Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | 1 pessoa seguindo este artigo.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

Observatório lança pesquisa "Impactos da COVID-19 na Economia Criativa"

27 de Março de 2020, 13:30, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

No contexto da pandemia do novo Coronavírus, o Observatório da Economia Criativa da Bahia (OBEC-BA) lança nesta sexta-feira (27 de março) a pesquisa "Impactos da COVID-19 na Economia Criativa". Os dados coletados permitirão análises sobre as consequências da crise da COVID-19 para os indivíduos e organizações atuantes nos setores artísticos, culturais e criativos. O OBEC-BA pretende divulgar um boletim semanal com os resultados preliminares, sempre às sextas-feiras.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o setor criativo emprega aproximadamente 1,9 milhões de pessoas (1,6% dos ocupados) no Brasil, sendo que destes, cerca de 44% atua de maneira autônoma. O “Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil”, lançado pela FIRJAN, indica que, em 2015, o setor foi responsável por 2,64% do PIB (Produto Interno Bruto). Desde o começo de março, a dinâmica da economia criativa tem sentido o choque das determinações necessárias para o controle da pandemia, como o fechamento de espaços, o cancelamento de espetáculos e a suspensão da produção de
novos filmes e discos, só para citar alguns exemplos.

Diante desse contexto, a pesquisa poderá fornecer subsídios para a tomada de decisões nos setores públicos e privados. Inicialmente, estão disponíveis dois modelos de questionário para preenchimento online, buscando levantar dados sobre profissionais e organizações, com e sem fins lucrativos, nos diversos setores da economia criativa. O objetivo é identificar o perfil de atuação de profissionais autônomos e organizações, o impacto estimado da COVID-19 no momento atual, as estratégias de enfrentamento e as relações prévias dos participantes com os poderes públicos. Posteriormente, o OBEC-BA pretende acompanhar a evolução dos impactos e das estratégias de enfrentamento. "A economia criativa sempre sofreu com a lacuna de dados que permitam análises mais coerentes sobre a realidade do setor. Neste momento, mais do que nunca, precisamos de informação para que as medidas propostas sejam mais efetivas para mitigar as consequências da crise", ressalta a coordenadora da pesquisa, Daniele Canedo, que é docente do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (CECULT) e Coordenadora de Cultura e Universidade da Pró-Reitoria de Extensão (PROEXT) na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

O OBEC-BA espera uma ampla participação das organizações e profissionais atuantes no setor da economia criativa. A pesquisa pode ser acessada através do link: ufrb.edu.br/economiacriativa-covid19. O tempo médio de resposta é de quinze minutos.

Temas pesquisados

O questionário procura identificar:

1) Impacto estimado da COVID-19 - identificação do perfil dos impactados, o número de atividades afetadas, a escala de grandeza das perdas financeiras, quais as receitas estão sendo mais impactadas e possíveis choques no mercado de trabalho da economia criativa;

2) Estratégias de enfrentamento - como cada organização e indivíduo está avaliando e se preparando de forma diferente para a situação. A pesquisa procura identificar a percepção do setor criativo e as estratégias que estão sendo acionadas para enfrentar a situação, incluindo necessidades não atendidas;

3) Relações prévias com o poder público - tendo em vista o papel que o poder público tem no fomento à cultura nacional e no enfrentamento da crise da COVID-19, a pesquisa procura mapear, de forma sucinta, a relação prévia dos agentes culturais com níveis de governo no Brasil e relação com instituições estrangeiras.

Sobre o OBEC-BA

O Observatório de Economia Criativa da Bahia (OBEC-BA) integra uma rede de núcleos vinculados às universidades federais do Brasil instituída em 2014 com o objetivo de produzir informações e conhecimento e gerar experiências e experimentações sobre a economia criativa local e estadual. Sediado no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências da Universidade Federal da Bahia (IHAC/UFBA), o OBEC-BA agrega docentes, discentes e técnicos da UFBA, da UFRB, da UNEB, bem como de outras instituições públicas, como a Secult, com experiências multidisciplinares, para o desenvolvimento de iniciativas de ensino, pesquisa e extensão no campo da economia criativa.

Equipe da pesquisa - OBEC-BA

Daniele Canedo (Coordenação) - UFRB; Pós-Cultura e NPGA/UFBA

Carlos Magno Guerra - UNEB; NPGA/UFBA

Carlos Paiva - FUNCEB/SECULT; Pós-Cultura/UFBA

Carmen Lima - UNEB

Leonardo Costa - UFBA

Luiz Gustavo Campos - Pós-Cultura/UFBA

Luciano Simões - UFRB

Mércia Queiroz - FUNCEB/SECULT; Pós-Cultura/UFBA

Raíssa Caldas - Pós-Cultura/UFBA

Renata Rocha - UFBA



UFRB recebe propostas para edital PIBIC e PIBIC AF 2020-2021 até 24 de abril

27 de Março de 2020, 0:20, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio de sua Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação, Criação e Inovação (PPGCI), convoca sua comunidade acadêmica para apresentação de propostas de projetos de pesquisa visando à seleção de estudantes como bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Científica e Tecnológica (PIBIC e PIBIC AF) 2020/2021. O prazo para submissão de propostas se encerra no dia 24 de abril.

Os editais PIBIC e PIBIC AF da UFRB seguem os calendários específicos das agências de fomento (FAPESB e CNPq), que até o presente momento não sofreram alterações.

A inscrição deve será realizada obrigatoriamente pelo professor orientador pelo endereço sapx.ufrb.edu.br. Os modelos de documentos necessários e indispensáveis a serem anexados estão disponíveis no site ufrb.edu.br/pibic. Será aceito um único projeto por orientador com até cinco planos de trabalho distintos pertencentes a este projeto, podendo ser contemplado com até duas bolsas. Os bolsistas devem ter disponibilidade de, no mínimo, 20 horas semanais para se dedicar às atividades do projeto.Excepcionalmente para o ano de 2020, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB) receberá a documentação complementar de bolsistas por meio eletrônico, conforme explicitado no Edital.

Os candidatos devem estar regularmente matriculados em cursos de graduação da UFRB, a partir do segundo semestre de ingresso; apresentar desempenho acadêmico com média igual ou superior a 6,0; não ter vínculo empregatício nem ser beneficiado por outra bolsa, de qualquer natureza; estar vinculado a um grupo de pesquisa, sob orientação de um pesquisador produtivo, e não apresentar qualquer grau de parentesco com seu provável orientador.

Para análise e julgamento das propostas será observada a Orientação Técnica Nº 001/2020. O resultado do julgamento das propostas será divulgado no site ufrb.edu.br/pibic

O programa concederá bolsas pelo prazo máximo de 12 meses. Esclarecimentos e informações adicionais podem ser obtidos pelo e-mail [email protected]

Sobre o programa - Visa despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes dos cursos de graduação da UFRB, mediante a participação em projetos de pesquisas orientados por pesquisadores atuantes e qualificados com titulação mínima de mestre, possibilitando ao iniciante a aprendizagem de técnicas e métodos e epistemologias, o desenvolvimento do pensar e criar científico, tecnológico e artístico-cultural, com aprimoramento do espírito crítico.

Segundo a coordenadora de pesquisa da PPGCI, professora Soraia Fonteles, o edital deste ano apresenta algumas novidades. "Em primeiro lugar o fato de ter sido construído a partir de consultas à comunidade científica em visitas aos centros de ensino e com a participação efetiva dos gestores de pesquisa desses centros, que constituíram, inclusive, uma comissão especial. Outra novidade diz respeito à linha de corte, que passou para 70% da média aritmética da produção de todos os docentes que submeteram propostas por Centro de Ensino, excetuando a nota dos docentes com pontuação igual ou superior à do bolsista Produtividade em Pesquisa (PQ) com menor pontuação no respectivo Centro de Ensino, ressaltou, Fonteles. 

Quanto à quantidade de bolsas, o professor Maurício Silva, pró-reitor da PPGCI, afirma que o cenário incerto impossibilita definição precisa sobre o total de fomento que teremos: “As indefinições do governo quanto ao fomento da pesquisa em nível nacional e o contingenciamento orçamentário ainda em vigor, somados ao avanço da epidemia da Covid19, geram um cenário de incertezas no campo da produção científica. Estamos trabalhando para garantir um número de bolsas superior ao de 2019; o objetivo é ampliar seguindo a tendência de aumento da produção científica na universidade, que se manifesta no aumento das publicações e na ampliação de programas de pós-graduação. Mesmo neste cenário de isolamento social forçado, tenho certeza que receberemos um grande número de propostas para o Edital PIBIC-PIBIT/2020”, explica.

Confira o Edital PIBIC/PIBIC AF 2020-2021.

Acesse o modelo de proposta.

Mais informações no site do PIBIC.



UFRB divulga plano de contingência sobre coronavírus CoVid-19

26 de Março de 2020, 19:25, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), considerando a Declaração de Emergência em Saúde Pública pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o interesse na preservação da saúde de toda a comunidade acadêmica, elaborou o Plano de Contingência CoVid-19. O plano foi construído pela gestão da UFRB e reúne orientações sobre o funcionamento da Instituição durante o período da pandemia.

O objetivo é que a instituição esteja preparada para uma resposta efetiva e oportuna na contingência da doença, por meio da orientação de discentes, docentes, servidores técnico-administrativos e funcionários contratados. As informações estão organizadas de modo que o usuário encontre informações sobre cada setor, bem como a disponibilidade dos serviços enquanto estiver em vigência a Portaria Nº 322/2020. Objetiva ainda, proporcionar um fluxo contínuo de notícias a toda comunidade acadêmica por meio do site, e-mails e redes sociais com informações precisas, oficiais e confiáveis, com o objetivo de informar e reduzir o pânico causado pelas fake news.

O documento considera como atividades prioritárias aquelas que não devem ser interrompidas e/ou paralisadas de modo a evitar prejuízos institucionais, exigindo assim, uma atenção imediata. Considera-se também como atividades prioritárias, àquelas planejadas, possíveis de serem realizadas em home office.

O Plano de Contingência soma-se a outras medidas adotadas tais como a suspensão do calendário acadêmico 2020 da graduação e pós-graduação e institui ações referentes a proteção à saúde; infraestrutura; ensino e comunicação. 

Confira na íntegra o Plano de Contingência CoVid-19.

Confira as perguntas frequentes após a suspensão do calendário acadêmico 2020.

Saiba mais sobre as ações da UFRB em relação ao coronavírus no hotsite ufrb.edu.br/coronavirus.



Estudante da UFRB desenvolve aplicativo com cursos gratuitos de Cálculo e LaTeX

26 de Março de 2020, 8:10, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

O discente Carlos André do curso de Engenharia Civil da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) desenvolveu uma aplicação web gratuita com dois cursos livres e online para toda comunidade acadêmica.

O curso "Aprenda Cálculo" inicia nesta quinta, 26, e tem a proposta de apresentar videoaulas de tópicos de pré-cálculo, tópicos de matemática, como função, potenciação e radiciação. Segundo Carlos, o conteúdo oferecido nos curso é fundamental para a aprendizagem dos alunos que terão contato com as disciplinas de cálculo pela primera vez. Já o curso de LaTeX tem inîcio na sexta (27) com a proposta de  exibir videaulas sobre documentos usando LaTeX, ferramenta importante para escrita científica na produção de artigos, tcc, dissertações e teses.

app calculo

A iniciativa surgiu como uma forma de contribuir com a formação dos estudantes que estão ociosos devido ao cenário da pandemia provocada pelo novo coronavírus. "Vejo que esse trabalho pode auxiliar muito os estudantes que hoje se encontram recolhidos em suas residências. O App web já está no ar, pronto para uso com videaulas de cálculo I e demais cálculos. Já se encontram no App web pelo menos 100 videoaulas ensinando como resolver exercícios de cálculo passo a passo. O App web pode ser acessado no celular e por isso traz uma enorme praticidade para os estudos", avalia Carlos.

As videaulas tem duração de 13 a 15 minutos e contam com material de apoio escrito no próprio App Web. O cronograma dos videos está disponível na plataforma. O App web não possui qualquer tipo de recolhimento de dados dos usuários, é aberto e tem licença Creative Commons CC BY-SA 4.0 Brasil.

Confira os cursos:

Aprenda Cálculo

LaTex



UFRB participa de reunião com a SEC-BA e IFES para fortalecer combate à CoVid-19

25 de Março de 2020, 13:08, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) participou na última terça-feira, dia 24, de uma reunião, por vídeo conferência, com integrantes da Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC-BA).

A reunião contou, ainda, com a participação das instituições federais de ensino UFBA, UFSB, UFOB, UNIVASF, UNILAB, IFBA e IFBaiano, presentes em solo baiano, e teve por objetivo avaliar o cenário de suspensão das atividades nas instituições educacionais de nível básico e superior no Estado, bem como tracar ações conjuntas no combate a proliferaçao do novo coronavírus - CoVid-19.

A reunião convocada pela SEC-BA e coordenada pelo secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, teve o objetivo também de avaliar, até aqui, os efeitos sociais e culturais das medidas de quarentena adotadas pelo Estado.

Na oportunidade, o reitor da UFRB, professor Fábio Josué, contextualizou o conjunto de medidas administrativas tomadas pela Reitoria, desde o último dia 13 de março, quando foi criado o Comitê de Acompanhamento e Enfrentamento à CoVid-19.

Entre as medidas, a Resolução do CONAC Nº 08/2020, suspendendo o calendário acadêmico 2020 da Universidade. Fábio Josué falou, também, de produções de conteúdos informativos que vem sendo elaborados por professores, técnicos e estudantes da UFRB e tem sido disponibilizado para a comunidade interna e para a sociedade em geral.

Como encaminhamentos da reunião, dentre outras sugestões, foi definida a criação de uma “Plataforma de Conteúdos Digitais sobre a CoVid-19” a ser disponibilizada no site da Secretaria de Educação do Estado da Bahia, reunindo produções das diversas instituições sobre a temática.

Nova reunião será realizada na próxima sexta-feira, dia 27, para discutir o formato da Plataforma.  



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres