Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

SEAD divulga edital interno para seleção de professores pesquisadores e conteudistas

27 de Novembro de 2015, 16:00, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Superintendência de Educação Aberta e a Distância (SEAD) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio do Edital Interno SEAD Nº 02/2015, divulga seleção interna de professores pesquisadores e conteudistas para o curso de Licenciatura em Matemática a Distância. As inscrições têm início nesta sexta-feira, 27 de novembro, e seguem até o dia 04 de dezembro, às 12h, horário local, no site da SEAD.

O público-alvo da seleção são servidores da UFRB, que atuarão em caráter temporário e na condição de bolsistas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), no Curso de Licenciatura em Matemática do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CETEC/UFRB), desenvolvidos na modalidade a distância pela SEAD, no âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). O candidato deve possuir bacharelado ou licenciatura na área do componente curricular; ter, no mínimo, pós-graduação lato sensu no componente curricular optado e/ou área afim; possuir experiência de docência ou de pesquisa no componente curricular optado; ter, no mínimo, um ano de exercício docente em instituição pública ou privada.

São disponibilizadas seis vagas para atuar nos componentes curriculares: a) Geometria Analítica (68h); b) Cálculo Diferencial e Integral I (85h); c) Filosofia da Educação (68h); d) Psicologia da Educação II (68h); e) Educação Matemática I (51h); f) Política e Legislação da Educação (68h). O candidato selecionado atuará nos meses de dezembro de 2015, janeiro e fevereiro de 2016, totalizando três cotas de bolsas, no valor de a) R$ 1.300 para professor-pesquisador I, que tenha experiência comprovada a partir de três anos no magistério superior; b) R$ 1.100 para professor-pesquisador II, com formação em nível superior e experiência de um ano no magistério superior, ou a formação ou a vinculação em programa de pós-graduação, de mestrado ou doutorado.

Os candidatos convocados deverão ter a disponibilidade de 20 horas semanais para desenvolver as atividades a distância e na sede da Superintendência Educação Aberta e a Distância da UFRB, em Cruz das Almas/BA, De acordo com o Edital Interno SEAD Nº 02/2015, o desenvolvimento das atividades do candidato selecionado não caracteriza vínculo empregatício com a UAB e com a UFRB, configurando-se na categoria de bolsista CAPES/UAB durante a vigência da bolsa. O candidato selecionado receberá a título de bolsa do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), conforme Lei Nº 11.273, de 06/02/2006, que dispõe sobre a autorização e a concessão de bolsas de estudo e de pesquisa a profissionais da UAB.

Os resultados estarão disponíveis no site da SEAD, a partir do dia 07 de dezembro. Já a convocação dos candidatos selecionados ocorrerá em 14 de dezembro, às 10h, na sede da SEAD, campus Cruz das Almas. 

Dúvidas e informações: sead.editais@ufrb.edu.br ou pelo telefone (75) 3621-6922



X CONE marca programação do Fórum 20 de Novembro no campus de Amargosa

27 de Novembro de 2015, 14:37, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Com a realização da X Conferência Negritude e Educação (CONE), o campus de Amargosa iniciou as comemorações do IX Fórum 20 de Novembro – Pró-Igualdade Racial e Inclusão Social no Recôncavo, na noite desta quinta-feira, dia 26 de novembro. Promovida por docentes e discentes do Centro de Formação de Professores (CFP), a CONE marca a origem das discussões sobre Consciência Negra em toda a UFRB e de complexas problemáticas que envolvem as desigualdades etnicorraciais no Brasil.

O tema escolhido para a edição deste ano foi o Genocídio da População Negra. No início da programação, os discentes do curso de Educação no Campo apresentaram uma mística para retratar os orixás e suas características. Em seguida, participaram da mesa de abertura o reitor da UFRB, Silvio Soglia; a vice-reitora, Georgina Gonçalves; a pró-reitora de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, Maria Goretti da Fonseca; o diretor do CFP, Clarivaldo de Sousa; e a coordenadora geral da X CONE, Dyane Reis.

O diretor do CFP, Clarivaldo de Sousa, deu as boas-vindas aos participantes do evento e parabenizou os realizadores pelos 10 anos da CONE. A coordenadora geral da Conferência, professora Dyane Reis, falou com grande entusiasmo de sua implicação com o evento, que foi pensado por um grupo de professores da UFRB e que em 2010 passa a ser gerido pelo grupo PET Afirmação. Sobre o tema desta edição, ela comentou: “não por acaso escolhemos essa temática, temos visto o que tem acontecido desde 14 de maio de 1888. Nada mais importante do que trazer essa discussão para dentro da Universidade e para além dela”.

