Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

UFRB participa de evento para debater Doença Falciforme no Recôncavo

31 de Agosto de 2015, 14:29, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) participou do I Encontro para Organização do Sistema Único de Saúde em Atenção às Pessoas que Vivem com Doença Falciforme (DF). O evento ocorreu no dia 27 de agosto, no auditório do Núcleo Regional de Saúde (NRS) Leste, em Cruz das Almas. A universidade foi representada pelo professor do Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB) Fábio Couto e por discentes do Programa de Educação Tutorial (PET-Saúde).

Participaram do evento Hadson Namour, coordenador do NRS Leste; Vanessa Cunha do Departamento de Atenção Básica (DAB) da Bahia; membros da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab); e representantes dos municípios de Conceição da Feria, Cachoeira, São Félix, Maragogipe, Governador Mangabeira, Cruz das Almas e Sapeaçú.  O objetivo do encontro foi organizar na região a rede de atendimentos do SUS para pessoas que vivem com a DF e apresentar um panorama do cenário das políticas voltadas à atenção dos acometidos pela doença.

Na oportunidade, os membros do PET-Saúde apresentaram os resultados do projeto sobre o cadastramento das pessoas que vivem com DF na região. O trabalho também expôs as unidades hospitalares existentes para a organização da rede e o número de profissionais já capacitados em oito dos nove municípios envolvidos no projeto.

Para o professor Fábio Couto, coordenador do PET-Saúde, a participação da UFRB é importante para consolidação de políticas públicas para pessoas com DF na região. “A Universidade brevemente iniciará a realização dos exames laboratoriais no Laboratório de Apoio Diagnóstico em Anemias (LADA) para a determinação do perfil e quantificação das hemoglobinas anormais, minimizando as dificuldades enfrentadas pelos pacientes que vivem na região”, revela.

No evento, foram debatidas as fragilidades no atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) para as pessoas com DF e proposto ações para minimizar as dificuldades existentes nas unidades. Todos os municípios presentes se comprometeram a cadastrar os pacientes nas unidades para posterior envio à Sesab.



Com programação inédita, CachoeiraDoc 2015 se destaca no circuito de festivais nacionais

26 de Agosto de 2015, 11:53, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Com uma programação marcada por filmes inéditos, o VI CachoeiraDoc – Festival de Documentários de Cachoeira já se destaca como um dos mais importantes do gênero cinematográfico no país. O evento acontece entre os dias 1º e 7 de setembro, no Cine Theatro Cachoeirano (antigo Glória), um dos primeiros cinemas do Brasil, e no Centro de Artes, Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), na cidade de Cachoeira, localizada a 110 km de Salvador.

Nesta edição, serão exibidos 57 filmes, sendo mais de 30 inéditos no estado e seis no país, além de uma pré-estreia nacional. Os curtas, médias e longas-metragens integram as mostras Competitiva Nacional, Perspectivas do espaço e imersões sensoriais, Soy Cine, Clássicos do Real e Cinema na Real e as sessões de abertura, especiais eCineclube Mário Gusmão.

Na programação da Mostra Competitiva estão 13 curtas-metragens e oito médias e longas. Entre os selecionados concorrem os baianos “A loucura entre nós” (Bahia, 2015, 78 min.), de Fernanda Vareille, “Ana” (Bahia, 2015, 20 min.), de Camila Camila, “Eu, travesti?” (Bahia, 2014, 4 min.), de Leandro Rodrigues, e “O mar, a mata e a humanidade” (Bahia, 2015, 6 min.), do Coletivo Cinema e Sal.

Entre os destaques do festival estão as sessões especiais, que exibem o premiado documentário “Terra natal: Iraque ano zero” (Iraque/França, 2015, 334 min.), obra-prima do cineasta Abbas Fahdel, inédito na Bahia, e o longa-metragem “O Touro” (Paraná, 2015, 78 min.), de Larissa Figueiredo, que faz sua pré-estreia nacional no VI CachoeiraDoc.

“A ideia de que o documentário é território fértil de produção e difusão de conhecimento atravessa toda a programação desta edição do CachoeiraDoc”, explica Amaranta Cesar, que coordena a programação do festival com Ana Rosa Marques. “O CachoeiraDoc tem fortalecido e tido sucesso na sua proposta de descentralizar e interiorizar a realização de eventos, criando outro eixo de produção, troca e visibilização da cultura. Cada ano vem mais gente do Brasil inteiro para exibir, ver, pensar e discutir filmes ou novos projetos, produzir e trocar saberes, estabelecer redes”, completa Ana Rosa Marques.

A Mostra Perspectivas do espaço e imersões sensoriais: os filmes do Laboratório de Etnografia Sensorial exibe parte do acervo premiado do laboratório da Universidade de Harvard: o renomado Sensory Ethnography Lab (SEL). A instituição promove inovadoras combinações entre estética e etnografia em seus filmes e chama a atenção para as diferentes dimensões e percepções do mundo. Já na Mostra Soy Cine: os filmes da Escola Internacional de Cinema e TV de Cuba serão exibidos documentários realizados por jovens de diferentes lugares do mundo e que encontraram no contexto de formação da EICTV (Escuela Internacional de Cinema y TV) uma abertura à experimentação e um espaço de ampla diversidade cultural.

Nesta sexta edição, o festival homenageia o cineasta, professor e idealizador da Jornada Internacional de Cinema da Bahia, Guido Araújo, com a Mostra Clássicos do Real. Na programação, que conta com a presença do diretor, está a Trilogia do Recôncavo, formada pelos filmes “Maragogipinho” (Bahia, 1968, 22 min.), “Feira da Banana” (Bahia, 1974, 16 min.) e “A morte das velas do Recôncavo” (Bahia, 1975, 23 min.).

A abertura do VI CachoeiraDoc fica por conta dos documentários “Retomada” (Bahia, 2015, 19 min.) e “Tupinambá – O Retorno da Terra” (Rio de Janeiro, 2015, 25 min.), ambos sobre o processo de demarcação e retomada da Terra Indígena Tupinambá, garantindo os direitos de índios e não índios. A programação conta também com a Mostra Cinema na Real, uma parceria com escolas públicas de Cachoeira e São Felix, que exibe cinco curtas sobre a relação de crianças e seu cotidiano em diferentes lugares do Brasil; e a Sessão Cineclube Mário Gusmão, que levará a bairros não centrais de Cachoeira os documentários “Sem pena” (São Paulo, 2014, 87 min.), de Eugênio Puppo, e “Campo de jogo” (Rio de Janeiro, 2014, 71 min.), de Eryk Rocha.

Entre as apresentações musicais estão o tradicional Samba de Roda de Dona Dalva, na abertura do CachoeiraDoc, o cantor e compositor Giovani Cidreira, a Orquestra de Reggae de Cachoeira, Edbrass Brasil, no projeto Quartas Experimentais, o coletivo Na Tora Baile System e a banda I.F.Á, que encerra a sexta edição do festival.

A programação completa já está disponível no site do VI CachoeiraDoc.

Conferências e oficinas gratuitas

O VI CachoeiraDoc  vai realizar também, nos dias 3 e 4 de setembro, o “Ciclo de conferências: o cinema e os desafios do real”, com as mesas “Cinema, universidade e saberes tradicionais”, com César Guimarães, professor e editor da revista Devires – Cinema e Humanidades, “Figuras da história e da memória: inventariando o cinema brasileiro”, com as professoras e pesquisadoras Cláudia Mesquita e Roberta Veiga, e “Métodos e processos de formação: as oficinas nas periferias, comunidades tradicionais e territórios indígenas”, com a pesquisadora Glaura Cardoso Vale.

O festival terá ainda o curso “Documentário Urgente”, ministrado pelo documentarista Ernesto de Carvalho, integrante do Movimento #OcupeEstelita e Vídeo nas Aldeias, e as oficinas “Criticar o documentário”, com o pesquisador e crítico de cinema Victor Guimarães, e “Webdocumentário”, com jovens pesquisadores em cinema da UFRB Flora Braga e Ulisses Arthur.

Sobre o festival

O CachoeiraDoc busca fomentar a difusão e a produção de documentários, assim como a discussão sobre o gênero, por meio de oficinas, debates, ciclo de conferências e exibição de filmes. Nas cinco edições anteriores, cerca de 12 mil pessoas assistiram a mais de 175 documentários, muitos deles inéditos na Bahia e Brasil. Na Mostra Competitiva Nacional, ao todo, foram inscritos mais de 1,1 mil filmes de todas as regiões do país.

O festival é uma realização da Ritos Produções e do Grupo de Estudos e Práticas do Documentário, do Curso de Cinema e Audiovisual da UFRB e conta com o apoio financeiro do Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura da Bahia desde a sua primeira edição, em 2010.



UFRB divulga processo seletivo para professor substituto do CCS

25 de Agosto de 2015, 12:16, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) torna pública a abertura das inscrições para o Processo Seletivo Simplificado com vistas à contratação de professores para o Centro de Ciências da Saúde (CCS), campus Santo Antônio de Jesus. São ofertadas cinco vagas nas áreas de Humanidades, Ciência dos Alimentos, Práticas do Cuidado em Saúde para Enfermagem e Práticas no Cuidado de Saúde, com carga horária de 40 horas semanais.

As inscrições estão abertas no período de 24 de agosto a 11 de setembro, das 8:30h às 11:30h e das 14h às 16:30h, na sala do Protocolo (Pavilhão de Aulas), em Santo Antônio de Jesus. Os candidatos devem imprimir, preencher e assinar a ficha de inscrição disponível no site de Concursos da UFRB e entregar pessoalmente ou procurador, anexada aos documentos listados no edital. O valor da inscrição é de R$ 60,00.

O processo seletivo constará de duas etapas distintas: análise de currículo, com peso 4 (quatro), e  prova didática, com peso 6 (seis). As provas serão realizadas a partir do dia 16 de setembro, no CCS. As salas onde ocorrerão as etapas do processo seletivo serão divulgadas até às 8h30 do dia 16 de setembro, no mural da Gerência Técnica da unidade.

O resultado do processo seletivo será divulgado até o dia 22 de setembro no site de Concursos da UFRB e no D.O.U. A classificação no processo seletivo não assegura ao candidato o direito de ingresso automático, ficando a assinatura do contrato condicionada à necessidade da instituição. O prazo de validade da seleção será de um ano, podendo a validade ser prorrogada por igual período.

Confira o Edital Interno Nº 01/2015 - CCS.

Mais informações: www.ufrb.edu.br/concursos



UFRB realiza oficina de planejamento e gestão com Administração Central

24 de Agosto de 2015, 14:07, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) realizou na última sexta-feira, 21, no auditório da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoal (Progep), a I Oficina de Planejamento e Gestão 2015/2019. O evento contou a com a participação de todas as Pró-Reitorias e suas Coordenações, as Superintendências e a Assessoria de Comunicação. A finalidade foi delinear as ações da Administração Central da UFRB para o período de agosto a dezembro de 2015.

A Oficina foi dividida em duas partes: pela manhã, as Pró-reitorias, Superintendências e Assessoria apresentaram sua missão, visão e valores, realizaram um diagnóstico organizacional e exibiram um planejamento para o período de agosto a dezembro; e, pela tarde, ocorreram discussões sobre os temas comuns entre as Pró-reitorias, ainda para 2015. Foram debatidos os próximos eventos da Universidade, além de temas importantes como: Sistemas Integrados de Gestão (SIG); Educação Aberta e a Distância (EAD); Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI); compras e aquisições e o edital Mais Cultura.

Para o reitor Silvio Soglia, a oficina foi um momento importante para a integração entre as Pró-Reitorias, Superintendências e Assessoria. Ele também acrescenta: “a partir desse diagnóstico podemos externalizar para a comunidade nossa situação e atender aos anseios e expectativas sobre esse novo reitorado. Iniciamos também a discussão do planejamento da gestão dos próximos quatro anos, que será integrado com o PDI”.



UFRB realiza primeira reunião oficial via webconferência

20 de Agosto de 2015, 19:40, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A primeira reunião oficial via webconferência da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi realizada na manhã desta terça-feira, 18 de agosto, entre a reitoria, gerência técnica e direção dos sete Centros de Ensino. A tecnologia utilizada foi disponibilizada pela Superintendência de Educação Aberta e a Distância (SEAD), por meio das salas virtuais da Universidade Aberta do Brasil (UAB), da qual a UFRB faz parte.

Na opinião do reitor Silvio Soglia, trata-se do início de uma nova fase para UFRB, além da implementação e reforço da multicampia interativa, importante aspecto para uma Universidade com seis campi, a saber: Amargosa, Cruz das Almas, Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas, Cachoeira e Santo Amaro.“Estamos inaugurando hoje uma reunião oficial da reitoria com os gerentes e diretores dos Centros de Ensino utilizando a tecnologia da informação e da comunicação, potencializando as ações administrativas e acadêmicas, ou seja, estamos integrando as unidades de ensino e a reitoria na discussão do tema, e com menos custo, já que os diretores e gerentes não precisaram se deslocar à reitoria para fazer esta reunião”, pontua.

“Como essa ferramenta é tão potencial na educação a distância, nós buscamos trazer para dentro da UFRB, ou seja, buscar mais espaços de salas virtuais para que as reuniões administrativas da universidade venham a acontecer. Através da UAB, que possui o ambiente virtual junto a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), nós identificamos que existiam salas online voltadas para a UAB e outras salas voltadas para as unidades administrativas, a partir daí, estamos, há mais de cinco meses, exercitando junto aos polos de apoio presencial, onde buscamos integrar, via webconferência, esses espaços físicos do estado da Bahia e do curso de licenciatura em matemática”, fala o superintendente da SEAD, Ariston Cardoso. O curso de licenciatura em matemática a distância, ofertado pelo Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CETEC), possui atualmente sete polos de apoio presencial: Itabuna, Vitória da Conquista, Macaúbas, Teodoro Sampaio, Ipirá, Sapeaçu e Rio.

Com o tema a reestruturação administrativa na gerência técnica da UFRB, a webconferência reuniu cerca de 17 pessoas, em diferentes campi, podendo se comunicar por meio de vídeo, voz e texto, com a possibilidade ainda de gravação/armazenamento do conteúdo. “A ideia é sempre intercalar uma reunião presencial com outra a distância, a partir das experiências que acumularmos na utilização dessa ferramenta, comissões e diversos setores da Universidade poderão faze uso dela”, destaca o reitor Silvio Soglia. A tecnologia está disponível para computadores, tablets e smartphones.

Mais informações: Superintendência de Educação Aberta e a Distância (SEAD) da UFRB.



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres