Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

UFRB realiza seminário sobre empreendedorismo social e sustentabilidade

24 de Novembro de 2017, 12:44, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio do seu Centro de Ciência e Tecnologia em Energia e Sustentabilidade (CETENS), promoveu na manhã desta quinta-feira, dia 23, em Feira de Santana, o I Seminário de Empreendedorismo Social e Sustentabilidade. O evento contou com o apoio do Programa Feira Empreende e fez parte da programação da Semana Global de Empreendedorismo 2017, que acontece de 20 a 26 de novembro, no Serviço Social da Indústria (SESI).

A abertura do Seminário contou com a participação da diretora do CETENS, professora Susana Couto Pimentel, do coordenador do Programa Feira Empreende e vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), João Baptista Ferreira, e do secretário de Desenvolvimento Econômico de Feira de Santana, Antônio Carlos Borges Júnior.

O secretário falou da alegria de lançar, já na abertura da Semana Global de Empreendedorismo 2017, o Plano de Desenvolvimento Estratégico e Desenvolvimento Econômico de Feira de Santana, através do Projeto Feira 2030, e convidou técnicos, professores e discentes da UFRB a colaborarem com as ações, em especial aquelas voltadas para a temática energia. “É importante ouvirmos vocês para juntos definirmos os horizontes da cidade e o nosso caminhar para o futuro”, disse Borges Júnior.

Em sua fala, o vice-presidente da FIEB destacou o Feira Empreende como uma oportunidade para promover uma mudança na cidade de forma coletiva. Criado em 2015, o programa tem o objetivo de potencializar novos negócios, a partir de estratégias instituições integradas. Nesse sentido, João Baptista defendeu que “nem sempre é preciso fazer uma revolução de sangue para mudar as coisas, mas, sim, uma revolução de ideias” e lembrou aos jovens que estão se preparando para propor essas mudanças, que “o futuro é hoje”.

A diretora Susana Pimentel ressaltou a satisfação da UFRB em participar pela primeira vez deste movimento em Feira de Santana. “Entendemos o potencial desta cidade, enquanto cidade universitária, e da nossa responsabilidade como instituição de ensino superior em pensar temas que são caros e importantes para o seu desenvolvimento sustentável”, disse. Encerrando os discursos da abertura, ela deu as boas-vindas aos participantes do Seminário e agradeceu a contribuição dos palestrantes.

Tecnologias Assistivas

O primeiro palestrante foi o professor Teófilo Galvão Filho, pesquisador da área de Tecnologia Assistiva há 24 anos e responsável pela comissão de elaboração do projeto pedagógico do curso de Engenharia de Tecnologia Assistiva e Acessibilidade da UFRB. Galvão Filho falou sobre a “Formação em Tecnologia Assistiva: Empreendedorismo de Impacto Social”. Ele iniciou sua explanação com uma apresentação da área e sua relação com o empreendedorismo e o impacto social.

De acordo com o professor, trata-se de uma área nova de trabalho, de pesquisa e de sistematização de conhecimentos de caráter interdisciplinar. “A função das Tecnologias Asssitivas não é curar as pessoas com deficiência e sim possibilitar uma maior participação e inserção social. Em outras palavras, busca a equiparação de oportunidades. Elas permitem que as pessoas com algum tipo de limitação tenham acesso as mesmas possibilidades que todos”, destacou Galvão Filho. Segundo os dados apresentados por ele, esse público é quase um ¼ da população brasileira, mas, em sua opinião, ainda com certo grau de invisibilidade.

Para Galvão Filho, o mundo tem vivido um momento privilegiado de tomada de consciência em relação a diversos segmentos da sociedade que foram historicamente excluídos. Isso tem gerado inovações, novos empreendimentos e políticas públicas estruturantes com vistas à autonomia e qualidade de vida de idosos e pessoas com deficiência. “Mas se fica só na consciência, a prática não muda, é preciso meios concretos para buscar a efetivação dessas possibilidades de atuação no dia a dia”, disse.

Um dos problemas apontados pelo pesquisador é a ausência de profissionais com formação específica nessa área. Em sua opinião, a oferta de processos formativos não tem acompanhado o aumento das demandas. “O curso da UFRB vem preencher essa lacuna por profissionais em Tecnologias Assistivas. É o primeiro curso de graduação do Brasil nesta área, apesar de ser já ser uma tendência internacional”, destacou, anunciando uma parceria com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), de Portugal.

Desenvolvimento Industrial

Na segunda palestra da manhã, o professor Carlos Alberto Tosta, engenheiro mecânico com carreira de 30 anos em indústrias nacionais e multinacionais, falou sobre “O Desenvolvimento Industrial da Bahia Através da Educação e da Sustentabilidade: Cenários Recôncavo e Feira de Santana”. Para Tosta, nos dias de hoje, não há mais espaço para empresas predadoras, que privilegiam apenas o lucro, assim como também não há mais espaço para consumidores predadores. “Não podemos mais consumir qualquer coisa, de qualquer jeito”, disse.

Em sua proposta para a região, Tosta afirmou que é preciso iniciar um processo de atração de investidores, com princípios alinhados com aspectos de sustentabilidade, compromisso com a mão-de-obra local e dispostos a lucrar de forma saudável. Destacando o potencial de Feira de Santana e do Recôncavo, ele apresentou o modelo dos Condomínios Industriais Tecnológicos como uma nova dimensão da competitividade empresarial. “Hoje, empresas do mesmo setor podem dividir custos de maneira otimizada. O que antes pareceria impossível passa a ser uma oportunidade”, afirmou.

De acordo com o engenheiro, o modelo já é usado em outras regiões do País, gerando empregos e garantindo uma maior qualidade, segurança e cuidado com o meio ambiente. O debate sobre a proposta seguiu com a participação do público presente no Seminário.

Confira fotos do evento:

{gallery}noticias2017/seminario-empreendedorismo{/gallery}



UFRB oferece atendimento e oficinas de culinária saudável em Santo Antônio de Jesus

22 de Novembro de 2017, 15:26, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Realizar atendimento nutricional e elaborar preparações culinárias visando adesão à reeducação alimentar e alimentação saudável. Este é o objetivo do projeto de extensão desenvolvido no Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Voltado para a população em vulnerabilidade social de Santo Antônio de Jesus, o projeto oferece atendimento nutricional por pesquisadores e estudantes e oficinas dietéticas para orientar quanto à escolha e preparação dos alimentos.

Os atendimentos, feitos em parceria com a Sociedade Espírita José Petitinga, acontecem uma vez por mês e incluem avaliação alimentar, avaliação clínica e avaliação antropométrica. Neste mês, as consultas de atendimento nutricional serão realizadas no dia 24, às 14h, na sala do Programa de Promoção da Saúde em Santo Antônio de Jesus (PROSAJ) no CCS. Os interessados em participar devem fazer o cadastramento na sede da Sociedade Espírita, que fica localizada na Rua Allan Kardec, nº 70.

Já as oficinas culinárias são realizadas bimestralmente, no Laboratório de Alimentos do CCS. Em outubro deste ano, ocorreu a primeira oficina voltada para pacientes hipertensos, principal patologia diagnosticada entre os participantes. A próxima oficina está prevista para o mês de dezembro e trará opções de preparações saudáveis para a ceia de Natal. O foco serão receitas para diabéticos e hipertensos, com preparações típicas dessa época, utilizando ingredientes substitutos do açúcar e redução do teor de sal e gordura, que apresentam similar funcionalidade, proporcionando características nutricionais e sensoriais ao produto final semelhante a do original. Os interessados também devem fazer cadastro prévio na sede da Sociedade Espírita.

Método educativo – O projeto intitulado “Atendimento Nutricional: Da Prescrição à Elaboração de Preparações” visa promover uma alimentação nutritiva e saborosa para pacientes de baixa renda com algum tipo de risco à saúde, como forma de garantir a adesão ao tratamento. Pautado no respeito às condições culturais, sociais e econômicas dos participantes, o projeto é coordenado pela professora Valéria Camilo, em parceria com o professor Carlos Alberto da Costa, e conta ainda com a participação da nutricionista Larisa Janusic e das estudantes de Nutrição, Jamile Góes e Lívia Santos.

De acordo com a coordenadora, “a intenção é garantir um atendimento integral, promovendo, em paralelo às consultas, atividades de educação nutricional para a população mais vulnerável”. Desenvolvido desde maio deste ano, o projeto acompanha 18 pacientes até o momento. Os atendimentos e as oficinas são gratuitos, balizados no conceito de extensão universitária, conforme frisa a coordenadora. “Essa conceito nos remete para o desenvolvimento de ações que contribuam para a relação transformadora entre universidade e sociedade”, diz a professora Valéria Camilo.

Mais informações: www.ufrb.edu.br/ccs



UFRB divulga nota técnica que orienta sobre dispensa no Enade 2017

22 de Novembro de 2017, 15:22, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio da Superintendência de Regulação e Registros Acadêmicos (SURRAC), divulga a Nota Técnica Nº 02/2017, que tem como objetivo orientar os interessados acerca dos procedimentos para requerimento, análise e encaminhamentos das solicitações de dispensa do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017, de acordo com o disposto no Edital Nº 26, de 16 de junho de 2017.

As provas do Enade serão aplicadas no dia 26 de novembro, em todo o Brasil. Todos os concluintes inscritos no exame que não participarem da prova neste dia poderão solicitar dispensa no período de 27 de novembro a 15 de dezembro. Também estarão em situação irregular aqueles que não preencherem o Questionário do Estudante, mesmo que realizem a prova. A dispensa deverá ser solicitada pelo estudante diretamente no Núcleo de Apoio Acadêmico do Centro de Ensino em que está matriculado.

O Enade é componente curricular obrigatório dos cursos de graduação. Criado em 2004, o exame integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). O objetivo é aferir o rendimento dos estudantes em relação ao conteúdo programático, suas habilidades e competências.

Confira os procedimentos para dispensa.



Associação Gente da Gente recebe alimentos arrecadados pelos servidores da UFRB

22 de Novembro de 2017, 9:59, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Associação Gente da Gente, de Cruz das Almas, foi a entidade escolhida pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoal (PROGEP), que recebeu, ontem, dia 21 de novembro, cento e dez itens alimentícios arrecadados dos servidores, em decorrência da inscrição para a IV Caminhada da Saúde da UFRB. A caminhada percorreu três quilômetros da Praça Multiuso até a Sede da ASSUFBA no campus Cruz das Almas, no último dia 09, como parte das comemorações pelo transcurso do Dia do Servidor Público.

A Associação Gente da Gente, sem fins lucrativos, atende pessoas com necessidades socioeconômicas, ambientais e culturais nos bairros Dona Rosa, Tiradentes e Sorriso, cujos moradores são, em sua maioria, de baixa renda.

No ato da entrega dos alimentos, os servidores do Núcleo de Gestão e Atenção à Saúde e Segurança do Trabalho (NUGASST) da PROGEP foram recepcionados pelo presidente da entidade, Fábio Bimba, que mostrou os trabalhos desenvolvidos pela instituição.

Café e brindes

A caminhada de dezenas de servidores foi animada pelo educador físico Hildebrando Sena. Em clima descontraído e de integração entre os participantes, a caminhada estimulou os servidores para a prática de atividade física regular. Após a caminhada, na sede da ASSUFBA aconteceu a confraternização dos servidores com um café da manhã e sorteio de brindes.

Confira fotos:

{gallery}noticias2017/caminhada{/gallery}



Cida Bento abre XI Fórum 20 de Novembro e chama atenção para população negra

21 de Novembro de 2017, 16:18, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A professora, psicóloga e coordenadora executiva do Centro de Estudos das Relações do Trabalho e Desigualdades (CEERT), Cida Bento, chamou a atenção para os retrocessos institucionais em políticas públicas para os setores de saúde, educação, habitação e inclusão social que o avanço da política conservadora implantada no Brasil, após o impeachment da presidente Dilma, tem causado.

Para tornar o ambiente ainda mais complexo e instável, Cida Bento acrescenta o recrudescimento do fascismo no mundo inteiro, inclusive no Brasil, em particular, “com grande participação de parcelas de nossa elite econômica e política”.

Cida Bento fez a conferência “Racismo institucional e desafios no quadro de desigualdades raciais” que abriu o XI Fórum 20 de Novembro - Pró-Igualdade Racial e Inclusão Social do Recôncavo – ontem (20), pela manhã, no Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL), em Cachoeira.

Cida Bento disse que os retrocessos nas políticas públicas prejudicam e fragilizam ainda mais as populações negras, quilombolas, indígenas e das periferias. Ela disse que um dos maiores golpes contra esses segmentos populacionais aconteceu com a aprovação e entrada em vigor da lei que congela, por vinte anos, novos investimentos públicos em educação e saúde, conhecida como a PEC do Teto.

“Quem mais precisam do Sistema Único de Saúde? Do ensino público? Das bolsas estudantis?” questionou para explicar os prejudicados, diretamente, “são os mais pobres, os negros, as mulheres, os segmentos populacionais mais fragilizados de nossa sociedade”.

Segundo ela, basta que se veja como estão sendo sucateados os órgãos públicos em todos os lugares em contraposição ao noticiário sobre o volume de recursos públicos movimentado pelas lideranças e as elites entre parênteses. “Isso tudo é bem numa linha de extermínio da juventude negra e de fragilização crescente de quem não é da elite e tem outra ligação com a vida, com a cultura e com a natureza”.

Ela disse que é necessário estar atento ao cenário político em 2018, quando haverá eleição presidencial, para a Câmara dos Deputados e para 2/3 dos representantes do Senado Federal. “Os espaços públicos devem ser renovados pelo voto, e é importante que a população brasileira se aproprie do voto e diga que esse modelo político tem que parar”.

Neste cenário, Cida Bento reforçou que a definição dos nomes eleitos para os cargos acontecerá, principalmente, entre o eleitorado que se autodeclara negro ou pardo, que representa 53% do total da população brasileira e supera 80% no território baiano.

“O voto do negro define as eleições”, apontou. “Para mim teria uma lista com os nomes dos políticos que votaram contra os interesses da população negra, indígena, pobre e periférica”.

Ela recomendou que as pessoas olhem para a trajetória dos políticos e não apenas para os discursos retóricos em tempos de eleição, no processo de definição do voto.

Presentes – Estiveram presentes na palestra de abertura do XI Fórum, o reitor da UFRB, Silvio Soglia, a vice-reitora, Georgina Gonçalves, os pró-reitores Tatiana Ribeiro Velloso (Extensão); Rita de Cássia Dias Pereira Alves (Graduação); Rosineide Pereira Mubarack Garcia (Pesquisa, Pós-Graduação, Criação e Inovação); Maria Goretti da Fonseca (Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis); o diretor do CAHL, Jorge Cardoso Filho; professores do CAHL e de outros centros de ensino; técnicos administrativos, alunos e pessoas da comunidade.

Confira fotos do evento:

{gallery}noticias2017/aberturaforum{/gallery}



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres