Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Blog
Tela cheia

A sociedade civil mundial avança: boa notícia para o mundo

7 de Setembro de 2014, 10:38 , por Débora Nunes - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 542 vezes

O novo milênio trouxe boas notícias com a articulação cada vez mais consistente de movimentos cidadãos em escala internacional. A primeira notícia alvissareira foi a organização do Fórum Social Mundial em Porto Alegre em 2001, com o slogan Outro mundo é possível. Desde aí o FSM só vem crescendo e articulando movimentos sociais em escala planetária, renovando um importante impulsionador da história humana que é a união dos que desejam mudanças. As conferências governamentais, particularmente sobre o clima, como a Rio+20, têm sido outro momento formidável de mobilização mundial.  Em 2012, no Rio de Janeiro, cerca de 300 mil pessoas mostraram alternativas para outro desenvolvimento do mundo, mais justo, sustentável e solidário.

Uma das redes internacionais presentes neste evento, a rede Diálogos em humanidade, tem presença destacada aqui em Salvador e está instalada em quatro continentes, se propondo a ser um “fórum global sobre a questão humana”. O evento baiano da rede é o Brechó Eco-solidário, que trabalha com troca de bens usados e moeda social e é inteiramente construído de maneira autogestionária, por voluntários/as. Os demais eventos da rede Diálogos em humanidade também trazem exemplos de “práticas do futuro emergente” para a construção de um mundo melhor.

Nos eventos  da rede Diálogos ocorrem rodas de discussão entre cidadãos comuns que focam os desafios da humanidade para além das discussões sobre o papel das classes sociais, dos governos, dos espaços geográficos. Pergunta-se nestes diálogos: o que em nós humanos constrói os resultados concretos que vemos no mundo em termos sociais, econômicos e políticos? Como os sentimentos genuinamente humanos – o medo e o amor, a raiva e a compaixão, o egoísmo e a generosidade, entre outros – conformam o estar no mundo da humanidade? Quando esta dimensão dos problemas humanos é tratada, fica mais fácil entender a máxima de Gandhi: “nós precisamos ser a mudança que queremos ver” e fica mais fácil engajar-se com profundidade. 


Tags deste artigo: engajamento fórum social mundial sociedade civil mundial diálogos em humanidade

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar