Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto

ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Tela cheia Sugerir um artigo

Blog

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

II EREDS Sudeste

31 de Maio de 2012, 21:00, por Fernando Severo - 0sem comentários ainda
de 13 até 14 de Junho de 2012 http://eredssudeste2012.cefet-rj.br/

Segue a programação do II EREDS Sudeste que será realizado no CEFET/Unidade Descentralizada de Nova Iguaçu, no município de Nova Iguaçu/RJ, entre os dias 14 e 15 de junho de 2012.

A temática central do evento é "Experiências da Baixada Fluminense: contribuições para novas universidades."

O evento tem o intuito de oferecer aos participantes subsídios para que passem a identificar, de forma crítica e reflexiva, questões sociais em pontos que estão associados a uma alternativa ao modelo dominante, seja ele o modo de produção, as ações e projetos acadêmicos, de forma que venham a ter melhores condições de redirecionar sua conduta de maneira construtiva para o desenvolvimento social.



INSCRIÇÕES ABERTAS - EREDS SUDESTE

31 de Maio de 2012, 21:00, por Fernando Severo - 0sem comentários ainda

Queridos Colegas,
Segue em anexo o cartaz de divulgação, assim como a programação completa do evento que estamos organizando chamado II Encontro Regional de Engenharia e Desenvolvimento Social - Experiência da Baixada Fluminenese: contribuições para as novas universidades. O evento está sendo organizado em parceria por estudantes e professores do CEFET/RJ UnED Nova Iguaçu e UFRRJ Campus Nova Iguaçu. 
A nossa motivação é resgatar os atores sociais que participaram e participam da luta pelo desenvolvimento social da Baixada Fluminense. Acreditamos que as novas universidades da Baixada precisam reconhecer a nossa história e a correlação de forças, para pensarmos as possibilidades de engajamento e ser parte de um processo de transformação social. Para isso, na primeira mesa convidamos o MST, para lembrar a luta da reforma agrária da baixada, o movimento de economia solidária, pelas práticas do trabalho associado e autogestionário das organizações produtivas da baixada, a diocese, para lembrar a luta contra a repressão, e resgatarmos o papel do MAB - Movimentos dos Amigos do Bairro.

Na segunda mesa do encontro faremos um debate sobre os modelos de desenvolvimento que queremos para a baixada. Para isso, traremos o caso concreto do arco metropolitano em construção. Como as grandes obras, entendidas como o estado puxando o novo modelo de desenvolvimento brasileiro, se mostram no caso do arcometropolitano? São espaços que favorecem o fluxo de mercadorias e geram melhores condições de vida para a população de forma geral? Nessa mesa convidamos um palestrante para defender a proposta e um para criticar e esperamos um debate rico de ideias.

Na última mesa, teremos um debate sobre as perspectivas de formação e atuação voltados para outros modelos organizacionais e tecnologias sociais. Para abrir essa mesa será relembrada a experiência da escola de trabalhadores - CADTS - da baixada, que representava o encontro dos movimentos sociais do campo e da cidade: o encontro de metalúrgicos com agricultores. A escola nos traz ensinamentos do ponto de vista pedagógico, tático e estratégico. Além desse caso, que será apresentado pelo Xico Lara da Capina, teremos o professor de Administração da UFPR José Henrique de Farias, para discutir a Autogestão, e teremos o professor Emanuel da UFF que vem discutindo outras formas de atuação do engenheiro.

Para o sucesso do encontro convocamos todos os estudantes, professores e organizações de trabalhadores do Sudeste. A luta da baixada fluminense pode trazer ensinamentos para outras regiões e se fortalecer a partir das experiências de outras lutas. O encontro é gratuito, basta trazer um quilo de alimentos.


Para mais informações acesso o site: http://eredssudeste2012.cefet-rj.br/

Nos vemos em breve.

Um grande abraço,

Vicente Nepomuceno
Professor do CEFET/RJ UnED Nova Iguaçu
Chefe do Departamento de Engenharia de Produção de Nova Iguaçu



AS MULHERES RUMO AO RIO+20

9 de Maio de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

AS MULHERES NA RIO+20

 

 

Ontem o encontro aconteceu no Centro de Arte Calouste Gulbenkian., Praça Onze, reuniram centenas mulheres na mobilização rumo a Cúpula dos Povos, a dinâmica de grupo uma “ARVORE DA SUSTENTABILIDADE”  onde todas colocava as folhas nos galhos com o que entende em relação a sustentabilidade., porém ela ficou linda com tantas folhas.

A programação do encontro  discutimos a crise global como viver atualmente o mundo,  a conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento , Mudanças Climáticas, a Mercantilização da Natureza, o Racismo Ambiental, Sustentabilidade política, ambiental, cultural , social e econômica entre outros tema s de importância para o planeta. Onde nós mulheres  queremos está presentes debatendo o impactos destes temas: Trabalhamos com cinco grupos, temas propostos par as Plenárias de Conferência da Cúpula dos Povos.

Grupo I: “DIREITO E JUSTIÇA SOCIAL E AMBIENTAL”-direito das Mulheres, Direitos Sexuais e Reprodutivos, Racismo ambiental, Violências (feminicidios) e injustiças nos territórios(nosso corpo, nosso território), impactos da mudanças climáticas e desastre naturais, lutas por moradia, lutas de resistências nas comunidades.

Grupo II “MODEL O DE DESENVOLVIMENTO E ENERGIA”.-resistências às barragens(Belo Monte), aos megaprojetos, agronegócio, mecanismos de mercados....modelo exportador de matérias primas e promotor de desigualdades. Uso não sustentado da energia elétrica. Megaprojetos-porto de Sepetiba, Porto Maravilha  etc. O usa da energia nuclear e construção de novas usinas( Angra)

Grupo III “DEESA DOS BENS COMUNS E CONTRA A MERCANTILIZAÇAÕ DA NATUREZA”.- Lutas em defesa da água, das florestas, das culturas tradicionais, da internet e do software livre, dos bens intangíveis etc, proteção , acesso e uso  democrático dos bens comuns, contra a mercatilização  dos cuidados da vida-especilmente da saúde.

 

Grupo IV”SOBERANIS ALIMENTAR E ACESSO À TERRA”-As lutas contra o agronegócio, concentração da terra, transgênicos, os agrotóxicos. As respostas das mulheres desde a Agricultura Familiar, Camponesas e Comunitária, Agro ecologia e a Reforma Agrária.

Grupo V”TRAALHO: POR UMA  OUTRA ECONOMIA E NOVOS PARAGIGMAS DE SOCIEDADE”- Trabalho produtivo e reprodutivo, desigualdades e discriminações,  respostas desde a Economia solidária, Economia do Cuidado e os Direitos das Trabalhadoras. Neste grupo participou a Elza, Daniele. Luiza, Josenete(NETE), falamos da lei 865, da recardação de assinaturas, consumo  consciente, produtoras, agricultura familiar, maioria são mulheres. Foi o grupo com mais participação de mulheres. Temos que mobilizar mais mulheres do nosso fórum para irmos as discussões por  ser interesses  de [email protected]

Foi passado dois projeção do vídeos “PLANETA FÊMEA”uma como aconteceu a ECO 92,  com a militâncias e os Chefe de Estados menos –Estados Unidos. Rodada de experiências sobre  a ECO92-

A Cúpula dos Povos  no dia 18 de junho às 12 hs – nós mulheres estaremos tomando toda cúpula e faremos uma grande mobilização com tenda e passeata .

A  Economia Solidária vamos tomar as ruas do Rio de Janeiro.

Vamos Fazer tudo aquilo que sabemos, montar a manda la, Ciranda, faixas grandes para tomar toda rua, pirulitos com dizeres que diz respeito ao movimentos (lei , Conselho, um  Ministério Ecosol). Vamos nos preparar para esse grande dia. Só assim a Economia Solidária mostrará que faz a diferença da Economia Verde.

 

 

Luiza-(Arte em Reciclaem)



EREDS 2012 - Chamada para exposição de experiência de projetos ou grupos.

29 de Março de 2012, 21:00, por Fernando Severo - 0sem comentários ainda

Olá professores e alunos, extensionistas e pesquisadores, é com grande prazer que a Comissão Organizadora realizará o 2º. EREDS/SE - Encontro Regional de Engenharia e Desenvolvimento Social do Sudeste, 2º.  EREDS/NE - Encontro Regional de Engenharia e Desenvolvimento Social do Nordeste e o 1º.  EREDS/N - Encontro Regional de Engenharia e Desenvolvimento Social do Norte - divulga sua chamada para exposição de experiências de projetos ou grupos nestes três encontros.

Você acredita no potencial da extensão e da pesquisa e em todas as suas formas de aprendizado? Os EREDSs regionais propõem um momento de reflexão, discussão e acima de tudo, multiplicação de conhecimentos e vivências.

Para saber mais: acesse o site www.eneds.ct.ufrn.br e inscreva o resumo de seu trabalho no circuito de experiências até 22 de abril.


abraços,

Comissão Científica ENEDS/EREDS
[email protected]
www.eneds.ct.ufrn.br



APRENDENDO DE COOPERATIVAS NA CRISE GLOBAL

27 de Dezembro de 2011, 22:00, por Fernando Severo - 0sem comentários ainda

Queridas e queridos

Esta resenha é de um livro que oferece uma nova análise das crises internacionais que o capitalismo globalizado e financeirizado nos brinda neste começo do século XXI e insere neste cenário o papel do cooperativismo/economia solidária. Eu acho uma obra magnífica e por isso não me contive e fiz uma resenha longa, que de certa forma resume o livro. O livro mesmo só está disponível em inglês.

Boas festas

Paul Singer

RESENHA_DO_LIVRO_DE_CLAUDIA_SANCHEZ_BAJO_E_BRUNO_RO(...).doc

 

Enviado por Sandra Rufino



Fábricas e Organizações Recuperadas por Trabalhadores no Brasil

18 de Dezembro de 2011, 22:00, por Flávio Chedid - 22 comentários

Amigos enedianos,
Inicio nesse espaço relato sobre o projeto de pesquisa que estamos intitulando de Fábricas e Organizações Recuperadas por Trabalhadores (FORT). O Coletivo FORT é composto por nove diferentes universidades (UNICAMP, UFRJ, USP, UFOP, UFVJM, UFPB, UFRN, UFSC, CEFET de Nova Iguaçu). Com essa poderosa equipe nos propomos a conhecer presencialmente todas as fábricas em funcionamento no Brasil que possuem uma gênese em comum: a recuperação de empresas que entraram em falência, encerraram suas atividades ou deixaram de cumprir direitos trabalhistas.
O projeto se iniciou em 2011 e até agora fizemos as seguintes etapas:
- estruturamos a equipe insterinstitucional com três reuniões presenciais e outras muitas pela internet. Em uma delas contamos com a presença de um pesquisador argentino experiente nessa temática e das entidades de representação das Fábricas Recuperadas: ANTEAG e UNISOL.
- Pré-mapeamos as fábricas recuperadas existentes a partir de uma busca em diversos artigos acadêmicos e bancos de dados e filtramos em 263 possíveis fábricas, 65 em funcionamento por meio de informantes-chave e ligações.
- elaboramos um instrumento de pesquisa com 109 questões aborando temas interessantes para as diversas áreas que compõem o projeto: administração de produção, sociologia, economia, segurança do trabalho.
- realizamos 4 entrevistas pilotos para testes e mudanças no questionário
- realizamos outras 11 visitas já com a versão final do questionário.
Pretendemos até o final de março, visitar e aplicar o questionário nas 65 fábricas. E finalizar essa etapa de campo com uma reunião de toda a equipe em São Paulo.
Até agora fomos muito bem recebidos em todas as organizações. Na última semana, Taufic, Vanessa e eu estivemos em 5 fábricas diferentes no estado de São Paulo. Thiaguinho, Vicente, Fernanda e eu também já fizemos uma bela viagem pelo Estado de Santa Catarina, onde conhecemos 3 ricas experiências, com apoio de uma pesquisadora local chamada Alejandra. A brava equipe de Minas, que é composta pela Sandra, Fernanda e muitos bolsistas (desculpem não listar todos, fiquei com medo de esquecer alguém, já que ainda não pude ter o prazer de conhecer a todos) já visitaram duas fábricas no Estado de Minas. Vinny e eu conhecemos a interessante história de uma escola recuperada no Rio de Janeiro. Taufic e Maíra visitaram a fábrica COPROMEM na cidade de Mococa do Estado de São Paulo.
São experiências distintas, com conquistas importantes, mas também contradições, como não poderia deixar de ser dado o sistema em que estão inseridas. Nosso principal desafio nesse momento é o de não tentarmos cumprir um papel de juiz das experiências e conseguir enxergar nessas lutas elementos que nos façam quebrar paradigmas que interessam apenas aos detentores de capital.
Vinny e Fernandinha terão uma longa missão a partir de amanhã. Visitar uma fábrica em Porto Xavier, no Rio Grande do Sul, que fica a 11 horas de Porto Alegre.
Será um grande prazer compartilhar essa experiência com vocês.



Espanistão, uma aula sobre desenvolvimento INSUSTENTÁVEL

12 de Dezembro de 2011, 22:00, por Fernando Severo - 0sem comentários ainda

O vídeo a seguir fala sobre questões de exploração da terra (especulação imobiliária), crescimento baseado em especulação financeira, crescimento produzindo destruição da natureza e destruição social.

Mostra o que aconteceu na Espanha na última década, cenário muito semelhante que estamos começando a viver no Brasil atualmente: especulação imobiliária abusiva, baseado nos grandes empreendimentos que desenvolverão nosso país (Copa do Mundo, Olimpíadas, Belo Monte, etc).

Será que iremos para o mesmo buraco ou conseguiremos ao menos diminuir os efeitos desse "desenvolvimento"?

 

 

por Aleix Saló



APAC

19 de Setembro de 2011, 21:00, por GUSTAVO DOS SANTOS NUNES LIMA - 0sem comentários ainda

cooperativa de cooperativas que atuam nas áreas de metalurgia, agricultura orgânica e artesanato. para saber mais sobre essa proposta visite: http://apac-cidade-campo.blogspot.com/



Produção de sabão UFVJM

19 de Setembro de 2011, 21:00, por Lívia de Oliveira Sá - 0sem comentários ainda

Uma experiencia valida e objetiva, ideias simples que podem  fazer a diferença. Ajuda na troca de informação com outros grupos do CIRANDAS.



8º ENEDS

19 de Setembro de 2011, 21:00, por Ivy Magalhães - 1Um comentário

O 8º ENEDS que está ocorrendo em Ouro Preto está incrível! Mesas com temáticas diversas que pautam engenharia e desenvolvimento social e a participação de estudantes e profissionais de várias áreas e de todos os lugares do Brasil promovem um diálogo amplo e enriquecedor. Para os membros do Núcleo de Estudos em Tecnologias Sociais - NETS, está sendo emocionante participar mais uma vez do evento que influenciou a formação do núcleo. Vida longa ao ENEDS!!! O NETS apoia essa jornada.



meu 8ºeneds 2011

19 de Setembro de 2011, 21:00, por GUSTAVO DOS SANTOS NUNES LIMA - 0sem comentários ainda

Sensos urbanos hoje pela manhã foi muito maneiro e enriquecedor. o Evento está de parabéns por todas as mesas, circuitos de artigos e oficinas.



ENEDS como formação complementar

19 de Setembro de 2011, 21:00, por camila - 0sem comentários ainda

Estou participando pela primeira vez do ENEDS e o evento está acrescentando muito em minha formação, já que participo do PET Conexão de Saberes (UFOP/ICSA) e trabalhamos com economia solidária. As palestras e o minicurso do qual participei foram interessantes e me proporcionaram conhecimentos extras que me serão muito oportunos.



Saudações

19 de Setembro de 2011, 21:00, por Wagner Muniz - 0sem comentários ainda

O ENEDS Ouro Preto, está bombando.

Abração do Wagnão a todos os participantes.



ENEDS 2011

19 de Setembro de 2011, 21:00, por GUSTAVO DOS SANTOS NUNES LIMA - 0sem comentários ainda

Sensos urbanos hoje pela manhã foi muito maneiro e enriquecedor. o Evento está de parabéns por todas as mesas, circuitos de artigos e oficinas.



ENEDS

19 de Setembro de 2011, 21:00, por Antonio Claudio - 1Um comentário

 

  Outro Mundo é Possivel!!!!

A participação no ENEDS proporciona uma nova visão.Amplia a visão de consciência coletiva. 



Categorias

Nacional, Educação e formação, Pesquisa e tecnologia

ENEDS

Brazil

2 integrantes