A vice-reitora, Georgina Gonçalves, reforçou o significado dos eventos para a UFRB. “A CONE e o Fórum dizem um pouco do nosso desafio como Universidade que faz esta opção etnicorracial, que não é simples e ainda considerada uma novidade”, disse. Já o reitor Silvio Soglia lembrou que, como fruto de uma política pública de expansão do Ensino Superior no Brasil, a UFRB traz consigo os desafios da ampliação das vagas, interiorização, inovação acadêmica e inclusão social. “Este último leva ao desafio da permanência, que deve ser uma permanência qualificada e que exige políticas acompanhamento para superar qualquer invisibilidade”, defendeu.

Ao final, foi realizada a conferência “Genocídio da População Negra: o que a Bahia tema dizer (fazer) sobre isso?”, ministrada pelo professor Clodoaldo Anunciação, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e coordenador do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos do Ministério Público da Bahia. O palestrante apresentou algumas construções teóricas que foram usadas longo da história para justificar o racismo e defendeu que racismo e democracia são incompatíveis.

A programação da X CONE no Fórum 20 de Novembro segue até esta sexta-feira, dia 27 de novembro, com mesa redonda, conferência e a noite da Beleza Negra.

Confira fotos da abertura:

{gallery}noticias2015/forum20novembro-amargosa{/gallery}



Apresentações culturais, palestras e plantio marcam Fórum 20 de Novembro em Cruz

27 de Novembro de 2015, 13:43, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Realizada no auditório da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação, Criação e Inovação (PPGCI) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), a abertura do IX Fórum 20 de Novembro no campus de Cruz das Almas foi marcada por apresentações culturais, palestras e o ato simbólico de plantio de uma árvore. Com programação descentralizada por campi, o Fórum em Cruz das Almas se estende até esta sexta-feira, dia 27 de novembro.  

Na abertura, as atividades tiveram início com o ato simbólico de plantio de uma muda de Baobá, a árvore da memória, em frente ao Pavilhão de Aulas da Pós-Graduação. Em seguida, no Auditório da PPGCI, ocorreu a apresentação do Canto Coral UFRB e, logo após, a composição da mesa de abertura. O reitor Silvio Soglia destacou a necessidade de expressar a cor do Recôncavo e da Bahia nas ações diárias da UFRB. “Nós temos um contingente de alunos autodeclarados pretos e pardos que nos coloca na posição de uma das Universidade mais negras do Brasil. Porém, precisamos avançar com mais ações, eventos e estruturas curriculares que dêem conta dessa dimensão”, afirmou.

O evento também contou com a apresentação das Mulheres Sambadeiras do Grupo Bom Viver e a palestra “Ações Afirmativas no Brasil e nos Estados Unidos” com o professor da Universidade Americana Mt San Antonio College,  Luciano Cruz. O professor enfatizou a importância das ações afirmativas e o projeto da UFRB no Recôncavo. “A UFRB é, para mim, uma das coisas mais interessantes que aconteceu na Bahia. É um projeto de Universidade voltado para a cultura do Recôncavo e que abraçou uma política de ações afirmativas”, disse.

O coordenador de Ensino e Integração Acadêmica, Cláudio Orlando, também destacou a opção política e pedagógica da Universidade. “Situada no Recôncavo, a UFRB fez a opção de considerar a história, a cultura e a tradição do povo da região. Isso reflete e opera nas políticas de ações afirmativas e promoção da igualdade racial, por entender que a Universidade se faz com todos esses sujeitos, segmentos e formas de organização social. Portanto, a UFRB não está no Recôncavo, ela é do Recôncavo”, ressaltou.   

Confira fotos do Fórum no campus de Cruz das Almas:

{gallery}noticias2015/forum20novembro-cruz{/gallery}



Campus de Santo Amaro inicia programação local do IX Fórum 20 de Novembro

26 de Novembro de 2015, 13:18, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Nesta terça-feira, dia 24 de novembro, o campus de Santo Amaro da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) sediou a abertura da programação local do IX Fórum 20 de Novembro - Pró-Igualdade Racial e Inclusão Social no Recôncavo. Pelo terceiro ano consecutivo, o centro de ensino promove atividades para ressaltar a importância histórica, política e pedagógica do mês da Consciência Negra.

A mesa oficial do evento foi composta pelo reitor da UFRB, Silvio Soglia; a pró-reitora de Graduação, Rita Dias; o coordenador de Ensino e Integração Acadêmica, Cláudio Orlando; o diretor do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (Cecult), Danillo Barata e a vice-diretora do CECULT, Laura Bezerra. Na platéia, discentes, docentes e técnico-administrativos da universidade, além de representantes da comunidade santamarense.

“Para nós, é uma alegria vê que a cada ano nós conseguimos fazer desse momento do Fórum um dínamo do que defendemos diuturnamente nas nossas discussões sobre promoção da igualdade, combate ao racismo, enfrentamento das formas de discriminação”, disse a pró-reitora de Graduação, Rita Dias. Para ela, mais do que um evento pontual, o Fórum 20 de Novembro representa aquilo que a Universidade traduz em seus atos administrativos, em seu fazer cotidiano e como política institucional. “Que ao longo desses dias de evento possamos aprofundar ainda mais as nossas raízes no Recôncavo e ampliarmos os ramos do que tem sido nosso entendimento e atuação nos 10 anos de UFRB”, completou.

O coordenador de Ensino e Integração Acadêmica, Cláudio Orlando, também destacou o vínculo com os referenciais de negritude do Recôncavo como fundamentais para a constituição da UFRB e do Cecult. “Somos fruto do diálogo construído com essa comunidade, que se materializou em uma Universidade contemporânea, implicada com a cultura, o território e o saber local”, disse. “Hoje percebemos que mais do que a UFRB ser no Recôncavo, ela é do Recôncavo”, argumentou. Sobre o compromisso com as discussões trazidas a baila no dia 20 de Novembro, ele foi categórico em afirmar que este é um desafio que compete a todos na condição de estudantes, servidores e cidadãos.

Na sequência, o diretor do Cecult, Danillo Barata, aproveitou a oportunidade para anunciar a meta de incluir os Mestres e Mestras da Cultura Popular do Recôncavo como professores de componentes curriculares do Centro de Ensino. “Estamos aqui num lugar privilegiado que, com a força desse massapé, criou filhos e filhas ilustres, mas muitos não conseguem passar todo o seu conhecimento. Precisamos cada vez mais horizontalizar a educação”, defendeu. Em sua fala, ele destacou o protagonismo de negros baianos como Mario Gusmão e Manuel Faustino, que serão homenageados com seus nomes em salas de aula do Cecult.

O reitor Silvio Soglia comentou o anúncio do diretor do Cecult e garantiu apoio para oficializá-lo. Em sua opinião, a Universidade só tem a ganhar com essa troca de saberes, uma vez que o Recôncavo é rico e diverso culturalmente. Soglia fez questão de ressaltar que esta política de inclusão social prova que o Fórum não é o único espaço da UFRB para as discussões que envolvem as questões etnicorraciais e dos povos tradicionais. “No entanto, o Fórum é certamente nosso principal evento para destacar essas temáticas que precisam estar no nosso dia a dia. Não adianta sermos a Universidade mais inclusiva do país, se nossas práticas e saberes não forem considerados inclusivos”, afirmou o reitor.

Confira na íntegra a programação do Fórum no Cecult.

Veja fotos da mesa oficial de abertura:

 {gallery}noticias2015/forum20novembro-cecult{/gallery}



Fórum 20 de Novembro é realizado em Santo Antônio de Jesus

25 de Novembro de 2015, 17:14, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Com a presença de pesquisadores, estudantes e ativistas pró-igualdade racial e inclusão social, teve início na última sexta-feira, 20, abertura do IX Fórum Internacional 20 de Novembro em Santo Antonio de Jesus. A edição deste ano de um dos mais importantes eventos da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) segue até esta sexta-feira, 27 de novembro, com programação descentralizada por campi.

Durante todo o dia foram realizadas diversas oficinas e rodas de conversas que movimentaram o centro da cidade. O ato de abertura foi realizado na Praça Renato Machado e contou com as presença do reitor Silvio Soglia; da vice-reitora Georgina Gonçalves; da Pró-Reitora de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, Maria Goretti da Fonseca; o vice-Diretor do Centro de Ciências da Saúde, Fábio Oliveira; a representante da Educação Quilombola, Regina Oliveira; do representante da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI-MEC) e coordenador Geral de Educação para as relações étnico-raciais, Rodrigo de Jesus, além da presença do Príncipe de Benin, Aboubakar Traore.

"O Fórum 20 de Novembro reafirma o nosso projeto de Universidade que aposta na inclusão, diversidade e no combates às desigualdades e mais do que isso, aposta em um projeto de universidade do povo do recôncavo e com o povo do recôncavo, comprometida com a população local", disse durante a abertura do evento a vice-reitora, Georgina Gonçalves. De acordo com ela, o Fórum 20 de Novembro realizado por campi e nas ruais com atividades mais próximas da sociedade consolida o evento como um espaço de reflexão para apontar políticas afirmamativas.

Já o reitor Silvio Soglia destacou o papel da universidade no combate ás desigualdades e as parcerias com instituições de ensino superior da África, nas quais a UFRB já conta com 12 estudantes de pós-graduação. “O 20 de novembro simboliza a luta da população negra e a gente quer contribuir através da educação para diminuir as desigualdades que ainda perduram”, comentou o reitor.

Em seguida foi realizada uma conferência ministrada pelo Professor Dr. Kabengele Munanga sobre o significado do dia 20 de novembro e logo após houve uma caminhada cultural percorrendo as ruas do município.

Confira fotos do evento:

{gallery}noticias2015/forum20novembro-ccs{/gallery}



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres