Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Blog

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | 1 pessoa seguindo este artigo.

Ata do 4' encontro do coletivo (06/05/08)

7 de Maio de 2008, 21:00, por Hugo Scabello de Mello - 1Um comentário

Salves a [email protected],
 
Antes de ontem aconteceu o quarto encontro do coletivo neste ano. Estiveram presentes eu, Nadine, Leandro, Mariah, Angélica, Beto, Ligia, Fernanda, Hugo, César, Guillermo, Denizart, Raquel, Omar, Adriano e Vanessa.
 
Abaixo, segue a ata de nosso quarto encontro,
Alguns informes e encaminhamentos,
  • Foi apresentado o balanço das movimentações de grana do coletivo, que vai em anexo, já em versão final depois das alterações feitas no dia do encontro. Qq dúvida, nos colocamos a disposição para esclarecimentos.
  • A gestão receberá as listas com preços e produtos de novos grupos, e neste mês junto com a lista de secos circulará uma lista com outros produtos, para experimentarmos outras compras conjuntas. Fé e César, estamos no aguardo das listas de mel, própolis e produtos de limpeza. 
  • Sobre as recepção de novos, Hugo se apresentou para sintetizar uma carta de acordos a partir das atas do coletivo, para realizar uma primeira parte deste trabalho.
  • Mais uma vez não conversamos sobre a carta de princípios. Em anexo, circula um primeiro esboço para servir de ponto de partida para a construção da nossa. Na minha opinião, é ponto fundamental para nosso próximo encontro.
 
Atenção as deliberações deste mês:
  • Sobre a compra mensal de secos, percebemos a diferença recorrente entre o valor que resulta da planilha e o valor real da compra, que vem com os recibos de todas as cestas. Isso acontece pela variação de preços entre as três semanas que separam a divulgação da lista e a entrega da cesta. Percebemos também que o desconto de 6% dado ao coletivo pelo lojista cobre o valor dos pedidos. Sendo assim, deliberamos que o coletivo ressarcirá àqueles cujo valor real da compra foi menor que o valor da planilha.
  • Portanto, neste mês, a Vera Soares, tem crédito de 10,50$ com o coletivo.
  • Deliberamos que a partir deste mês compraremos a cesta de folhas através da distribuidora Sementes de Paz, conforme apresentação e formulação da proposta de articulação com outros grupos de compra coletiva em formação, discutida no encontro do meio do mês e neste quarto encontro.
Sobre as principais mudanças e também às permanências:
  • A cesta de folhas será composta da mesma forma, contendo três variedades de folhas, e custará 5$, sendo 3$(60%) destinados aos produtores e 2$(40%) destinados a distribuidora, que cobre os custos e impostos(10%) da operação e remunera o grupo de trabalho envolvido na tarefa.
  • Existe também a possibilidade do associado receber a cesta semanal de feira, que contém as três variedades de folhas, de 3 a 4 variedades de raízes (como o inhame, a mandioca e a beterraba), frutos (como o tomate e a abobrinha) ou flores (como o brócolis e a couve-flor), e 3 a 4 variedades de frutas. Esta cesta custa 20$ e segue a mesma distribuição dos recursos da cesta de folhas, ou seja, 60% ao produtor (12$) e 40% a distribuidora(8$).
  • Assim, no caso da cesta de folhas, o [email protected] contribui com os mesmos 28$, sendo destinados 20$ as cestas, 5$ a gestão, que agora não realiza mais os serviços de entegas, e 3$ ao fundo coletivo. No caso das feiras, o [email protected] contribui com 88$, sendo 80$ destinados as cestas e os restantes 8$ conforme indicado acima.
  • A distribuidora Sementes de Paz é associada a duas principais associações de produtores de alimentos, a Aprove – Associação de Produtores Orgânicos de Verava, e o Sintravale, Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Vale do Ribeira, que serão os fornecedores de alimentos a cooperativa. 
  • A partir da próxima semana, as entregas serão as quartas-feiras, da mesma maneira de sempre.
 
Atenção ao calendário deste mês:
  • Os pagamentos mensais serão recebidos até a próxima segunda, 12 de maio no envelope na itcp-usp ou até a sexta, 10 de maio, por depósito na conta corrente 01-002707-2, ag 0969-5, banco nossa caixa, que é a minha.
  • As entregas serão dias, 14, 21, 28 de maio e 4 de junho, quartas-feiras.
  • A lista de secos será divulgada dia 13 de maio. Os pedidos serão recebidos até 27 de maio e os pagamentos até 2 de junho, sendo a cesta de secos entregue dia 3 de junho.
  • Nosso encontro do próximo mês será terça-feira, dia 3 de junho, as 18hs, na itcp-usp 
Sugestões, acréscimos, dúvidas.... são bem-vindos.
É isso aí, vamos caminhando.
Valeu a presença de todos no encontro.
Aquele abraço a vcs, ricardo brisa.



Carta de princípios

5 de Maio de 2008, 21:00, por Hugo Scabello de Mello - 22 comentários

Primeira Carta de Princípios – Núcleos de Cooperativismo de Consumo

 
  1. Adesão e Saída Livres.

    A adesão a uma sociedade cooperativa, assim como sua saída, são livres e devem estar ao alcance de todos os dispostos as responsabilidades inerentes a sua associação, sem nenhuma restrição ou discriminação social, política, econômica, racial ou religiosa. 

  1. Uma Voz, um Voto.

    Por ser uma associação de pessoas e não de capital, o processo de tomada de decisões dentro da sociedade cooperativa é democrático e assim sendo, cada associado tem um voto, independente do valor do capital que ele tenha investido na cooperativa ou do volume de suas operações com ela.

  1. A Associação entre Produtores e Consumidores.

    Quanto aos objetivos da associação, aos consumidores:

  •  
    • Cria o hábito de organização e economia nos gastos, em conseqüência da compra conjunta.
    • Atua como instrumento de garantia quanto à qualidade dos produtos comercializados e quanto a possíveis abusos por parte dos provedores convencionais.
    • Apresenta-se como alternativa às práticas de consumo generalizadas, não criteriosas e pactuantes com o atual modelo econômico.

    Quanto aos objetivos da associação, aos produtores:

  •  
    • Oferece possibilidades relacionadas ao planejamento do trabalho, relacionado à previsão de custos e ganhos.
    • Atua como instrumento de valorização do trabalho do produtor em detrimento a atuação de intermediários na comercialização.
    • Apresenta-se como alternativa a simples competição econômica entre produtores dentro das convenções da economia de mercado constituída.
 
  1. O consumo de Produtos Puros.

    A sociedade cooperativa reserva-se a comercialização de produtos puros, não adulterados, que estejam em acordo aos critérios que pautam os princípios vinculados a Economia Solidária e a Agroecologia. 

  1. A Equidade e a Distribuição das Sobras.

    Sendo o objetivo da sociedade cooperativa a prestação de serviços a seus associados, utilizando o capital como fator de produção arrendado, cabe a cada associado o contratado com a sociedade cooperativa e as sobras operacionais pertencem ao conjunto dos associados e podem ser destinadas a:

  •  
    • Investimentos para o desenvolvimento da sociedade cooperativa.
    • Pagamento de serviços comuns aos seus associados.
    • Distribuição a seus associados em proporção às suas operações com a sociedade cooperativa.
 
  1. O apoio ao desenvolvimento da Educação para a Cooperação.

    Assim como a democracia política exige a educação política, a democracia econômica exige a educação econômica de seus participantes como produtores e consumidores responsáveis, levando-se em consideração tanto a dimensão social quanto a ecológica envolvida em suas atividades econômicas. 

  1. O apoio para o desenvolvimento da Cooperação entre Cooperativas.

    Reconhecendo a prática da cooperação econômica e da associação entre consumidores e produtores como parte de uma proposta alternativa ao atual modelo de produção, comercialização e consumo, cabe a sociedade cooperativa o incetivo e a construção de parcerias com iniciativas semelhantes e/ou complementares.



Ata do 1’ encontro do coletivo

5 de Maio de 2008, 21:00, por Hugo Scabello de Mello - 0sem comentários ainda

Salves a [email protected],
 
Conforme combinado em nosso primeiro encontro, tento abaixo apresentar as resoluções tomadas pelo coletivo,
 
Quanto ao objetivo imediato,
·        Neste primeiro momento, a cooperativa tem como objetivo oferecer dois serviços aos seus associados, que são: uma cesta de secos mensais, em parceria com a loja cerealista santa filomena, e uma cesta de folhas semanal, totalizando quatro no mês, em parceria com pequenos produtores de são bernardo do campo.
 
Quanto a contabilidade,
·        Segundo as contas feitas no encontro, para a necessária viabilidade econômica da iniciativa, teríamos o seguinte quadro, pensando um mínimo de 30 associados,
·        Um valor de custo fixo de $15 mensais, relativos a remuneração de dois gestores, trabalhando 5h/semana a $5,5 a h/trabalho, ao transporte semanal da cesta de folhas, que soma $180 (4x$45), e a um pequeno fundo de reserva do coletivo de $1,5 de cada associado;
 
ops... neste ponto acho que fizemos uma pequena confusão, colocando o custo fixo de transporte das folhas dentro do custo de gestão... vemos isso no próximo encontro...
 
·        Quanto à cesta de secos, os associados encaminhariam o pedido aos gestores segundo uma lista de produtos e preços, conforme um primeiro levantamento que segue em anexo, combinado um mínimo de $25, para alcançarmos o volume necessário a entrega das cestas,
·        Quanto à cesta de folhas, ela custaria $12, relativos a compra de quatro cestas com 3 ou 4 qualidades de folhas, conforme a produção e o planejamento com os produtores associados.   
·        Sendo assim, teríamos um seguinte formato: $15 como um custo comum aos associados, ao que se somariam $25 aos que realizarem a compra conjunta de secos, e $12 aos que realizarem a compra conjunta de folhas, num valor de $52, aos que realizarem as duas compras conjuntas.
 
Quanto aos documentos,
  • Combinamos que o termo de adesão será formado pelas manifestações de interesse públicas através do grupo de correio eletrônico,
  • Combinamos que o próximo encontro será dedicado à discussão de uma carta de princípios do coletivo. Em anexo segue uma primeira idéia...
  • Combinamos tb em utilizar-nos de recibos simples para registro das movimentações de dinheiro do coletivo.
 
Quanto ao cronograma,
  • escolhemos o dia de terça-feira para entregas e encontros do coletivo,
  • acordamos sobre um encontro mensal que seria nas segundas terças-feiras de cada mês, começando pelo nosso próximo encontro, dia 11 de março, as 18h, na itcp-usp.
ops...uma dificuldade: o rodízio da combi é as terças...
 
Quanto ao fundo de reserva,
  • acordamos em comprar as caixas necessárias ao transporte semanal das folhas.
 
acréscimos, dúvidas, problemas e sugestões são bem-vindos,
 
aproveitando o espaço manifesto minha adesão ao coletivo,
“essa coisa de autogestão é o que mesmo?? para investir em outro tipo de relação econômica?? entendi...entendi...” é isso aí, estamos juntos.
 
valeu a todos os presentes e antenados na iniciativa,
aquele abraço a vcs, ricardo brisa.



Ata do 2’ encontro do coletivo

5 de Maio de 2008, 21:00, por Hugo Scabello de Mello - 0sem comentários ainda

Salves a [email protected],
 
Ontem aconteceu o segundo encontro do coletivo neste ano. Estiveram presentes eu, Dú, Lívia, Omar, Bruno, Cristina, Nadine, Vanessa, Leandro e Adriano.
 
Vai aí a ata de nosso segundo encontro,
 
Alguns informes,
 
  • Ao todo, foram 12 as manifestações de adesão ao coletivo, conforme o termo coletivo que vai em anexo. Se por acaso alguém manifestou-se e não está no termo, por favor avise-nos.
  • Do fundo do coletivo, gastamos 100$ comprando dez caixas para o transporte das folhas e 13$ comprando um livro-ata e um talão de recibos, conforme acordado no primeiro encontro.
 
As deliberações,
 
  • Fechamos uma proposta de custos retirando o custo fixo de transporte das folhas do custo de gestão do coletivo, garantindo assim que cada associado pague somente o contratado com o coletivo. Assim, temos a seguinte conta, pensando um mínimo de 30 associados,
  • 10$, sendo o custo de gestão, sendo 2$ são destinados ao fundo comum, e 8$ a gestão.
  • 18$, é o custo de quatro cestas de folhas semanais, sendo 3$ o custo das folhas e 1,5$ o custo do transporte.
  • 25$, é o valor mínimo da compra de “secos”, na zona cerealista, conforme a lista, que tb vai em anexo.
  •  Definimos eu e cejota como os primeiros gestores do coletivo. Correios eletrônicos endereçados a gestão devem ser enviados à [email protected].
  •  Quanto aos pagamentos, decidimos recolher esta semana os valores relativos a gestão e a 4 cestas de folhas, entregues nos dias 18 e 25 de março e 1 e 8 de abril, somando então 28$.
  • Estes pagamentos podem ser feitos pessoalmente, na itcp, no envelope fixado no quadro de avisos na sala da secretaria, ou por meio de um depósito na seguinte conta: banco nossa caixa, ag. 0969-5, cc. 01-002707-2, que é a minha. Por favor, enviem um correio à gestão confirmando pagamento, para facilitar a identificação. 
É isso aí... sugestões, dúvidas, acréscimos, são bem-vindos.
 
Seguindo o acordo de nos reunirmos toda segunda terça-feira do mês, nosso próximo encontro será dia 8 de abril, no mesmo horário e local.
Reservem a agenda... a presença de todos é importante...
 
Um abraço a vcs, ricardo brisa.



Ata do 3’ encontro do coletivo

5 de Maio de 2008, 21:00, por Hugo Scabello de Mello - 0sem comentários ainda

Salves a [email protected],
 
Ontem aconteceu o terceiro encontro do coletivo neste ano. Estiveram presentes eu, Werner, Babi, Adriano, Edu, André, Hugo, Nadine, Joyce, John, Edimar, Omar, e como convidados, Olinda, Victor e Renatinha, que fazem parte da Cooperativa do Verde, sediada na Fundação Santo André.   
 
Vai aí a ata de nosso terceiro encontro,
 
Alguns informes,
  • Foi distribuído o primeiro informativo do coletivo, divulgado pelo correio eletrônico dias atrás. As cópias tiveram um custo de 22$, pago pelo fundo coletivo.
  • Foi apresentado o balanço das movimentações de grana do coletivo, que vai em anexo. Qq dúvida, nos colocamos a disposição para esclarecimentos.
  • Apresentei o projeto Brasil Local e o trabalho que realizo como agente de desenvolvimento no tema comercialização e consumo, pedindo autorização do coletivo para realizar o diagnóstico do grupo conforme formulário do projeto. Hugo manifestou-se para ajudar na tarefa. Interessados são bem-vindos e devem manifestar-se.
 
Atenção ao cronograma e as deliberações deste mês:
  • Os pagamentos das cestas de folhas e da gestão, ou seja, os 28$, serão recolhidos até a próxima segunda, 14 de abril. As entregas de folhas deste mês serão dias 15, 22, 29 de abril e 6 de maio. A compra de secos será realizada dia 6 de maio, e os pedidos serão recebidos entre 22 e 29 de abril, depois de apresentada a lista atualizada de preços e produtos, no dia 15. 
  • Estes pagamentos podem ser feitos pessoalmente, na itcp, no envelope dentro do livro-ata do coletivo na sala da secretaria, até segunda, 14 de abril, ou por meio de um depósito na seguinte conta: banco nossa caixa, ag. 0969-5, cc. 01-002707-2, que é a minha, até sexta, 11 de abril. Por favor, enviem um correio à gestão, [email protected], confirmando pagamento, para facilitar a identificação.
  • Edu apresentou a proposta de compra de cereais, frutas, legumes e folhas orgânicas através do empreendimento Sementes de Paz. Depois de uma conversa sobre o assunto, decidimos nos encontrar um dia para estudarmos a proposta, juntamente com uma conversa sobre a carta de princípios do coletivo, que não foi discutida. Edu veiculará uma tabela com os dias 22, 23 e 24 de abril, sondando a melhor data para a reunião dos associados.
  • Quanto as entregas de folhas: sendo terça o dia da entrega, associados que só podem buscar a cesta de folhas na quarta devem avisar na itcp-usp, pois as folhas serão guardadas num isopor que o coletivo ira comprar para armazená-las devidamente. Cestas não retiradas até o fim do expediente de trabalho na quarta serão consumidas/doadas/distribuídas.
  • Possíveis interessados em realizar o trabalho de gestão do coletivo devem manifestar-se, visando o rodízio da dupla de gestores. Ontem, eu e Jota fizemos a retirada dos 74$ destinados a cada um dos gestores neste mês.
  • Acordamos em estudar compras coletivas de banana, do vale do ribeira e de mel, de parelheiros. Eu e Ed enviaremos informações sobre os procedimentos.
 
Peço aos presentes no encontro que complementem esta ata.
Estamos à disposição para esclarecimentos.
Seguindo o acordo de nos reunirmos uma vez no mês, nossa próxima assembléia será dia 6 de maio, no mesmo horário e local.
 
Aquele abraço a vcs, ricardo brisa.



ComerAtivaMente

São Paulo - São Paulo - Brazil

Posts do blog