economia da Sustentabilidade, do presente e do futuro.

 No sentido de aproximar a Cúpula dos Povos de nossas bases e de internalizar a perspectiva dos debates que estamos construindo, enviamos estacircular e convocatória.

 

Convocamos as redes e organizações da Economia Solidária a apresentarem a partir de cada eixo definido na IV Plenária do FBES, o que temos de inovador e transformador, confrontando o Capital e avançando na luta antissistêmica, traçando perspectivas possíveis de respeito mútuo e bem viver. Que nos apontem com práticas, textos e documentos de mobilização por onde devemos caminhar. Queremos sensibilizar o mundo a esta nova economia que promove a sustentabilidade e o desenvolvimento integral dos povos.

 

Seguem algumas informações que podem contribuir na preparação de delegações, na integração dos Fóruns/Coletivos Estaduais/Redes com os Comitês Locais da Cúpula, para organização de eventos interligados à Cúpula, etc. Será importante mobilizarmos as diferentes forças da Economia Solidária, do campo e da cidade, homens e mulheres.

 

Em anexo informações.

 Minuta_de_Circular_e_Convocatória_FBES_Rio__20.pdf

Atenciosamente,

 

Coordenação Executiva

Fórum Brasileiro de Economia Solidária


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar

    FOTO CFES SUDESTE

    Notícias FBES no SE

    redirection forbidden: http://www.fbes.org.br/feed/?UF=3 -> https://www.fbes.org.br/feed/?UF=3