Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
Tela cheia Sugerir um artigo

Notícias

12 de Janeiro de 2009, 22:00 , por Desconhecido - | 1 pessoa seguindo este artigo.
Notícias publicadas no portal oficial da UFRB e clonadas nessa comunidade.

PROEXT E PROPAAE lançam livreto com textos premiados no concurso Lélia González

26 de Novembro de 2014, 19:50, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Pró-reitoria de Extensão (PROEXT) e Pró-reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis (PROPAAE) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) apresentam o livreto Entre o Pensamento de Lélia González e a Palavra Poética. A proposta é colocar em cena a história e a contribuição social de Lélia González, militante e intelectual das questões raciais no Brasil e do feminismo negro.

A publicação reúne artigos, poemas e contos, contemplados no Edital para Premiação Lélia Gonzalez de Textos, que fez parte do II Fórum Internacional 20 de Novembro e do VII Fórum Pró Igualdade Racial e Inclusão Social, realizado na UFRB em 2013. Os textos abordam traços biográficos de Lélia González e de assuntos e temas pesquisados por ela. Os organizadores são professores da UFRB, Ana Rita Santiago, Cláudio Manoel Duarte, Giovana Temple e Ronaldo Crispim.

O livreto está sendo distribuído no formato impresso nos centros de ensino da UFRB e também está disponível online no link:  http://issuu.com/proext/docs/lelia_goncalez_final

Lélia Gonzalez

Filósofa e historiadora de formação, fez doutorado em Antropologia. Foi uma das fundadoras do Movimento Negro Unificado, tornou-se professora da PUC-Rio, passando também pela UFRJ e UERJ.  Escreveu diversos textos/livros sobre gênero e questões raciais, dentre eles, Festas populares no Brasil e Lugar de Negro, este último em co-autoria com Carlos Hasenbalg, entre outros. Foi uma mulher intelectual e militante que faz parte da história social e intelectual engajada do Brasil.



Enade: Estudantes devem responder ao questionário até 29 de novembro

26 de Novembro de 2014, 19:30, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) prorrogou até 29 de novembro o período para resposta eletrônica ao questionário do estudante no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2014. Quem não conseguiu responder as perguntas, deve acessar o sistema online do exame, usando o CPF, nome completo ou nome do curso.
O preenchimento é obrigatório e deve ser feito no ambiente virtual destinado ao universitário. Aqueles que não responderem estarão em situação irregular junto ao Enade e poderão ficar impedidos de colar grau e receber o diploma, mesmo que tenham prestado o exame.
Neste edição, a prova foi aplicada no último domingo, 23 de novembro. Foram inscritos 483.520 estudantes de cursos de bacharelado, licenciatura e tecnológico.

Exame – Criado em 2004, o exame integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). O objetivo é aferir o rendimento dos estudantes dos cursos de graduação em relação ao conteúdo programático, suas habilidades e competências. Já o questionário do estudante é um dos instrumentos de coleta de informações do Enade, de caráter obrigatório, que tem por objetivo subsidiar a construção do perfil socioeconômico dos participantes e obter uma apreciação quanto ao seu processo formativo.

Questionário do Estudante – Sistema Enade.

Confira aqui a lista completa dos cursos.

Com Informações da Ascom Inep



Trilha na Serra da Jiboia sensibiliza para a necessidade de conservação da área

26 de Novembro de 2014, 15:07, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

Os conselheiros e participantes do Projeto Serra da Jiboia, parceria entre a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e o Grupo Ambientalista da Bahia (Gambá) realizaram, na última terça, uma trilha pela serra. A professora da UFRB, Alessandra Caiafa, guiou os participantes da 2ª reunião do Conselho Gestor do projeto através da Trilha do Vale dos Guapuruvus. “Resolvemos fazer essa trilha porque é importante que as pessoas conheçam a biodiversidade que existe na área. Foi uma trilha pequena, mas já sensibiliza os conselheiros e participantes da importância da conservação da Serra da Jiboia. Durante a trilha foram destacados pontos de relevância biológica como uma espécie de planta que é alimento de mamíferos voadores, um indicador que há morcegos fazendo a dispersão da espécie na área”, explica a coordenadora do projeto Isabelle Blengini.

A trilha iniciou-se ao final do viveiro de mudas do CPMVS, sede do Gambá em Elísio Medrado,  e teve a duração de aproximadamente 2 horas. No caminho havia muitas árvores de Guapuruvu, o que explica o nome da trilha. A presença dos Guapuruvus também deu indícios importantes para fazer a interpretação ambiental da área. A professora Alessandra explicou que essa espécie é uma pioneira, ou seja, é uma das primeiras a surgir em um terreno em regeneração florestal e faz sombra para que outras espécies se estabeleçam. Ainda segundo Alessandra, a espécie mais velha de Guapuruvu identificada tem cerca de 40 anos, o que indica que a área está se regenerando desde então.

Os aspectos culturais também foram contemplados no passeio. O professor Eraldo Costa Neto, da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), relatou lendas da região que são contadas pelos povos que convivem com a floresta. As instruções de oferecer fósforo à caipora e elementos amarelos para Oxum foram exemplos de conhecimentos produzidos pelo homem em contato com a floresta que ultrapassam o viés científico. A trilha terminou em um córrego, com leito pedregoso, onde a beleza cênica possibilita uma sensação de ligação com a natureza que sensibiliza para as várias dimensões da importância da conservação das florestas.

Reunião do Conselho Gestor

Antes da trilha realizou-se a 2ª Reunião do Conselho Gestor do Projeto Serra da Jiboia. O projeto, executado por Gambá e UFRB, com o financiamento do Funbio através do Fundo TFCA, apresentou o andamento de suas atividades aos conselheiros que realizam o controle social.

No relato das atividades, o professor Téo de Oliveira trouxe informações que estão sendo levantadas sobre os mamíferos da área. Devido à pouca literatura disponível sobre a região, algumas espécies, principalmente de morcegos, estão sendo descritas pela primeira vez na área.

A professora Alessandra Caiafa também apresentou aos conselheiros informações sobre o projeto dos Corredores Ecológicos, que procura criar corredores florestais para manutenção e circulação da biodiversidade. A Serra da Jiboia encontra-se no que foi determinado como Corredor Central da Mata Atlântica, englobando Espírito Santo, Sul da Bahia e algumas áreas do leste de Minas Gerais.

Fonte: Grupo Ambientalista da Bahia (Gambá)



UFRB convoca estudantes para responder a Pesquisa Perfil Nacional do Graduando

25 de Novembro de 2014, 20:03, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) por meio da Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis (PROPAAE) convida os estudantes da UFRB a participarem da Pesquisa Perfil Nacional do Graduando, que busca traçar o perfil do graduando brasileiro.

Os estudantes podem acessar e responder ao questionário disponível no endereço www.perfil.ufu.br até o dia 15 de dezembro.  A pesquisa é promovida pelo Fórum de Pró-Reitores de Assuntos Estudantis (FONAPRACE), Associação Nacional de Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

A partir dos dados coletados, o FONAPRACE espera poder elaborar projetos junto às instituições de modo a ampliar os recursos destinados à política de assistência estudantil. 



UFRB promove seminário sobre o manejo de resíduos sólidos no Recôncavo

24 de Novembro de 2014, 20:09, por UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - 0sem comentários ainda

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) promove no dia 26 de novembro, através da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação, Criação e Inovação (PPGCI), da Assessoria para Assuntos Territoriais e do Laboratório de Intervenção Socioambiental (LIS), o Seminário Internacional de Intervenção Socioambiental para o Manejo de Resíduos Sólidos no Território do Recôncavo. O evento será realizado no Espaço de Eventos Capim Dourado, em Sapeaçu, em parceria com a Prefeitura de Sapeaçu e com o Centro Público de Economia Solidária da Bahia (CESOL).

O seminário tem o objetivo de apresentar o projeto piloto de pesquisa para gestão de resíduos sólidos em Sapeaçu, em desenvolvimento pela UFRB com a coordenação dos professores Jesus Delgado e Renato Almeida e a orientação colaborativa do professor Javier Guevara Martinez, da Universidad Popular Autônoma Del Estado de Puebla (UPAEP), do México. O psicólogo socioambiental reconhecido na gestão de resíduos sólidos na América Latina também participa do evento.

Outros palestrantes esperados para falar sobre as políticas públicas para resíduos sólidos são os secretários de Relações Institucionais do Estado da Bahia, Cícero de Carvalho Monteiro; e de Desenvolvimento Urbano, Manuel Ribeiro Filho; além do o Superintendente de Saneamento da Bahia, Raimundo Neves e representantes do Movimento Nacional dos Catadores de Resíduos.  Na ocasião, será lançado o Laboratório de Intervenção Socioambiental da UFRB (LIS), ligado ao Centro de Ciências Agrárias Ambientais e Biológicas (CCAAB).

A pesquisa é motivada pela Lei de Políticas Nacionais de Resíduos Sólidos - Lei 12.305/10 e de Saneamento Básico - Lei 11.445/2007, que trazem exigências de implantação aos municípios em curto tempo.  Busca-se maior integração entre os municípios do Território de Identidade do Recôncavo para a consolidação de seus respectivos Planos de Saneamento Básico, incluindo a gestão dos resíduos sólidos enquanto primeiro elemento de preocupação.

Confira a programação completa.



Categorias

Bahia, Comunicação, Cultura, Formação, Marco Legal, Pesquisa e tecnologia, Políticas públicas, Relações internacionais, Saúde popular, Software, cultura e conhecimentos livres

UFRB

Brazil