Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Voltar a Notícias
Tela cheia Sugerir um artigo

Núcleo da UFRB é credenciado pela ANP em melhoramento genético de oleaginosas

8 de Junho de 2016, 11:56 , por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 85 vezes

O Núcleo de Melhoramento Genético e Biotecnologia (NBIO), vinculado ao Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), recebeu o credenciamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para realizar pesquisas na área de melhoramento genético de oleaginosas para desenvolvimento de cultivares de mamoneira visando à produção de biocombustível. Este é o primeiro credenciamento do NBIO em agência nacional e o primeiro da UFRB, cuja oficialização foi publicada no Diário Oficial da União no dia 25 de maio de 2016.

Para a coordenadora do NBIO, Simone Alves, o credenciamento reconhece que o núcleo possui infraestrutura e condições técnicas adequadas de funcionamento e garante a continuidade das pesquisas já realizadas nesta área. O projeto “Desenvolvimento de cultivares de mamoneira para produção de biocombustível” vem sendo desenvolvido pelo NBIO desde 2010, com apoio financeiro da Petrobrás Biocombustível e ANP. O objetivo é disponibilizar cultivares de espécies oleaginosas, no caso específico de mamona, mais produtivas e melhor ajustadas à região semiárida da Bahia, com ensaios de campo finalizados em Irecê e Iraquara, e também em regiões de baixa altitude, como Cruz das Almas e Alagoinhas.

“Este projeto tem forte apelo social, econômico e ambiental, pois desenvolve materiais genéticos ajustados a ambientes do nordeste, principalmente o semiárido, com a espécie da mamona, que detém um histórico de cultivo dos agricultores da região, e também com ensaios em regiões do Recôncavo e Litoral da Bahia, para ampliação de suas áreas de cultivo e estímulo ao uso de energias renováveis”, diz a professora Simone. Em espécies de mamona, o NBIO já desenvolveu 210 linhagens homozigotas, utilizadas na obtenção de híbridos comerciais e novas cultivares, que já estão em trâmite final para lançamento pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

A meta, em fase avançada, é de lançamento de, no mínimo, uma cultivar comercial e, já pensando em sua praticidade de cultivo, adotar pesquisas envolvendo diferentes Sistemas de Manejo de Campo. Além do progresso no desenvolvimento de materiais genéticos, o projeto vem trazendo contribuições na formação acadêmica e profissional de estudantes de graduação e pós-graduação e na captação de recursos financeiros para a pesquisa científica. “Este credenciamento representa uma maior abertura para novos apoios financeiros e de fortalecimento de recursos humanos na UFRB, além de possibilitar novas estratégias de pesquisa, ensino e extensão, que é o papel principal da Universidade”, afirma Simone.

De acordo com o Regulamento Técnico da ANP Nº 7/2012, “o credenciamento habilita a instituição/laboratório a realizar projetos de P&D e a executar programas de formação de recursos humanos, com recursos decorrentes das cláusulas de investimento em P&D. Essas cláusulas estabelecem a obrigação, para as empresas, de investir em despesas qualificadas como pesquisa e desenvolvimento (P&D), no valor mínimo de 0,5% da receita bruta de produção, segundo condições específicas de cada modalidade de contrato, junto a Universidades ou Institutos de Pesquisa e Desenvolvimento nacionais”.

Sobre o NBIO – É certificado pelo Diretório de Grupos de Pesquisas no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), com ano de formação em 2004. O núcleo desenvolve pesquisas visando o desenvolvimento de linhagens, cultivares e híbridos adaptados ao estado da Bahia. Atualmente, possui Banco de Germoplasma, Linhagens, Híbridos e Clones, conservados em banco refrigerado de sementes e in vivo em campo; Bancos de DNA Genômico e Banco em Registro Digital.

Veja fotos da sede do NBIO, localizada no campus Cruz das Almas:

{gallery}noticias2016/nbio{/gallery}


Fonte: http://www1.ufrb.edu.br/portal/noticias/4465-nucleo-da-ufrb-e-credenciado-pela-anp-na-area-de-melhoramento-genetico-de-oleaginosas

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar