Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Blog
Tela cheia

Um pouco da sabedoria do Yoga

24 de Agosto de 2014, 7:29 , por Débora Nunes - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 916 vezes

É comum pensar no Yoga como uma ginástica vinda da Índia, na qual as pessoas executam, ao som de música suave, belos exercícios de alongamento que ajudam a manter o corpo em forma, com equilíbrio e flexibilidade. Tudo isso é verdade, mas é a ponta do iceberg do universo do Yoga, que é também uma forma de exercício espiritual e uma via de cura, imersas numa concepção de mundo na qual tudo é um. Corpo e emoções, mente e alma estão completamente interligados e podem ser curados de desarmonias pela via do Yoga, que inclui a plena absorção da energia vital, o “prana”, através de práticas respiratórias.

Surgida na Índia há cerca de cinco mil anos, a prática tem uma dimensão devocional que inclui cânticos (mantras) e posturas meditativas que facilitam o contato com o divino. Como a palavra Yoga significa “união” e sua prática se propõe ser um caminho para a “iluminação”, pode-se destacar sua vocação para ser um caminho de autoconsciência. Iluminação sendo entendida aqui como a união entre a pessoa e o divino em si, a autenticidade na aceitação de seus talentos e suas sombras, do destino do Universo e do seu próprio.  A prática do Yoga é um caminho de busca da alegria de viver, que, no dizer de Gandhi, é encontrada quando existe coerência entre o que se faz, o que se pensa e o que sente. Integração.

Na prática do Yoga é-se convidado a uma concentração profunda da mente no funcionamento do corpo. Ao realizar uma postura tradicional, chamada “ásana”, em ritmo respiratório definido, por exemplo, inspirar ao subir, expirar ao descer, a mente é chamada a concentrar-se em algo que se está realizando no momento, o que a libera de quaisquer outras preocupações. Esta concentração meditativa é uma das portas que o Yoga abre para a união entre corpo, mente e espírito. Sem esta união não há possibilidade de um aprofundamento da consciência, nem de saúde perfeita. A relação do Yoga com a medicina ayurvédica indiana é assim, profunda.

Os ásanas e os exercícios respiratórios do Yoga acionam os centros de energia do corpo segundo a medicina ayurvédica, chamados de “chacras”, e ajudar a manter e recuperar a saúde. A relação entre os sete chacras principais e cada parte do corpo, as funções corpóreas, as emoções, as dimensões sutis do ser humano e os elementos do universo foram por mim resumidas num desenho anexo. A prática contínua do Yoga, para além dos benefícios físicos ajudam a perceber o longo caminho do auto aperfeiçoamento e a entender melhor a contribuição de cada ser para a constante transformação do Universo em direção a mais amor.

 


Tags deste artigo: ásanas chacras meditação autoconhecimento autoconsciência yoga

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar